segunda-feira, dezembro 13, 2010

Moscovo pretende gastar 500 mil milhões de euros na modernização de armamentos até 2020

Около 5 трлн из них пойдет на комплексное переоснащение ВМФ страны, сообщил глава правительства на совещании по вопросу формирования проекта госпрограммы вооружения на 2011-2020 годы в Северодвинске в понедельник

A Rússia planeia investir 20 biliões de rublos (500 mil milhões de euros) até 2020 na modernização de armamentos, anunciou hoje o primeiro- ministro russo.
“Até me sinto mal ao pronunciar esta quantia”, declarou Vladimir Putin, acrescentando que “ela foi calculada e fundamentada pelo Ministério da Defesa e pelo Estado Maior General das Forças Armadas da Rússia”.
Numa reunião realizada na base naval de Severodvinsk, no norte da Rússia, o dirigente russo revelou que o programa de rearmamento do país até 2010 prevê a aquisição de 1300 novos tipos de armamento.
“Para o fabrico de 220 deles é necessário abrir ou alargar novas fábricas”, acrescentou.
“Para modernizar a Armada russa planeia-se investir 150 mil milhões de euros até 2020. Um terço dessa quantia será investido nos próximos cinco anos”, precisou Putin numa reunião dedicada ao projeto do programa estatal de armamento para 2011-2020.
Segundo ele, “como se trata da modernização da Marinha, necessitamos de renovar a sua base material e técnica, criar as forças nucleares estratégicas com base nos submarinos atómicos de quarta geração e equipar a Marinha de navios modernos”.
Na reunião participaram o vice-primeiro-ministro, Serguei Ivanov; o ministro da Defesa, Anatoli Serdiukov; o diretor da Agência Espacial da Rússia, Anatoli Perminov; o chefe do Estado Maior das Forças Armadas, Nikolai Mararov, bem como dirigentes de outros ministérios.
Recentemente, uma amiga russa dizia-me com uma grande dose de ironia: "a corrida aos armamentos conduziu à derrocada da União Soviética, enquanto que o fim da Rússia poderá ser provocado pela corrida às finais desportivas". Neste caso, Vladimir Putin envolve o seu país em duas corridas, mas resta saber se o petróleo e o gás darão para pagar tudo isso e o resto.  

26 comentários:

FAB FLANKER disse...

Vocês acham que a Rússia não deve modernizar as suas forças-armadas?

Eu digo que sim, precisa. Pois os Estados Unidos e seus fantoches da NATO estão agora planejando instalar uma base aérea na Polonia, á 46km de Kaliningrado!

A Rùssia vem cumprindo as suas obrigações internacionais, assinando acordos como o START-II, mas parece que os Estados Unidos não estão com boas intençoes com Moscow!

Estão abocanhando os países da Europa Oriental,para chegar bem próximo á Rússia, e após isso, agredi-la, em uma guerra convencional. A NATO ainda declarou recentemente que a Rússia não é mais o inimígo... E como presente, irá instalar uma base-aérea para abrigar caças e bombardeiros, á 46 km de Kaliningrado!

Por isso, apoio firmemente a modernização das forças-armadas russas, a instalação de batalhões de mísseis ISKANDER em Kaliningrado, o fortalecimento dos batalhões presentes na Transnidria, a instalação de bases da Marinha Russa no Vietnã e na Síria, e a modernização da Tríade Nuclear russa, com os mísseis ICBM, mísseis SSBN, e novos bombardeiros estratégicos!!!

Cristina disse...

Era melhor que gastassem o dinheiro a dar condições de vida às pessoas na província, que vivem muitas em barracas de madeira sem água corrente nem casa de banho. Quando digo muitas são milhões...

Português men disse...

São pelo menos 3 Porta-aviões nucleares.

Mas a russia precisa e o mundo precisa de uma russia forte para contrapor ao imperialismo americano.

Pedro disse...

"a corrida aos armamentos conduziu à derrocada da União Soviética".

Esta é daquelas frases feitas, daquelas verdades incutidas e repetidas por muita gente sem que nunca ninguém coloque questões sobre o assunto.

Então a URSS caiu por causa das despesas militares, mas então os USA que gastavam 10x mais que a URSS e não colapou ainda porquê?

Os USA gastam mais dinheiro em armamamento que os 10 estados mais poderosos a seguir e eles e não colapsam? E ninguém diz que esse dinheiro seria melhor aplicado no combate á pobreza?

Mas ai quando é a Russia a gastar fala-se logo na pobreza.

E porque é que ás vezes ouve que o dinheiro dispendido pelos USA nas FA estimula a economia, mas se forem os Russos a conversa é outra? Em vez de estimular dizem sempre a mesma coisa que os levará ao colapso?

Também acho que este programa de modernização Russo é necessário para a Russia e para o mundo.

Ao contrário dos USA a Russia não anda sempre a meter o focinho em assuntos de paises alheios e a espalhar a democracia á BOMBA.

Desde a II GG os USA já bombardearam 52 Paises, a Russia apenas nos tempos sovieticos (Que tanta gente aqui bate) se aventurou no Afeganistão.

E já agora em relação os Mundial de Futebol, desde de 1950 que são organizados 4 em 4 anos, e será que vai ser agora que isso vai arruinar um pais?Os outros todos que organizaram até agora não deviam ter todos colapsado?

Wandard disse...

Os Estados Unidos possuem hoje uma dívida equivalente a 60% do PIB, gastaram em 2010 US 1,3 bilhões com sua estrutura militar sem renovações significativas do arsenal, muito pelo contrário com a aposentadoria de caças e belonaves. Possuem hoje a metade das ogivas ativas quando comparados à Rússia e provavelmente devem iniciar uma corrida armamentista assim que o novo governo republicano se instalar o que deve acelerar o seu processo falimentar. A China segue seu projeto contínuo de crescimento do seu arsenal, ela quer o mercado do sudeste asiático, precisa de recursos naturais da África e possui dois concorrentes diretos, o Japão e os Estados Unidos. O primeiro tem dinheiro e precisa de um guarda-costas pode encontrar na Rússia a aliança ideal em um futuro próximo. Já o segundo terá de enfrentar um racha na Otan, um reflexo do que começa a acontecer na UE, três nações podem se abster de participar de uma aventura em conjunto com os americanos. A Rússia segue o caminho que deve seguir para sua segurança e sobrevivência. Infelizmente, parece que a cegueira de 1936 a 1939 tomou conta do planeta novamente.

MSantos disse...

Isto é apenas um programa de modernização.

A verdadeira corrida ainda não começou, mas está para vir.

Cumpts
Manuel Santos

PortugueseMan disse...

Caro JM,

Pode explicar à sua amiga russa, que a Rússia já está há 10 anos a investir forte e feito em vários sectores, incluindo nas forças armadas.

Nestes 10 anos mesmo com dívidas de FMI para saldar, guerras do gás, os gastos no Cáucaso, a guerra da Geórgia e a retracção económica mundial, nada disto fez abrandar os gastos e nem precisaram de pedir dinheiro emprestado a ninguém, antes pelo o contrário, até financiam gás a países completamente falidos...

Infelizmente dinheiro para armas é coisa com tendência para aumentar, até alguém ceder.

Mas como as coisas estão, a Rússia parece bem preparada, para o que vai gastar na próxima década. Agora outros...

Nós estamos a assistir a uma corrida ao armamento e ela já começou há uns anos. Quando um país começa significativamente a aumentar ainda mais os seus gastos, os adversários vão tentar responder e é isso que estamos a assistir.

Mostre-lhe o seguinte gráfico para que veja o que aconteceu nos últimos 10 anos.

http://www.sipri.org/research/armaments/milex/resultoutput/trendgraphs/Top10bubble/top10bubble2009/image_view_fullscreen

O mundo tem estado a investir brutalmente em armas. Anda tudo desconfiado uns dos outros. Se o meu vizinho compra armas, eu também vou comprar, este é basicamente o lema que está a ser seguido.

Os EUA que já gastavam quase tanto como o resto dos países do mundo, quase que DUPLICARAM esse gasto.

A China em resposta acelerou e TRIPLICOU os seus gastos.

A Rússia DUPLICOU os seus gastos.

A Inglaterra TENTOU acompanhar a corrida, mas já se espalhou ao comprido, cortes por todo o lado, milhares de despedimentos nos militares e redução de material, mas mesmo assim queriam gastar dinheiro (qual é que não sei) em aventuras desportivas e depois não sabem porque perdem...

A corrida ao armamento está neste momento como se vê, em plena actividade e pode-se constatar uma coisa:

Os 3 países que mais aumentaram as suas despesas em armamento, são os EUA, China e Rússia.

Dito por outra forma o 1º e 2º maiores consumidores energéticos do planeta e o maior fornecedor energético.

O 1º e o 2º maior consumidores energéticos, não são auto-suficientes em energia e quando começarmos a ver novamente o preço do petróleo a disparar e estes países sentirem-se asfixiados por falta de energia, as pessoas vão perceber porque é que anda tanto país a comprar armas para defender o seu quintal...

Todos os países fornecedores de energia estão a comprar armas a torto e a direito é escolher um e verificar os seus gastos.

No caso da Rússia e se for a este site, http://milexdata.sipri.org e seleccionar a Rússia, verifique que em termos percentuais, a tendência até tem sido a diminuir relativamente ao que o país ganha.

O mesmo não se pode dizer de outros.

FAB FLANKER disse...

As armas são necessárias, mais isso não significa que irá usa-las!

Isso é apenas dissuação! Irá impedir o inimígo de procurar fazer qualquer aventura, pois irá saber que o preço irá ser caro...

Isso se chama DISSUAÇÂO! Ter mais não usar... Mas estar sempre preparado para usar!!!

FAB FLANKER disse...

Cristina...

Se essas pessoas estão morando em barracas, então que vão estudar, para ver se crescem na vida! O Estado não é culpado de tudo...]

Portugues Men...

A Rùssia só irá projetar e construir porta-aviões após 2020!

Pedro...

Grande comentário, você tirou as palavras da minha boca amigo! Parabéns por ter a mente aberta e não manipulada!

E não se esqueçam da China!!!! Esse sim, é o país que mais está investindo em gastos militares... Logo logo vem aí o novo caça de 5ª geração da China, o porta-aviões, etc...

Daqui á 5 anos, os americanos vão perder a dissuassão militar no extremo oriente, e por larga margem!

Francisco Lucrecio disse...

Ena pá a Cristina lá teve um momento de lucidez.
Ou terei a sonhar?

Era um acto de altruismo para com quem sofre esse drama a Cristina apontar as causas, os efeitos estão à vista.

Razão tinha o tal amigo que não se deixou convencer do progresso e do desenvolvimento que ela lhe mostrou.


Precisa de uma ajudinha Cristina? Amanhã pode ser, hoje já é tarde.

Cumprimentos.

Francisco Lucrecio disse...

A Rússia tem um orçamento militar inferior ao da França. No entanto com melhores resultados.

Este rearmamento apresentado por os dirigentes Russos é mais um bluf, vão gastar dinheiro mas não é aquilo que eles dizem.

A Rússia actualmente tem enormes carências em tecnologia para produzir armas convencionais e não só.

Veja-se o caso dos porta- helicopteros, dos aviões sem piloto, de viaturas blindadas para transporte de tropas. É o caso do SU 47 Berkut de asa delta invertida, tão propagandeado que já devia ter entrado ao serviço. O SU 50 Firefox PAK agora já dizem que vai ser construido em parceria com a Índia.


Os dirigentes Russos sempre que os Americanos aparecem com alguma arma nova, dão um anestesiante aos seus cidadãos para os tranquilizarem.

É muito preocupante para a estabilidade e a segurança global os Americanos não terem concorrência, disso não tenhamos duvidas. A hegemonia como tem sido demonstrado nos últimos anos, tem gerado prepotência e impunidade por parte do país dominante e dos seus lacaios.

Quanto ao armamento estratégico Russo também está a ficar desactualizado. Não conseguem produzir um missil que subsitua os velhos dinossauros que dispõem.

Há um pormenor a ter em atenção. Os Americanos não se preocupam em renovar o parque estrategico que têm. Pelo contrário estão a equipar os misseis de curto e médio alcance (fala-se até já nos de longo alcance) com cargas convencionais e artefactos de penetração no solo.

É um sinal que está a provocar sérias preocupações em alguns países. Com as defesas anti missil neutralizam as armas balisticas no momento da descolagem, visto tratar-se do momento mais critico, de maior vulnerabilidade. De seguida destroem os centros de comando com as armas convencionais.

A Rússia ainda não conseguiu produzir uma arma capaz de destruir satélites no espaço, os Americanos e os Chineses já testaram esse tipo de armamento com sucesso.

Os Chineses também têm estado a testar uma arma para destruir navios a partir de longas distancias. Essa arma se vier a ter sucesso transforma os porta-aviões num alvo fácil o que não acontecia até aqui, eram considerados invulneráveis.

Outro pormenor que mostra as fraquezas da Rússia é a esquadra do Mar Negro considerada a jóia da coroa da URSS, parte foi desarticulada, o que resta está envelhecido. A esquadra Turca já é superior à Russa. O mais grave de tudo a Rússia perdeu os pontos de apoio que detinha fora do seu território. Tem a base de Tartus na Síria. Perdeu dois grandes centros de apoio, que eram Cam Rham no Vietname e Lourdes em Cuba. Por esse facto é desperdiçar dinheiro na construção de aviões estratégicos, se não têm protecção da aviação de caça.

Os Americanos pelo contrário dispõem hoje mais de 800 bases militares fora do seu território.

O orçamento de defesa Americano é superior ao de todos os outros países, mas isso não quer dizer que seja mais racional.

Aqui fica a questão que já alguém colocou. E como conseguem suportar este monstro gigantesco sem colapsarem?

Porque vivem parasitando o mundo inteiro. É o único país que pode fabricar moeda sem ter qualquer cobertura. Pagam divida com mais divida, papel sobre papel.

A divida Federal e as dividas Estaduais dos Estados Unidos já ultrapassa quatro vezes o PIB de 14 Biliões (não são MM) essa divida ultrapassa já os 50 biliões de dólares. Considerada incobrável.


No entanto sou de opinião se a Rússia está mal, se nada fizer fica pior.

Wandard disse...

Francisco,

O Berkut não foi construído com o objetivo de ser feito em série e sim como protótipo para o desenvolvimento de tecnologia stealth. A Rússia já usa recursos de dissimulação de aeronaves que permitiu a aproximação do espaço aéreo americano sem detecção do sistema de defesa dos Estados Unidos. A capacidade nuclear da Rússia foi revalidada por mais 30 anos com os sistemas antigos e os novos mísseis vem sendo entregues desde 2002. Não se deixe levar pelas informações divulgadas na mídia pois isso faz parte da guerra de informações. O ocidente na verdade não sabe qual é a realidade do arsenal russo de hoje e pode ter certeza que muito diferente do que você descreveu. Se fosse o contrário os americanos estariam agindo conforme o fizeram até a invasão do Iraque, e pelo contrário estão sendo colocados para fora da antiga área de influência russa gradativamente e em breve serão empurrados para fora do sudeste asiático.

Cristina disse...

Ora deixem-me lá fazer o meu acto de altruísmo e responder ao ilustríssimo Francisco Lucrécio.
Como toda agente que passou pela Rússia sabe, as referidas barracas sem água corrente nem casas de banho já lá estão há muitos anos, sempre lá estiveram durante o socialismo soviético e desconfio que algumas até já lá estavam nos tempos do czar Nicolau II,de tão velhas que são. Por isso, o facto de o sistema económico ter mudado do capitalismo para o socialismo e do socialismo outra vez para o capitalismo não fez mudar as ditas barracas. Desta forma, o facto de o meu amigo comunista estar pouco crente no progresso moscovita não altera um facto objectivo: A Rússia tem agora as cidades mais desenvolvidas e as pessoas em geral vivem melhor que durante o comunismo, mas nas zonas rurais o Estado continua, tal como tem feito ao longo de séculos, a deixar os seus cidadãos viver em condições indignas.
Parece que os sistemas económicos mudam, mas os governantes russos continuam a pensar em tudo,menos nas pessoas.
Esclarecido?

Português men disse...

A NATO infelizmente tornou-se numa organização agressiva e ofensiva, totalmente contrária á sua matriz fundacional, visto que era uma organização defensiva, e esta NATO tornou-se infelizmente numa organização agressora aos serviço da politica imperialista americana, e por mais que me custo os portugueses estão a ser arrastados para isto.

Esta de criar uma base aérea a 40 km do enclave russo de kalinegrado é um aviso, que os russos e bem não vão descurar.

A corrida ás armas vai-se intensificar, sem duvida, e os chineses vão-se armar também até aos dentes.

Esperem para ver.

Os portugueses tem que abrir os olhos.

Por estranho que pareça a Rússia que nos ensinaram ser o nosso inimigo, neste momento está diametralmente no sentido oposto, e é quem nos pode defender do imperialismo americano e desta ditadura mundial.

FAB FLANKER disse...

Sr Francisco Lucrécio...

a) "A Rússia actualmente tem enormes carências em tecnologia para produzir armas convencionais e não só".

R. Você por acaso conhece algum país da Europa Ocidental que possua um avião caça protótipo de 5ª geração? Como pode um país que tem carencias em tecnologia ser o 3º maior exportador de armas?

b) "...É o caso do SU 47 Berkut de asa delta invertida, tão propagandeado que já devia ter entrado ao serviço."

Caso você não saiba, o SU-47 BERKUT foi apenas um protótipo experimental, e nunca foi cogitado á entrar em serviço!!!

c) "...os dirigentes Russos sempre que os Americanos aparecem com alguma arma nova, dão um anestesiante aos seus cidadãos para os tranquilizarem."

Eles não anestesiam só seus cidadãos, mas o mundo inteiro! Graças á Deus existem os russos para balancear o poder no cenário geoestratégico

d) "...quanto ao armamento estratégico Russo também está a ficar desactualizado. Não conseguem produzir um missil que subsitua os velhos dinossauros que dispõem."

Á quem a Índia recorreu para fazer seu míssil de cruzeiro BRAHMOS? Isso que vc falou só pode ser uma piada!

e) "...a Rússia ainda não conseguiu produzir uma arma capaz de destruir satélites no espaço, os Americanos e os Chineses já testaram esse tipo de armamento com sucesso."

A Rússia não consegue produzir uma arma que destrua satélites no espaço, você já ouviu falar em ICBM? Você sabia que a Rússia é o único país, alem dos EUA á mandarem satélites para o ESPAÇO?

f) "...a esquadra Turca ( no Mar Negro ) já é superior à Russa."

E a Rùssia pode destruir toda a Esquadra Turca com uma única ogiva nuclear!!!

Aconselho você á ler mais sobre assuntos militares...

Abraços!

Português men disse...

Fab Flanker disse:

R. Você por acaso conhece algum país da Europa Ocidental que possua um avião caça protótipo de 5ª geração? Como pode um país que tem carencias em tecnologia ser o 3º maior exportador de armas?



Caro Fab, só para reforçar a sua tese.

Os russos conseguiram com um orçamento de cerca de 1/4 dos americanos fazer o PAK-FA que é no minimo igual ao F-22, isto se não for mesmo superior.

É caso para perguntar?

O que sairia dos estiradores da Shukoy e da Mig se os cientistas russos tivessem um orçamento quase ilimitado como os americanos?

Fica a questão?

Responda quem sabe.

Abr.

Pedro disse...

Caro PM:
Em relação á sua questão:

"É caso para perguntar?

O que sairia dos estiradores da Shukoy e da Mig se os cientistas russos tivessem um orçamento quase ilimitado como os americanos?"

Isso até poderia ser prejudicial.
Por vezes a abundancia gera desplicencia e falta de objectividade. Assim eles tem de recorrer mais á imaginação e fazer esforços para conseguir tecnologia de ponta a preço muito inferior aos concoretnes.

A Russia deve fazer um esforço para evitar ao maximo a fuga de cientistas, pois isso enfraquece-os e pode reforçar potenciais inimigos, mas deve continuar a manter os custos de produção mais baixos que os rivais.

Português men disse...

Pedro.

Tem razão, enquanto que o pak-fa vai custar cerca de 80 milhões de dolares o f-22 custa 130 milhões e o f-35 pode chegar na sua versão de topo aos 200 milhões de euros.

Mas sem duvida que os russos quase conseguem fazer omoletes sem ovos.

Com um orcamente muito menor têm um caça superior.

Abr.

Francisco Lucrecio disse...

Amigo FAB FLANKER em muitos pontos que cita não posso deixar de concordar consigo, era contradizer aquilo que está à vista.

No entanto quero lembrar-lhe que tudo quanto a Rússia hoje apresenta não é do seu mérito nem dos seus dirigentes. É herança da União Soviética, mesmo com esse potencial já muito envelhecido a Rússia ainda está em condições de fazer frente ao imperialismo Americano provocando a sua destruição total. Podia viver sem quaisquer tipo de sobressaltos se não fossem as politicas anti- patrióticas de subserviência aos interesses Ocidentais iniciadas por Gorbachov e continuadas por Yeltsin.
Ainda hoje a Rússia dispõe de equipamentos militares e civis com mais de trinta anos que não têm rival no Ocidente. Como por ex: as naves espaciais e os mísseis balísticos pesados intercontinentais Voivodá (SS 18 Satan) . Nada de confusões, são tudo produtos da extinta URSS. Porque a Rússia no espaço de 20 anos poucas ou nenhumas inovações apresentou.

Afinal qual foi o sentido prático da apresentação do Berkut SU 47? Foi só para mostrarem o brinquedo?
Não esqueça que os mísseis de cruzeiro já não têm segredos. A Índia se não construísse o Brhamos em parceria com a Rússia obtinha-o de outro modo qualquer.

Vamos esperar para ver qual será o resultado do SU 50, 5ª geração, se metade da aviação Russa não está em condições de levantar voo. O general Zellin (CEMAviação) qualifica de muito critico o actual estado das coisas.

Acredito que os aviões Russos se acerquem das fronteiras Americanos, mas só pode ser no Estreito de Beringue. Noutro ponto qualquer não têm capacidade para isso. Os aviões estratégicos Russos assim que saem fora do seu espaço territorial começam a ser logo escoltados por os caças da OTAN. Tem que compreender uma coisa muito importante, os bombardeiros estratégicos não tem qualquer utilidade sem a protecção dos caças.

Deixou-me confuso com essa de uma ogiva nuclear destruir a esquadra Turca do Mar Negro. Isso seria o extremo dos extremos, nesse momento já a maioria dos cidadãos Russos e Americanos estavam feitos em churrascos.
Esse acto bárbaro e criminoso foi usado desnecessariamente duas vezes contra civis inocentes, por uma potencia dirigida por bandidos descendentes de Cowboys habituados a massacrar Índios. Porque sabiam que não iam receber represálias, hoje já não é assim! O Primeiro a premir o botão pode ter a certeza absoluta que é o segundo a morrer, pode ter apenas a consolação de viver uns minutos mais.

Não tenha duvidas nenhumas que a Rússia deixou-se debilitar perigosamente em todas as áreas “militar, económica, social, politica, tecnológica, demográfica, cientifica”, sobrevive à custa da sobre exploração dos recursos naturais, a continuarem no mesmo sentido dirigem-se para a catástrofe.

Isto que dizer que duas décadas de capitalismo só têm levado ao atraso e subdesenvolvimento.



Porque um país que se quer afirmar como potencia militar e tecnológica, deve desenvolver as suas capacidades internas, sem ter que recorrer ao estrangeiro, adquirindo produtosacabados, isso é um sinal de atraso que provoca dependência e sujeição.

Também não se iluda com o sistema politico que actualmente vigora na Rússia, é um tipo de capitalismo mais repressivo e desumano que o próprio capitalismo Americano dentro das suas fronteira.

Os trabalhadores hoje na Rússia, gozam de poucos ou nenhuns direitos, oprimidos por um capitalismo selvagem e sem regras.
É Vladimir Putin que representa esse sistema.

No entanto tenho consciência que o capitalismo Americano é muito mais perigoso para o mundo. Por isso mesmo considero que o primeiro inimigo a abater devem ser os Yanques que roubam, assassinam e reprimem em todos os cantos da terra.


Cumprimentos.

Francisco Lucrecio disse...

«««««« Cristina disse... responder ao ilustríssimo Francisco Lucrécio»»»»»»»».

Cristina: por favor não me trate com tanta notoriedade, está a deixar-me tão vaidoso que já me escorre a baba aos cantos da boca, eu sei que as Senhoras são mesmo assim, por vezes costumam bajular as outras pessoas, esperando sempre ser retribuídas a triplicar. Enfim; é a diferença do género.

Por minha in´felicidade estou protegido por um escudo à prova desses golpes.. Porque o cabedal que encobre estes ossos tinha dez aninhos quando começou a ser martelado, levou tanta pancada, tanta pancada ao longo da vida que hoje está mais rijo que um coirão daqueles com que os sapateiros fazem as solas do calçado. Portanto suporta sem riscos os golpes de qualquer, legionário ou centurião (estes acabaram há muito, foram substituídos por os mercenários,” há-os de todos os tipos”) por mais robustos que pareçam.

Portanto nem esclarecido muito menos convencido.

Vamos admitir que diz a verdade sobre as condições de pobreza no tempo da URSS. Sabemos afirmativamente que é uma falsidade absurda, um exercício de propaganda monstruoso da sua parte.
Convença-se disto, não foi apenas a Senhora que teve o privilégio (pelos vistos para si o martírio) de viver na URSS.
Portanto deve abster-se de passar atestados de lerdaços e palonços às outras pessoas, particularmente a Organismos Internacionais ligados a essa temática. Entendido?

Ponha-se no seu lugar e não tente ultrapassar os demais na tabela do QI.

Cont…….

Francisco Lucrecio disse...

Se é assim como diz, quais foram os efeitos disto?

Entre 1992 e 1994 foram privatizadas cerca de 90 mil empresas na Rússia , cerca de 77 mil foram vendidas por menos de 12 mil €. A gigantesca Gazprom foi vendida por 250 milhões de €, em 1997 a sua cotação bolsista já era superior a 40 mil milhões. No rescaldo do saque e da ruína que marcou o período de Ieltsin a economia entrou em colapso, tendo os dirigentes que se seguiram ser obrigados a erguer as bandeiras do «interesse nacional» e a retomar a posição maioritária na Gazprom e favorecer a reconstituição de holdings Estatais.

Durante o mesmo período as empresas Ocidentais aproveitando a debilidade da legislação Russa, apropriaram-se de empresas de alta tecnologia, da industria electrónica, áreas da defesa, sector aeronáutico, siderúrgico. Depois de obterem o Know-how procederam à sua liquidação.

Entre 1992 e 2000 foram registadas mais de mil (1000) patentes nos Estados Unidos de invenções tecnológicas e militares de dupla aplicação elaboradas na URSS.

Nos primeiros cinco anos da década de 90 o PIB Russo caiu mais de 50% .

Actualmente a economia Russa caracteriza-se por esta vergonhosa situação em que cerca de 6% de cidadãos controlam 90% da riqueza do país. Até há poucos anos metade da receita obtida com a venda das matérias primas ficava no estrangeiro, tem razão Vlad Grinkévich quando diz que não há investimentos estrangeiros, mas o retorno de capitais que foram desviados.

Depois assiste-se a outro vergonhoso paradoxo em que 80% dessas receitas são aplicadas na região de Moscovo/ S. Petersburg.

Para si estas situações só produziram bem estar e desenvolvimento? É assim que pensa? Pois é a primeira vez que tal acontece na história a ruína de um país gerar bem estar social e desenvolvimento.

Cont……..

Francisco Lucrecio disse...

Isto deve-se a quê?

A quebra demográfica, crianças abandonadas, a diminuição da esperança média de vida, o alcoolismo, a prostituição, a criminalidade, a fuga em massa de técnicos qualificados, a Rússia importar mais de 50% dos alimentos que consome (mais de 36% de importação de bens alimentares já é qualificado como factor de risco. Não sabe disso?). A quebra maciça de efectivos pecuários, os 40 milhões hectares de terras aráveis abandonadas, a ministra da agricultura corrigiu o jornalista disse que eram “só” 38 M (quase a superfície total da Espanha). O afundamento vertiginoso da produção de equipamentos industriais, (só de uma assentada compraram 250 locomotivas à Siemens).

É a isto que chama progresso? Ou também considera que é herança da “maldita” URSS?

Sabe uma coisa? Odeio o contorcionismo, custa-me ver as pessoas terem que se escangalhar todas para fazerem aqueles espectáculos arrepiantes.

Percebe a minha compaixão?

Também deve ter algum cuidado com essas adivinhações. Porque ainda pode ir parar à fogueira. Há uns tempos atrás as Senhoras que tinham a mania de adivinhar, era-lhes sempre reservado um lugar sobre uma pira de lenha.

Desta vez ainda se salva porque errou na medida em que não somos amigos, não a conheço de parte nenhuma e muito menos camarada, camaradas na minha terra são os bois de junta e as “mulheres” deles.

Cont….

Francisco Lucrecio disse...

Cristina: como normalmente as Senhoras por tradição estão vocacionadas para a cozinha aproveito a ocasião para lhe fornecer o principio básico como as pessoas se devem comportar na presença de uma refeição, é precisamente igual à politica.

As pessoas cultas , educadas, sensatas, apreciadores de uma boa refeição.

Primeiro fazem uma observação visual, depois apreciam o cheiro, por fim experimenta o paladar, se não lhe agrada amavelmente arranjam uma boa desculpa para não participarem no repasto. Se lhe agrada comem calmante, acompanhando a refeição de um bom néctar indicado para o efeito, fazem elogios ao cozinheiro, e retiram-se calmamente.

No outro extremo estão os lorpas, que pretendem apenas matar a fominha (fartar-se ou encher a mula como se diz na minha terra) por isso não olham, não cheiram, nem saboreiam, bebem a zurrapa que está à mão, até pode ser vinagre, quando vêm o prato vazio cospem-lhe dentro, começam protestar que a comida não prestava, por fim não param de largar arrotos azedos, protestando contra aquilo que comeram.

Na politica é precisamente a mesma coisa, as pessoas sérias que não pretendem tirar quaisquer dividendos da coisa, participam dão o seu melhor por uma causa que consideram justa, se não é aquilo que pretendem retiram-se serenamente, mudam de partido, ou desligam-se de compromissos partidários.

No outro extremo estão os oportunistas, aproveitam tudo quanto lhe seja útil ( estão lá para servir-se e não para servir ) quando a coisa deixa de dar, saem a barafustar que aquilo é tudo uma ilusão, um embuste, foram enganados, enfim os mesmos tais arrotos azedos.

Cont………..

Francisco Lucrecio disse...

Uma ultima pergunta. Se considera que a vida na União Soviética era assim tão má porque aguentou o martírio por tanto tempo?

Estava à espera de ser beatificada? Oh o Vaticano tem uma lista muito longo.

Nem o JP 2 ainda teve essa sorte, e ele foi bastante martirizado, apanhou com um balázio que quase ia para junto do “Pai” depois por pouco não levou uma punhalada, trabalhou em pedreiras e sabe-se lá que mais sacrificios passou. nem isso lhe tem valido, continua na lista de espera.

Se foi com essa pretensão que se submeteu às sevícias crueis da União Soviética desengane-se não vai ser neste milénio que chega a sua vez.

PS: Esquecia-me de uma pergunta que lhe fiz em tempos e a Senhora negou-se a responder.

Afinal quantos desses tais mafiosos formados nas Universidades da “bela União Soviética” (foi assim que escreveu) antigos dirigentes que da noite para o dia se transformaram em distintos democratas, que acumularam escandalosas fortunas roubando os bens do Estado, militam hoje em partidos de esquerda?

Só com um nome fico satisfeito.

Noutro sentido quantos dirigentes do KPRF conhece que tivessem acumulado fortunas da mesma forma?

Era a isto que eu desejava que a Senhora tivesse a dignidade de responder. Eu sei que não pode, na medida em que teria de dizer a verdade, e não é para isso que aqui está.

Francisco Lucrecio disse...

Doutor MIlhazes: não deixe a sua pupila ficar mal, saia já em socorro dela.

É o habitual. Quando algum dos seus pupilos está em maus lençois, o Senhor aparece logo.

Francisco Lucrecio disse...

A "Maria Antonieta" silenciou-se. Teria caido no cadafalso?