quinta-feira, novembro 04, 2010

Rússia e Aliança Atlântica prontas para relações iguais

A Rússia e a NATO confirmaram estar prontas para o desenvolvimento de relações iguais e mutuamente vantajosas e esta é a principal conclusão a tirar depois do encontro com Anders Fogh Rassmussen, declarou, na terça-feira, o dirigente da diplomacia russa.

“A principal conclusão… consiste em que ambas as partes confirmaram a sua prontidão e vontade de desenvolvimento de relações normais, iguais, mutuamente vantajosas entre a Rússia e a NATO, de empregar da forma mais eficaz o potencial do Conselho Rússia-NATO”, afirmou Serguei Lavrov.

Segundo ele, Moscovo considera muito importante que a Cimeira Rússia- NATO, marcada para 20 de Novembro, dê um forte impulso político ao reforço das bases da cooperação e parceria mutuamente vantajosas.

“Estamos interessados em que na cimeira sejam tomadas decisões responsáveis, inteligentes, e em que, em Lisboa, possamos fixar a transição da etapa da superação das consequências da guerra fria para a criação de uma parceria verdadeiramente estratégica a fim de resolver as tarefas comuns na esfera da segurança e, antes de tudo, da realização prática do princípio da indivisibilidade da segurança”, acrescentou.

Lavrov sublinhou que os encontros de Rasmussen em Moscovo mostraram o interesse comum em elevar as relações a “um nível qualitativamente novo”.

Ao falar dos desafios que ambas as partes enfrentam, Lavrov citou o terrorismo, o tráfico de drogas, a difusão de armas de destruição em massa e dos meios de seu porte, a pirataria, as diversas catástrofes naturais e tecnogénicas.

“E claro que a isso se acrescenta o grupo de problemas ligados à situação no Afeganistão”, concluiu.

Além das conversações com Lavrov, Anders Fogh Rasmussen reuniu-se com o Presidente russo, Dmitri Medvedev.

1 comentário:

ALONE HUNTER disse...

A NATO é tão amiga da Rússia quanto um Urso-Polar é amigo de uma Foca...

A NATO tem 2 missões: Desintegrar a Rússia e atender os interesses americanos em todo o mundo...

E se caso voces não saibam, as estratégias militares da OTAN e do Capitólio estão se extendendo agora para o Atlântico Sul. Os Estados Unidos e seus capachos estão cortando a linha que separa o globo para criar um conceito de "Bacia do Atlantico". Ou seja, esta Organização Expancionista irá se chamar agora "Organização do Tratado dos Interesses Americanos", já que os americanos ativaram a sua 4ª Frota para se apossar do nosso Pré-Sal, pois ao contrário da Onu, Washington não reconhece a soberania de meu país de 350 milhas náuticas, partindo do litoral!

A Política Internacional não pode ser definida á partir da perspectiva do que convém aos USA.

E por isso eu defendo que meu país desenvolva um aparato dissuassório voltado para esta ameaça, e que é a Bomba Nuclear!!!

E os russos devem agradecer á URSS de terem destinados seu arsenal nuclear á Moscow, pois este é o principal motivo dos EUA ainda não terem aportado em Murmansk um navio-Anfíbio afunilado de Marines!!!