terça-feira, janeiro 04, 2011

Pico montanhoso vai receber o nome de Vladimir Putin

O Governo do Quirguistão decidiu batizar um dos picos da cordilheira montanhosa de Tien-Shan com o nome do primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, anunciou hoje Farid Niiazov, conselheiro do chefe do Executivo quirguize.
“O primeiro-ministro Almazbek Atambaev assinou um projeto-lei que dá o nome de Pico Vladimir Putin a um dos picos sem nome, com 4500 metros de altitude, da Cordilheira situada no Quirguistão, na bacia do rio Ak-Suu”, declarou à agência noticiosa russa Ria-Novosti.
As autoridades da região onde se encontra o pico “já aprovaram a decisão” e o projeto foi entregue ao parlamento para ratificação.
Antes, um dos picos stuados na região de Issik-Kull recebeu o nome do primeiro Presidente da Rússia Boris Ieltsin.
O Quirguistão é um dos países mais pobres do mundo que sobrevive, em parte, graças à ajuda económica e financeira da Rússia, que tem interesses estratégicos nesse país da Ásia Central, muito próximo do Afeganistão.

7 comentários:

Cristina disse...

Bom, depois de ler o último parágrafo, já percebi o motivo. Há quem ofereça cãozinhos a Putin, outros oferecem picos de montanha- Cada um dá o que pode.

MSantos disse...

Se os georgianos dão nomes às ruas da sua capital como "George W. Bush" ou "Richard Holbrook" que são ainda mais deslocados, qual o problema de os quirguizes darem nomes de dirigentes russos a lugares desérticos?

Cumpts
Manuel Santos

Pippo disse...

Não há um Pico Yeltsin?
Não temos por aqui Avenidas de Roma, da República da Turquia, João Paulo II, etc?
E como o MSantos apontou e bem, não há quem dê nomes de dirigentes norte-americanos a locais?

Não vejo onde está o problema.

JM, o meu artigo sobre os tanques Mk V?

Jose Milhazes disse...

Caro Pippo, quanto ao seu artigo, eu enviei-lhe um mail a perguntar se era para publicação e pedi-lhe que me arranjasse uma foto.

Pippo disse...

Ok, acabei de a enviar.

Português men disse...

Por um lado pode-se chamar a isto culto da personalidade.

Mas isto nem é na russia é na quirguisia, se os quiguises querem, é problema deles, talvez seja um reconhecimento da senhora Rosa Otunbayeva pelo contributo de Putin e da Russia na estabilização do pais depois do que se passou aqui há uns meses atrás com a deposição do tupipeiro do Bakiyev.

Mas hoje em dia é comum mesmo em Portugal dar-se nome de avenidas a politicos.

Qualquer dia começam a rebatizar as serras Portuguesas com o nome destes politicos pós 25 de Abril, que eles merecem-no bem, pelo excelente contributo que têm dado no enterranço de Portugal.

Não tarda nada está ai o FMI.

Cumpts.

Jest nas Wielu disse...

Em África os europeus practicam os programas do tipo "comida pelo trabalho", os quirguizes pretendem ser abrangidos pelas programas do tipo "gás pelo respeitinho", boa!