segunda-feira, dezembro 13, 2010

Confrontos étnicos com resultados imprevisíveis

Os confrontos entre manifestantes e polícia de choque, ocorridos a poucos metros do Kremlin no passado Sábado, são um sinal preocupante, pois podem ter continuação com resultados imprevisíveis.
O motivo da convocação da manifestação foi o assassinato de um adepto do clube de futebol Spartak de Moscovo por um jovem originário do Cáucaso do Norte. Ou mais precisamente, a manifestação pretendia ser um protesto contra a actuação tardia da polícia em relação ao alegado assassino.
Mas quem esteve na Praça Manejnaia teve oportunidade de observar que os adeptos de futebol estavam em clara minoria entre os manifestantes. Bandeiras nacionalistas e palavras de ordem do tipo: "Rússia para os russos e Moscovo para os moscovitas" não deixavam dúvida quanto às verdadeiras intenções dos participantes nessa iniciativa.
Já não é tão clara, bem pelo contrário, a posição das autoridades russas face a estes acontecimentos. Na terça-feira, a polícia não actuou quando os adeptos de futebol e os nacionalistas cortaram uma das principais artérias rodoviárias de Moscovo.
Quando algumas centenas de opositores democráticos se tentam manifestar em Moscovo, as autoridades não poupam meios, destacam milhares de polícias para "manter a ordem" e os manifestantes são espancados e detidos. Mas, quando se manifestam nacionalistas e xenófobos, a polícia russa é muito meiga, tenta dispersar com "a força das palavras".
A História mostrou como acabam os jogos do poder com as forças nacionalistas e xenófobas: deixam escapar a epidemia, mas depois não a podem controlar.
Hoje, segunda-feira, os órgãos de informação russos noticiam vários ataques contra originários do Cáucaso e da Ásia Central, bem como noticiam o assassinato de mais um adepto do clube Spartak.
A situação agudiza-se gravemente e na Internet grupos de nacionalistas e de originários do Cáucaso desafiam-se para encontros no centro da capital russa.
O Presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, considerou os incidentes de Sábado um crime e prometeu castigar os provocadores. Vamos ver se assim será.
Numa coisa Medvedev tem toda a razão: "o atiçamento do ódio entre nações ameaça o Estado". Isto é muito mais verdade num país tão multinacional como é a Federação da Russia. 

5 comentários:

Gilberto Mucio disse...

Em tempos de crise no capitalismo fomenta-se racismo e xenofobia.

É assim na Rússia, em todos os países da Europa, nos EUA...

É mais velho que andar para frente.

pvnam disse...

---> Sim, quem (mundialistas, nacionalistas parvinhos-à-Sérvia, etc) quiser ficar à mercê do pessoal (africanos, islâmicos, etc) que anda numa corrida demográfica pelo controlo de novos territórios... QUE FAÇA BOM PROVEITO: tchau!....; todavia, pelo legítimo Direito à diferença: TODOS DIFERENTES! TODOS IGUAIS!... Isto é, todos os Povos Nativos do Planeta Terra [inclusive os de 'baixo rendimento demográfico' (reprodutivo)] devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no Planeta!

---> Em todo o lado existe BANDALHEIRA... Não considerar a constituição duma SOCIEDADE SUSTENTÁVEL (média de 2.1 filhos por mulher) uma prioridade... não é 'atrasadismo mental': é bandalheira pura! -» Ficar à mercê da bandalheira... é meio caminho andado para a extinção: 'n' civilizações já se extinguiram...

---> Resumindo e concluindo: Antes que seja tarde demais, há que mobilizar aquela minoria de europeus que possui disponibilidade emocional para abraçar um projecto de Luta pela Sobrevivência... e... SEPARATISMO-50-50!...

Nuno B. disse...

"A Rússia para os Russos"... que por este andar, qualquer dia não têm é nenhuma Rússia!

FAB FLANKER disse...

Isso foi uma manifestação claramente organizada por espiões americanos, membros da CIA e da N.S.A, em mais uma tentativa de desestabilizar a Rùssia. Eles tentam por todos os meios, a América e seus fantoches da OTAN querem a destruição da Rùssia, pois Moscow tem ideologia própria!

Lembrem-se da teoria da "Ordem da Eurásia contra a Ordem do Atlântico"!!

Anónimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Gilberto Múcio, vc é um fanfarrão!

é só ver como eram tratados os judeus e outras minorias na URSS e nos países comunistas da europa oriental.


O INFERNO NA TERRA.


Vc é um fanfarrão!


Me diverte muito. e eu rio mais ainda!