sábado, dezembro 04, 2010

Dois mortos e 83 feridos em aterragem de emergência em Moscovo

По предварительной версии, самолет в 14 часов вылетел из аэропорта "Внуково". Во время набора высоты у него отказал один из двигателей

Uma aterragem de emergência do avião Tupolev 154 num dos aeroportos da capital russa provocou pelo menos dois mortos e oitenta e três feridos, informa o Ministério para Situações de Emergência da Rússia.
Segundo este ministério, há feridos em estado grave.
O aparelho, pertencente à empresa “Daguistanskie Avialinii” (Linhas Aéreas Daguestanesas), levantou voo do aeroporto de Vnukovo em Moscovo rumo a Makhatckala, capital do Daguestão, mas foi obrigado a aterrar de emergência noutro aeroporto da capital russa: Domodedovo, quando três motores deixaram de funcionar.
O avião saiu da pista de aterragem e desfez-se em três partes.
A empresa Daguintaiskie Avialinii excluiu a possibilidade de o desastre se dever a um atentado terrorista.
“Não ouvimos explosões. Fiquei com a impressão de que começámos a cair logo que levantamos voo. Conseguimos aterrar e, durante a aterragem de emergência, sentimos o choque e o avião desfez-se”, revelou um passageiro à agência Interfax.
Uma fonte da agência Ria-Novosti considera que esta catástrofe se deve ao parque antiquado de aviões dessa companhia.
“A maioria dos aviões, principalmente os Tupolev 154, são explorados há demasiado tempo, devem ser substituídos”, frisou.

12 comentários:

PortugueseMan disse...

Se realmente ficou sem os motores todos, foi uma sorte conseguirem ainda terem chegado a uma pista.

O que terá acontecido para pararem os motores todos??

Jose Milhazes disse...

Caro PM, o aparelho já estava velho demais.

PortugueseMan disse...

Caro JM,

Isso não é justificação. É claro que à medida que a idade avança, cada vez há mais problemas.

Uma paragem de todos os motores, algo deve ter acontecido e olhe que não é preciso ser velho, para acontecer algo semelhante. Posso dar-lhe exemplos de casos parecidos com aviões novos.

Embora é claro que os aviões devam ser substituidos, eu não sei a idade deste, mas possivelmente está nos limites.

Jose Milhazes disse...

Caro PM, as conclusões finais só depois da análise das caixas negras. Mas segundo as últimas informações, falhou tudo: motores, sistema electrónico de controlo, etc.

MSantos disse...

Provavelmente ter-se-á tratado de uma falha catastrófica, um termo técnico em aviação e noutras áreas também, para designar um acontecimento em que há um falhanço simultâneo de sistemas redundantes.

Cumpts
Manuel Santos

PortugueseMan disse...

Caro JM,

Parece que o avião é este:

http://aviation-safety.net/database/record.php?id=20101204-0

O avião tem 18 anos. Não é novo, mas não se pode dizer que está em fim de vida. Na Europa existem muitos aviões a voar com esta idade.

PortugueseMan disse...

Se ficou sem motores, muitos sistemas ficam inoperacionais por não haver energia.

Conclusões, conclusões... demoram e demoram.

Só podemos especular e interrogar sobre o que se passou. Mas felizmente (felizmente!) temos muitas testemunhas incluindo os pilotos, algo se vai saber mais rápido.

Uma paragem de todos os motores... só me vem à cabeça que algo de grave se passou com o abastecimento de combustível.

Jose Milhazes disse...

Caro PM, eu acho que este Tupolev 154 deve ter mais de 18 anos. No meu texto, eu citei uma fonte da Ria-Novosti sobre o estado dos aviões dessa companhia.
No ano passado, eu voei para a Tchetchénia num Iak-52, daqueles que se entra pela cauda e fiz uma viagem agradável.

PortugueseMan disse...

Caro JM,

O site que indiquei costuma ser muito bom neste tipo de coisas. No entanto não quer dizer que seja 100% fiável.

Se conseguir saber a idade do avião, por favor não se esqueça de o indicar aqui.

Jose Milhazes disse...

Caro PM, este avião foi fabricado em 1992, ou seja, não pode ser considerado velho. Segundo alguns especialistas, a qualidade do combustível pode estar na origem da tragédia.

PortugueseMan disse...

caro JM,

É possível sim que seja algo com o combustível.

Sem motores e conseguir chegar a uma pista e ter apenas havido duas mortes...

Esses pilotos merecem umas palavras de apreço, o desfecho costuma ser mais trágico.

Agora, alguém em terra, vai ter muito que explicar...

FAB FLANKER disse...

O que importa se o avião foi fabricado em 1992?

Um avião AIRBUS A-320 da AIR-FRANCE fabricado em 2007 caiu no meio do Oceano Atlântico em 2009,indo do Rio de Janeiro para Paris, ceifando a vida de centenas de inocentes, devido á problemas técnicos...

Isso não quer dizer absolutamente nada!