sábado, janeiro 15, 2011

Rosneft e BP vão explorar jazigos de petróleo e gás no Ártico russo

As empresas russa Rosneft e a britânica BP planeiam começar a exploração de jazigos de petróleo e gás na plataforma ártica russa dentro de 5 a 10 anos, revelou hoje o presidente British Petroleum, Robert Dudley, numa entrevista ao canal russo Russia Today.

“Trata-se de um programa calculado para 50 anos e os primeiros resultados serão obtidos dentro de cinco ou dez anos”, sublinhou.

Igor Setchin, vice-primeiro-ministro russo e dirigente do Conselho dos Diretores da Rosneft, assinalou, pelo seu lado, assinalou que o projeto em questão é um dos elementos que permitirão converter a companhia russa num holding energético internacional.

Na véspera, Vladimir Putin, primeiro-ministro russo, revelou que a Rosneft e a British Petroleum acordaram extrair jazigos de hidrocarbonetos no Ártico russo com reservas de petróleo da ordem dos cinco mil milhões de toneladas e de 10 biliões de metros cúbicos de gás natural.

Numa reunião com o presidente da BP, Putin prometeu um “regime fiscal e administrativo favorável” para a realização desse projeto e frisou que ele exigirá investimentos de dezenas de milhões de euros e o emprego das mais avançadas mais avançadas.



3 comentários:

Anónimo disse...

Força Putin e atençao ao negocio.Gajas boas acima de tudo!

FAB FLANKER disse...

O Ártico vai ser o palco de uma guerra nuclear termobárica daqui á uns 20 anos!

Muitos recursos naturais, como gás e petroleo em disputa, e todos já sabem o que ocorre quando estão em jogo estes recursos, como no Iraque e no Afeganistão...

Só que o problema é que do outro lado está a Rússia,e como todos sabem, não se brinca com os russos!

Seja lá qual será o líder da Rússia daqui uns 30 anos, este não pode recuar 1 milímitro de suas pretenções no Ártico, sob pena de desestabilizar a economia, o que irá acarretar no colapso da soberania russa!

Por isso, defendo investimentos massiços na Marinha Russa, e em novos navios quebra-gelo de propulsão nuclear. Como o ambiente é inóspito a Rússia deve preparar a Frota do Mar do Norte para o combate iminente, e incorporar novos submarinos de ataque com propulsão nuclear para aquela Frota. Aviões de ataque ( SU-34 FULLBACK ) e bombardeiros de longo alcance ( TU-160 BLACKJACK ) também serão bem vindos!

Português men disse...

O Fab Flanjer, acho que está a ser muito belicista.

Não vejo combate nenhum com a Russia porque isso, significaria o armagedão nuclear.

Não acho no entanto de estranhar esta ligação entre a British Petroleum e a Rosneft Russa, não é normal ver estas joints-ventures entre firmas russas e inglesas.