domingo, abril 11, 2010

É hora de reflectir, e não de insultar ou procurar culpados

Quando ocorrem tragédias como aquela que aconteceu perto de Smolensk ontem, deve-se, primeiramente, apresentar condolências às famílias das vítimas e, depois, se se pretende fazer comentários, eles devem ser feitos com o maior dos cuidados.
Há muito que não "censurava" comentários, mas vi-me obrigado a fazer isso, porque achei que alguns leitores não reflectem antes de tornarem pública a sua ideia.
Tendo em conta os dados existentes, já se pode tirar algumas conclusões sobre as causas da tragédia, que roubou a vida a 97 pessoas, a maioria das quais figuras de destaque da vida política e social da Polónia.
Inicialmente, as autoridades russas colocaram três hipóteses: "problemas técnicos do avião", "erro humano" e "condições atmosféricas", mas, à medida que as investigações avançam, parece ser evidente que a tragédia se deveu à conjugação dos  últimos factores. Neste caso, o estado do aparelho não parece ter contribuído para o desfecho trágico.
A propósito da qualidade dos aviões soviéticos, considero que ela dependia e continua a depender exclusivamente da assistência técnica e do factor humano. O Tupolev é um bom aparelho, já voei dezenas, ou talvez, centenas de vezes em aviões desse tipo, e só posso dizer que se voa com todo o conforto e segurança quando o aparelho é bem tratado. Claro que já fiz viagens em aparelhos desses muito pouco apelativas, devido ao aspecto externo e interno dos aviões.
Ao que tudo indica, os pilotos do aparelho do Presidentre polaco, ases experientes, decidiram arriscar para não obrigarem Lech Kaczynski a fazer alterações no seu programa da viagem a Katyn, lugar de luto e de dor para a Polónia. Se calhar, já tinham arriscado numerosas vezes, mas há sempre uma última...
Esta catástrofe, ao contrário do que afirmam alguns, entre os quais os comunistas russos, não deverá levar ao "isolamento da Rússia" por parte do Ocidente, nem à maior deterioração das relações entre Moscovo e Varsóvia. Isso irá depender grandemente dos actos dos políticos de ambos os lados. Por enquanto, o Presidente Medvedev e o primeiro-ministro Putin têm feito tudo para que a investigação das causas da catástrofe seja transparente e exaustiva. Além disso, tem havido uma boa coordenação de esforços entre autoridades russas e polacas. 
Por isso, neste campo, não vejo motivos para preocupações.
Para terminar, quero dizer apenas que das tragédias se devem tirar conclusões e uma delas será saber o que levou tantos dirigentes polacos a viajarem no mesmo aparelho. Alguns dos leitores chamaram a atenção para esta questão e penso que as autoridades polacas irão analisá-la e tirar as conclusões necessárias. Nunca, na história da Humanidade, morreram tantos dirigentes políticos e sociais numa só catástrofe. Eu pelo menos não me lembro...
Quanto a teorias da conspiração, não comento, a não ser quando estão bem fundamentadas. Por exemplo, pode-se não gostar do regime político existente na Rússia, mas considero uma aberração supor que a catástrofe pode ter sido originada por vinganças políticas. Medvedev e Putin não são monstros, o seu comportamento durante a tragédia mostra que podem ter um comportamento adequado. Por isso, não se comece a atirar pedras ou a dar tiros no escuro precipitadamente. 
A hora da morte pede silêncio e reflexão, e não vingança... 

35 comentários:

MSantos disse...

As minhas condolências ao povo polaco por esta enorme tragédia.

E já que aconteceu, que se perserve a calma, bom senso e razonabilidade e ela se esclareça na totalidade e sem quaisquer dúvidas e sirva para estreitar ainda mais o bom relacionamento entre os dois povos.

Cumpts
Manuel Santos

MSantos disse...

No que respeita à qualidade dos aviões russos e partindo do princípio que os críticos estão correctos, a questão que se coloca é porque é que a Polónia, um país da NATO de nítida tendência pró-ocidental usa um Tupolev como avião presidencial?

Mesmo no caso dos aviões militares e apesar da tendência de dizer mal e das suas limitações, a Luftwaffe manteve durante 15 anos uma esquadra de MIG-29 já sob os padrões NATO. A própria força aérea polaca ainda usa o MIG-29.

Na minha opinião, os aviões comerciais russos só têm dois grandes problemas técnicos: são muito ruidosos e muito gastadores de combustível razão pela qual estão a incorporar motores ocidentais.

Infelizmente durante os últimos anos as folhas de serviço de todos os principais fabricantes mundiais de aeronaves estão bastante negras.

Cumpts
Manuel Santos

PortugueseMan disse...

as autoridades russas colocaram três hipóteses: "problemas técnicos do avião", "erro humano" e "condições atmosféricas", mas, à medida que as investigações avançam, parece ser evidente que a tragédia se deveu à conjugação dos dois primeiros factores.

Caro JM,

Quer dizer dos dois últimos?

Jest nas Wielu disse...

Todas as notícias sobre a tragédia no canal de TV Polaca TVN24:
http://www.tvn24.pl/

briaxis disse...

Caro José Milhazes,

também eu fiquei muito surpreendido, por não dizer chocado, com alguns comentários insensíveis proferidos nas últimas horas, até em sites polacos.

O que falo é das insinuações maliciosas relativas a pretensas pressões do presidente polaco aos pilotos em ocasiões anteriores. É claro que, passada a comoção, chegará o momento de analisar as causas e resolver as responsabilidades que pudessem existir. Mas o dia depois da tragédia não é momento de culpar ninguém, e muito menos uma vítima do acidente. Por isso é que o felicito por não aceitar esses e outros desatinos.

O fato de viajarem tantos dirigentes no mesmo avião é trágico precisamente porque podia ter sido evitado. Como me disse uma amiga polaca, o que veio a acontecer ontem era tão improvável que mesmo parecia impossível.

Quanto ao futuro das relações russo-polacas, acho que há, pela primeira vez em muito tempo, motivos para a esperança. Penso no artigo de Matvey Ganapolsky para o site da rádio "Eco de Moscovo". E penso também na histórica decisão da televisão russa de mostrar esta noite o filme de Andrzej Wajda sobre o massacre de Katyń.

Briáxis

Fabio disse...

já viu a sére DEXTER? Putin é igual a ele, sabe fingir bem

Anónimo disse...

Russian TV Rossija will show tonight Wajda's "Katyn" at prime time, 21.20 Moscow time.

PortugueseMan disse...

...O que falo é das insinuações maliciosas relativas a pretensas pressões do presidente polaco aos pilotos em ocasiões anteriores...

Maliciosas porquê?

Eu também acho que essa é a hipótese mais provável.

Eu posso interrogar-me sobre o que aconteceu. Aliás como eu gosto e sempre gostei de aviões, sempre que há um acidente tento perceber quais as causas que conduziram ao acidente.

Pessoalmente acho errado, comentários desnecessários como alguns que foram colocados, que não mostram nenhum tipo de respeito.

Agora posso interrogar-me sobre o que aconteceu.

ALONE HUNTER disse...

Os europeus ( da Europa Ocidental ) odeiam muito a Rússia!

É um absurdo alguns comentários postados neste blog! Não dá pra entender porque tanta fúria com relação á um país como a Rússia...

Não dá pra entender porque os europeus ( da Europa Ocidental) apoiam tanto os interesses de um país que mata mulheres e crianças no Paquistão, Afeganistão e Iraque.

O que vocês tem que entender, de uma vez por todas, é que a Rússia foi,é e sempre será o país mais poderoso de toda a Europa e Ásia!!!

E é somente por isso que vocês apoiam e aprovam o regime imperialista da América. Porque sem o guarda-chuvas da América, a existencia de vocês estará ameaçada! Por isso tanta prostituição para a América. E por isso tanto ódio da Rússia!

E isso é em parte justificável, porque vocês moram num país de 95.000Km2 ( do tamanho do estado que eu moro, Santa-Catarina), onde não há mais alternativas,nem perspectivas!!!

Com relação ao trágico acidente envolvendo o Presidente da Polonia e sua comitiva, é realmente um pesar tal fato ter ocorrido. Porém gostaria de lembra-los que a Polonia faz parte daquele eixo de países da ex-URSS que agora está cuspindo na cara da Rússia, junto com a Lituania, Estonia, Letonia, Ucrania, Geórgia, Republica Tcheca entre outros...

Isso foi um acidente como qualquer outro, porém com autoridades importantes de um país insignificante!!! E é por isso que eu desaprovo a participação do Excelentissimo Senhor Vladimir Putin na Comissão de Investigação! Comissão para que? Se todos os fatos apontam para um erro idiota da tripulação polaca ( aqui no Brasil são chamados de poloneses!). Eu acho que o Primeiro Ministro da Rússia não necessita se expor dessa maneira.E nem o presidente da Rússia!!!

Voltando ao acidente, o que pode ser feito agora é entregar os corpos e no máximo fazer um memorial, no local da queda do acidente!

E só isso! Chega de melações. Aconteceu!!! Foi um acidente.

Não se esqueçam que á poucos meses atrás, esse país, Polonia, cuspia na cara da Rússia, firmando pactos militares com a América, com a compra de F-16's e instalação de sistemas anti-mísseis!!!

Jest nas Wielu disse...

O que aconteceu em Smolensk?
http://cyxymu.livejournal.com/686454.html

… e para não discutir sobre a quantidade de anjos / demónios que podem caber no bico da agulha, vale a pena estudar as parte material, que nos informa, que entre 1973 e 2010 caíram 66 aviões TU-154.
http://yanek-ua.livejournal.com/459211.html

p.s.
O facto de TV russa mostrar filme Katyn é a maior vitória do Lech Kazcynski, mesmo morto, ele consegui dorrotar a herança do NKVD. Se apenas um único russo, após ver o filme mudará a sua opinião sobre Stalin, URSS ou comunismo, então a segunda Katyn da Polónia não foi gratuíta.

Ver o filme Katyn:
http://www.btmon.com/Video/
Unsorted/Katyn.2007.DVDSCR.
XViD-NoGrp.torrent.html

http://www.youtube.com/watch?v=
mM1zyQ_zffM&feature=related

Jest nas Wielu disse...

Katyn: site oficial do filme:
http://www.katyn.netino.pl/en/

PortugueseMan disse...

e para não discutir sobre a quantidade de anjos / demónios que podem caber no bico da agulha, vale a pena estudar as parte material, que nos informa, que entre 1973 e 2010 caíram 66 aviões TU-154.

Jest,

O Boeing 727, o mais parecido com o TU-154 e da mesma era teve 110 acidentes, você conclui o quê com isso?

Não interessa que avião se use. Se estava nevoeiro e o aeroporto não tinha o equipamento necessário para um avião poder efectuar uma aproximação nestas condições, este é o desfecho mais previsivel.

Eu quando conduzo o meu carro com mau tempo tenho mais cuidado. Eu com nevoeiro não vou a 120 numa auto-estrada.

E um avião no ar, com velocidades muito superiores, SEM VER a pista, SEM VER o chão, tenta aterrar?

Estes pilotos são pilotos de um avião presidencial, portanto experiência não lhes deve faltar, Uma opção errada foi tomada e o acidente aconteceu.

Duvido se vá saber toda a verdade, e quase de certeza que será atribuida as culpas ao comandante.

Mário Nunes disse...

O impensável aconteceu ontem de manhã, preparava-se a aproximação entre a Polónia e a Rússia… E, a História pregou-lhes mais uma partida de mau gosto, setenta anos depois do Massacre de Katyn - ocorrido em Abril de 1940, 20 mil oficiais polacos e civis foram assassinados pela policia secreta soviética. As vítimas tinham sido capturadas pelo Exército Vermelho, que dividia a Polónia com a Alemanha de Hitler. Katyn era um espinho nas relações entre a Rússia e a Polónia.
A reconciliação entre a Polónia e a Rússia avizinhava-se e parecia encerrada uma das mais negras páginas da História Mundial.
Até que a queda de um avião que transportava o Presidente da República Polaco e uma delegação que incluía a elite militar, política e económica de Varsóvia, deitou aparentemente tudo por terra, a aproximação entre os dois estados vizinhos que estavam de costas voltadas… e que pareciam que iam entender-se.
Pode ter sido um acidente, mau tempo, nevoeiro, eu sei lá, mas desculpem lá, não me atirem mais areia para os olhos, porque um avião que transporta um presidente da república é um acontecimento raro, as viagens de estado estão repletas de precauções e normas de segurança, etiquetas e protocolos apertados. O avião presidencial polaco teria por certo um corredor aéreo aberto e estava a ser monitorizado pelos radares polacos, bielorussos e russos. Por diversas vezes recebeu ordens para voltar para trás, para aterrar em Minsk. Os aviões Tupolev são bons aviões, robustos até mais não e preparados para aguentar temperaturas extremas e por certo, que o avião presidencial polaco teria sido objecto de vistorias recentes.
O piloto deveria de fazer parte da nata da aviação comercial, por quatro vezes tentou fazer-se à pista em Smolensk, não o conseguiu fazer.
Recorde-se que Lech Kaczynski foi um acérrimo opositor da ditadura polaca, do Tratado de Lisboa e não via com bons olhos a União Europeia e Bruxelas.
Recordo-me que a imprensa portuguesa e europeia o maltrataram injustamente aquando da assinatura do respectivo tratado. Para mim considero-o um homem mais inteligente, pois salvaguardou os interesses da Polónia ao contrário dos políticos nacionais que o assinaram de cruz, sacrificando a independência nacional, depois de mais 800 anos de história e nos venderam por uns míseros euros e nos entregaram de bandeja aos iluminados de Bruxelas.
A verdade sobre o acidente, espero que os russos a descubram…
Porque a verdade anda algures por aí…

Nuno B. disse...

Sr. Milhazes,

o senhor pode um dia vir a ser chefe de estado, mas ainda não o é.

E como referiu, já viajou centenas de vezes num Tupolev e nada aconteceu.

A mesma hora, centenas de outros aparelhos como aquele voavam pelo mundo, e nada aconteceu.

Como explica então o que aconteceu a um avião que:
-leva toda a 'nomenclatura' polaca
-os serviços secretos devem ter inspeccionado bem o aparelho antes de voar
-sobrevoava a Rússia
-e quando sabemos que os representantes polacos não morrem de amores por Putin&Ca, e fazem questão de o mostrar na Europa..

Certamente não está à espera que as pessoas guardem estas questões na cabeça, ou aqui tb já existe a lei da rolha?..

Anónimo disse...

"Isso foi um acidente como qualquer outro, porém com autoridades importantes de um país insignificante!!! "

Desde quando a quinta economia da europa é insignificante? Só pra um burro como você.

Anónimo disse...

Alone hunter

insignificante? hahaha

O PIB da Polónia é o dobro da Argentina, meu filho. Se for assim, 95% dos países do mundo são insignificantes. Vai estudar, meu caro.
Aliás, se você analisar quem corre risco de desaparecer no futuro é a Rússia. Você acha que é sustentável um pais com as dimensões da russia com uma população de um pouco mais de 100 milhoes? Se você se informar vai verificar que já existem 10 milhões de chineses vivendo na Sibéria. E a pressão populacional chinesa aumenta a cada ano às custas de terras russas.
A Rússia sem as suas ogivas desapareceria em 1 ano.

João Paulo disse...

Alone

"""Porém gostaria de lembra-los que a Polonia faz parte daquele eixo de países da ex-URSS que agora está cuspindo na cara da Rússia, junto com a Lituania, Estonia, Letonia, Ucrania, Geórgia, Republica Tcheca entre outros...
"""
Será que é por acaso isso? A Rússia sempre invadiu, matou, trucidou esses países. Você queria o quê? Que a Rússia fosse querida ainda?
Posso fazer uma lista gigantesca de todo mal que a tua querida Rússia fez para esses países. O mesmo mal que os EUA fizeram para a América Latina foi o mal que os russos fizeram pra esses países. Não tente fazer polacos, ucranianos, tchecos, etc gostarem dos russos como não vou fazer você gostar dos americanos. Abra a sua mente, pense que muita coisa é relativa no mundo, que depende muito da sua geografia, história, etc. O mundo não é preto ou branco só porque você quer.


Não sei a tua idade mas parece que não é muita.

Anónimo disse...

O que vocês tem que entender, de uma vez por todas, é que a Rússia foi,é e sempre será o país mais poderoso de toda a Europa e Ásia!!!


Da Ásia é a China, depois Japão, Coréia do Sul e recém da Rússia.
Não superestime os russos. A Rússia é um tigre de papel.

Anónimo disse...

((((Alone Hunter:
E é por isso que eu desaprovo a participação do Excelentissimo Senhor Vladimir Putin na Comissão de Investigação! ))))

olha só o jeito que esse cara escreve...hahaha..excelentíssimo hahaha

Carlão disse...

Porém gostaria de lembra-los que a Polonia faz parte daquele eixo de países da ex-URSS que agora está cuspindo na cara da Rússia, junto com a Lituania, Estonia, Letonia, Ucrania, Geórgia, Republica Tcheca entre outros...

Desde quando a Polônia e a Republica Tcheca fizeram parte da ex-URSS.
Assim, como vou levar a serio o que você escreve se nem saber disso você sabe? O cômico é ver você querendo dar lição de história. Siga meu conselho, se aprofunde mais na história, busque os motivos de alguns países agirem de certa forma.
Estude mais...porque essa tua paixão pela Rússia chega a ser meio rídicula. A não ser que você seja descendente de russos no Brasil.

Jest nas Wielu disse...

2 Carlão 01:45

Boa, eu nem reparei nessa de Caçador Solitário colocar a R. Checa e Polónia na ex-URSS, ele já cá tem uma, de tal maneira, boa reputação histórica, que já nem reparamos naquilo que homem escreve.

2 PortugueseMan

Avião: pessoalmente eu, na questão do avião alinho com esta opinião anónima difundida na net cirílica: «se o meu vizinho matar o meu pai e o enterrar na mata, eu não vou arranjar o meu carro com a idade de 20 anos na oficina dele».

Me parece justo...

PortugueseMan disse...

...2 PortugueseMan

Avião: pessoalmente eu, na questão do avião alinho com esta opinião anónima difundida na net cirílica: «se o meu vizinho matar o meu pai e o enterrar na mata, eu não vou arranjar o meu carro com a idade de 20 anos na oficina dele».

Me parece justo...


Resumindo, o que você está a dizer é que os polacos deveriam ter sido mais espertos.

Compravam um avião novo e atiravam-se para o nevoeiro. Pelo menos morriam enfiados num Boeing.

Eu dou um pouco mais de valor à inteligência dos polacos do que você.

Anónimo disse...

Realmente os Tupolevs têm esse péssimo defeito de se despenharem quando lhes arrancam uma asa.

Deve ser má qualidade do material, sei lá...

Jest nas Wielu disse...

2 PortugueseMan

Na realidade, choro a morte do Lech Kaczynski e da sua comitiva e não me importo com o tipo do avião.

Não é nada fácil testemunhar a segunda Katyn da Polónia.

Ver o filme Katyn:
http://video.google.com/videoplay?docid=
-2080155985610903776#

PortugueseMan disse...

Na realidade, choro a morte do Lech Kaczynski e da sua comitiva e não me importo com o tipo do avião.

Como você deve ter reparado, eu só intervi relativamente à parte onde fala do avião.

Pode não se importar, mas o facto é que fez comentários sobre o mesmo, e muitos dos acidentes não são pelo o avião em si e foi isso que foquei.

Embora a sua opinião seja a opinião de muitas pessoas, este é mais um rude golpe para a aviação civil russa e para a Tupolev, mesmo que se descubra que o avião estava em perfeitas condições.

aferreira disse...

"Não é nada fácil testemunhar a segunda Katyn da Polónia."

Se mais nada houvesse a dizer o que este sr. Jest nas Wielu, afirma ou declara é revelador não só do seu estado de alma como da sua afirmação pró-fascista.

Ora voltando a vaca fria:
O acidente aéreo de Katyn, que vitimou o presidente Polaco e seus acompanhantes é de inteira responsabilidade do primeiro.
-E não erro humano ou defeito da aeronave de fabrico Soviético.
-Pois foi noticiado que o dito presidente da Polónia foi responsável, por ter obrigado o piloto a desobedecer as ordens da os responsáveis do tráfego aéreo na zona de Smolensk.

-Por vezes a subconsciente trai.
Não é assim sr.Jest nas Wielu.

MSantos disse...

Sobre as causas do acidente e da "má qualidade" dos aparelhos russos, um trecho de um artigo do "The Economist" um dos arautos de determinadas tendências económicas e políticas entre as quais a promoção de uma nova guerra fria com a Rússia a favor de outros interesses que não verdadeiramente europeus:

"When Russia invaded Georgia in August 2008, it was Mr Kaczynski who rushed to the rescue, leading a hair-raising trip to Tbilisi with leaders of other sympathetic ex-communist states. He tried to overrule protests by the presidential plane’s pilot, that the trip into a war zone was unsafe. Mr Kaczynski was furious at what he saw as cowardice; the pilot later got a medal for resolutely putting his passengers’ safety ahead of prestige. Some suspect that Mr Kaczynski repeated that error in the minutes before the disastrous attempt to land the presidential plane at a fog-bound airport on April 10th.

Human error seems the most likely cause of the crash. The Polish presidential plane was an ageing Tupolev 154: old, noisy and thirsty, admittedly, but also robust and reliable. It had been recently renovated with modern avionics. Russian air traffic controllers seem blameless too. They insisted that the fog at Smolensk airport was too thick and had told the plane to land elsewhere."

http://www.economist.com/world/
europe/displayStory.cfm?story_id
=15891381&source=most_commented

Para o "The Economist" ter referido isto...

Cumpts
Manuel Santos

Jest nas Wielu disse...

2 aferreira 15:46

1. Se ficar triste por causa do sofrimento dos polacos vítimas de Katyn significa o “pró – fascismo”, então que seja, nada posso contra os antifa “alternativamente dotados”.

2. Acidente: acho que as responsabilidades do acidente serão apurados pelos especialistas, como não sou especialista em segurança aérea, não me atrevo julgar os culpados.

3. Danças em cima dos ossos de adversários deve ser o marco pessoal do aferreira em particular e do público russofílico em geral (ler as palavras do Leonid Radzikhovski sobre a matéria).

4. Nem sei se posso falar sobre o subconsciente, se calhar também será classificado pelo aferreira como um tópico altamente “pró – fascista”.

aferreira disse...

- Sr.Jest nas Wielu
-Por acaso não foi o senhor que escreveu : "Não é nada fácil testemunhar a segunda Katyn da Polónia."
-que queria o senhor dizer com "o segundo Katyn da Polónia"
É aqui que digo e reafirmo que o subconsciente o trai.
------------------+++--------------

"dançar por cima dos ossos do adversário" isso é especialidade sua!
-Minha nunca foi até porque não sei dançar.
--------------------------------
-Quanto ao responsável pelo acidente aéreo de Katyn.
-Por acaso o sr. lê jornais?

Anónimo disse...

Aqui há quem gosta de apontar o dedo a Moscovo, normalmente por duas razões, ou por tudo, ou por nada. Que as suas acusações sejam ou não válidas, isso pouco importa, o que importa é acusar e vilipendiar. É triste.

Jest nas Wielu disse...

2 aferreira

1. Então vejamos se V. Excia. conseguirá alcançar o significado da minha afirmação: a elite política da Polónia actual se deslocava à Smolensk para prestar homenagem a memória de mais de 22.000 oficiais e civis polacos secretamente e sem nenhuma razão assassinados pelo regime soviético em 1940.

Se em 1940 a URSS não perpetuar o crime de Katyn, os polacos não iriam ter a necessidade de se deslocar a Smolensk em 2010. Desta maneira, o crime mal resolvido de há 70 anos, reclamou mais sangue em 2010.

2. Acidente: na minha terra, os responsáveis pelos acidentes tecnológicos não são determinados pelos “jornais”, mas sim, pelos especialistas inseridos no âmbito das comissões de inquérito. Como tal, aguardarei o desfecho da investigação, estudarei as fontes materiais da sua conclusão (se a Rússia permitir tais consultas) e só depois disso, poderei opinar sobre a culpa / inocência de alguém.

2 anónimo 17:47

Se realmente acha que “acusar e vilipendiar” é um comportamento triste, então, pergunto eu, não deveria essa posição ser válida para todos por igual? Do tipo, as lideranças políticas da Geórgia, Polónia, Ucrânia, etc., não deveriam ser abrangidas também?

Anónimo disse...

A posição é válida para todas as lideranças.
Acontece que as lideranças políticas da Geórgia, Polónia, Ucrânia, etc., não são constantemente acusadas por tudo e por nada. Já a liderança moscovita...
É um comportamento triste. Triste e patético, que só pode partir de pessoas frustradas.

aferreira disse...

." Acidente: na minha terra, os responsáveis pelos acidentes tecnológicos não são determinados pelos “jornais”, mas sim, pelos especialistas inseridos no âmbito das comissões de inquérito."
NB:
-Tem graça que na minha também é assim se faz.-Porque será?

Comissão de inquérito especialistas etc & tal e no Fim a culpa é do Porteiro ou da senhora da limpeza.
-Um exemplo: "queda da ponte da Hintze Ribeiro."

A culpa morreu solteira

-Inquérito a Junta Autónoma de Estradas milhões que se evaporaram - No fim se o houve;( nestlé !

Anónimo disse...

Katyn ainda está por resolver. Ninguem aqui poderá afirmar que a responsabilidade foi dos russos. Não é só porque não encontram o motivo de tal chacina. As supostas evidencias não resistem à análise mais cuidada. Todo o processo Katyn está inquinado desde o princípio. Em Nuremberga nada ficou esclarecido pese embora o desejo de culpar a URSS. As munições que mataram 4500 oficiais polacos eram alemãs e não russas. A estória não encaixa.

Jest nas Wielu disse...

2 aferreira

Se não sua também é feito deste jeito, para que me fala dos jornais, portanto? Esperaremos pelo conteúdo das “caixas negras” e depois opinaremos sobre as culpas. Pois nem 12 horas após o acidente tinham passado, os seus “jornais” já culparam o piloto.

Pontes e Juntas de estrada: é um assunto inteiramente português, como tal, julgo eu, deve ser resolvido pela vossa sociedade civil.

2 Anónimo 01:21

Em África, o exército português usava a espingarda G-3 alemã. Se ir pela mesma lógica, então os variadíssimos massacres em Moçambique / Angola, se calhar, não foram de responsabilidade portuguesa. Veja lá a quantidade de histórias mal contadas que se podem contestar na base da “nacionalidade” de munição e das armas.