quarta-feira, agosto 11, 2010

Tbilissi considera instalação de mísseis russos na Abkhásia ameaça à segurança europeia

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Geórgia emitiu hoje uma nota de protesto a propósito da instalação de mísseis russos na Abkhásia, território separatista georgiano.

“É absolutamente incompreensível qual o objetivo colocado por este passo extremamente perigoso e provocatório da parte da Rússia, que ameaça não só a região do Mar Negro, mas a segurança da Europa em geral”, lê-se na nota.

A diplomacia georgiana lança um apelo à comunidade mundial e às organizações internacionais para que “tomem medidas decididas para que a Rússia suspenda a militarização dos territórios georgianos ocupados, realize a sua desocupação e cumpra os compromissos internacionais, nomeadamente o de 12 de Agosto de 2008 sobre o cessar de fogo”.

O general Alexandre Zelin, comandante da Força Aérea da Rússia anunciára antes que a Rússia instalou mísseis anti-aéreos S-300 no território da República da Abkhásia,.

“O sistema S-300 completará os meios terrestres de defesa anti-aérea nas repúblicas caucasianas da Abkhásia e Ossétia do Sul”, declarou o general.
A Abkhásia e Ossétia do Sul são regiões separatistas da Geórgia que proclamaram a independência com o apoio da Rússia em Setembro de 2008.

12 comentários:

Pippo disse...

QUE IDIOTA! Será que esse inculto de ministro não sabe que os S-300 são mísseis anti-aéreos?
Em que é que a Europa é "ameaçada" com esse equipamento? Ele pensa o quê, que Varsóvia ou Berlim serão atacados pos mísseis anti-aéreos?!?

Os apaniguados de Saakashvili continuam tão histéricos como quando o seu líder comeu a gravata faz dois anos...

Que parvoíce!

MSantos disse...

E estes S-300?

Serão ofensivos ou defensivos?

:o)

Cumpts
Manuel Santos

Adolfo disse...

Ameaça à segurança europeia?

A Rússia não faz também parte do continente europeu?

E os misseis e o armamento norte-americano instalado na Europa, não é também uma ameaça para a Europa?

Esses georgianos armados e financiados pelo sionismo internacional estão mesmo a pedir um novo fogo-de-artífício...

PortugueseMan disse...

Ameaça à segurança europeia??

Está engraçado sim senhor.

vá lá não terem dito ameaça à segurança mundial...

ALONE HUNTER disse...

É totalmente compreensível a instalação de mísseis nos territórios da Abkhazia e Ossétia do Sul. Mas instalar o S-300? Porque? A Geórgia tem aviões caças???

O S-300 é um sistema defensivo... O que os russos tem que instalar na Abkhazia e Ossétia do Sul são baterias de mísseis ISKANDER!!! Daí sim, seria uma grande ferramenta de dissuassão, pois impediria as forças georgianas de penetrar no território. Ficariam com os pés atrás ao iniciar a agressão, pois com um alcance de 500 quilometros e precisão de centímetros, o ISKANDER entraria pela janela do gabinete daquele ditatorzinho de araque, pulverizando tudo, num raio de uns 100 metros!!!

ISKANDER na ABKHAZIA!!!!!

Ricardo disse...

Geórgia devia se conformar, não recuperara as regiões nesse século.

Mário Nunes disse...

José Milhazes peço desculpa em deixar esta mensagem, mas isto dá que pensar e muito:
Fiquei estupefacto, esta noite ao abrir o meu e-mail, quando vi a mensagem do Max, autor do Informação Incorrecta.

Reproduzo para vocês a mensagem que ele me enviou:
“Olá Mário!

Informo que o meu blog, Informação Incorrecta, foi fechado.

Razão? Não sei.
Simplesmente tentei acessar, fui impedido, segui todo o percurso de recuperação do blog e afinal disseram que o meu blog tem características de spam.

Não percebo.
Sempre indiquei as fontes do material de não minha autoria. Nunca fiz publicidade. Não recebi avisos, nada.

Pedi uma resposta no fórum de ajuda mas ainda não recebi resposta.

Em breve irei re-abrir numa outra plataforma.
Entretanto, que se cuidem pois o ar é "pesado"...

Um abraço!

Max”

Já sabia que o Google (com sede em Montain View) monitorizava todos os nossos blogues, agora tenho a certeza que a Censura anda aí!
Ao serviço do Neo-Fascismo...

É caso para começarmos todos a pensarmos em mudar de plataforma.
Para mim, o Informação Incorrecta era um dos melhores blogues editados em Portugal e espero que o Max volte depressa porque de spam nada tinha.

Uma vergonha...

Experimentem e digitem:
http://informacaoincorrecta.blogspot.com

ALONE HUNTER disse...

As pessoas não tem noção da realidade quando questionam a capacidade tecnológica russa nos tempos atuais. Eu sou simplesmente fascinado pela tecnologia militar russa, em todos os campos, seja em Força-Aérea, Exército, Marinha, nos campos de mísseis, etc...

Gostaria de fazer alguns comentários á respeito das atuais capacidades ofensivas russas, em um teatro de baixa intensidade.E quando em capacidade ofensiva, nessas características, não podemos ficar sem citar o míssil 9K729 ISKANDER.

Este míssil é um dos grandes projetos militares russos pós-União Soviética, seu primeiro lançamento ocorreu em 1996.

O ISKANDER é o substituto direto do famoso e letal míssil SCUD, que tanto sofrimento causou as tropas americanas no Iraque. A diferença é que o ISKANDER possui um avançado sistema de guiamento á laser que torna a sua acuracidade mortífera. Simplesmente porque, além de poder ser guiado por satélite ou um outro avião no ar, pode ser guiado por um centro de inteligencia convencional, como por exemplo, uma base móvel.

A mobilidade do sistema ISKANDER o torna impossível de ser detectado, por tropas inimígas, pois não é um sistema fixo. Pode ser deslocado para qualquer lugar, em questão de minutos. É muito difícil prevenir um lançamento de ISKANDER.

O míssil ISKANDER é um sistema de armas que vem provando a sua acuracidade, o seu alcance e a sua habilidade e confiança em penetrar nas defesas inimígas. Constitui uma real alternativa para forças-aéreas que não dispõe de sistemas para penetrar defesas aéreas inimígas superiores.

E o projeto do míssil é tão perfeito que não há necessidade de treinamento especializado para saber operar o sistema, é tudo bem rústico e simples.

É a solução perfeita para atacar postos de comandos,sistemas de comunicações, para cegar e confundir as tropas georgianas. Oferece uma alta probabilidade de missão cumprida em um ambiente de contramedidas ativas hostís, para degradar a moral dos georgianos e sua capacidade de fazer uma guerra!

Eu já li muuuito sobre este míssil e considero ele a carta na manga dos russos para resolver crises de média e baixa itensidade, para resolver de uma vez por todas este problema no Cáucaso.

Nem os americanos teriam coragem de se alojar em um local á menos de 500 quilômetros de um possível ponto de mísseis ISKANDER, seria um suicídio!!!

Eles jamais se instalariam, por exemplo, em qualquer ponto do território georgiano, pois está no alcance dos mísseis ISKANDER.

Jest nas Wielu disse...

Agora a Geórgia tem todo o direito instalar no seu território os mísseis Patriot ou qualquer outro tipo de armamento Ocidental que garante a sua segurança nacional.

Hino da Ucrânia em georgiano:
http://www.youtube.com/watch?v=zSnMIXnYRd0

Zuruspa disse...

O Iskander é aquele míssil que vem acompanhado de farripas de päo, com iogurte por cima, näo é?

Desculpem, näo resisti...

Pippo disse...

"O Iskander é aquele míssil que vem acompanhado de farripas de päo, com iogurte por cima, näo é?"

Iskander Kebab!!! Bem bom! Sobretudo se comido "in loco" em Istambul! :O)

Wandard disse...

"E estes S-300?

Serão ofensivos ou defensivos?


Caro Manuel,

Realmente, esta foi para rir :))))))

"É totalmente compreensível a instalação de mísseis nos territórios da Abkhazia e Ossétia do Sul. Mas instalar o S-300? Porque? A Geórgia tem aviões caças???"

Caro Alone,

O posicionamento destes mísseis é estratégico, a colocação de sistemas ofensivos no momento não é aconselhável políticamente. A reorganização do poderio russo está sendo gradativa e avançando pacientemente tanto nos meios políticos quanto militares, o desespero dos seus opositores é que está se tornando cada vez mais descontrolado, não sobrando opções que não arranjar mazelas da Rússia para desviar a atenção dos repetidos fracassos.

Abraço,

Wandard