terça-feira, maio 03, 2011

Moscovo foi informado da morte do terrorista antes da declaração oficial de Barack Obama

 Serguei Lavrov, ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, declarou hoje que os Estados Unidos informaram  o Kremlin da morte de Ossama Bin Laden antes de tornarem essa informação pública.
“Avaliamos o facto de as autoridades russas terem sido devidamente informadas antes da declaração pública do Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama”, lê-se num comunicado publicado pela diplomacia russa.
Segundo Lavrov, “a liquidação de Ossama Bin Laden, figura odiosa e terrorista número 1, é um momento relevante na causa da luta contra o terrorismo internacional. Este acontecimento extraordinário para toda a coligação antiterrorista terá uma importância prática a longo prazo do ponto de vista da “decapitação” de uma organização terrorista”.
“Ele é um símbolo importante, visto que ocorreu na véspera do 10º aniversário dos atos terroristas nos Estados Unidos em 11 de setembro de 2001. Sendo parceiros na coligação antiterrorista, compartilhamos os sentimentos dos americanos”, sublinha o ministro russo.
“Antes de tudo, gostaria de sublinhar um resultado obrigatório: Bin Laden, Bassaev e outros semelhantes são, mais tarde ou mais cedo, castigados. A garantia do castigo pelos atos cometidos é um princípio importantíssimo na luta contra o terrorista”, acrescenta.
Lavrov conclui: “Nesse sentido, o êxito das tropas especiais americanas, tal como o trabalho resultativo dos serviços secretos russos no Cáucaso do Norte, nomeadamente contra os emissários da “Al-Qaida”, tem um significado universal. Trata-se de um sinal claro da falta de perspetivas históricas do terrorismo e da responsabilidade irreversível pelos seus crimes”.

11 comentários:

Anónimo disse...

E quanto aos crimes russos na Chechênia? É o terrorismo ou o separatismo ou sua influência decadente nas cercanias de seu território que eles temem?

Soturno.

anónimo_russo disse...

"E quanto aos crimes russos na Chechênia? É o terrorismo ou o separatismo ou sua influência decadente nas cercanias de seu território que eles temem?

Soturno"


Antes de falar dos "crimes russos", seria bom estudar um pouco a história, desde há pelo menos 200 anos e a terminar nos anos 90 do século passado.

Soturno disse...

Melhor retroceder mais no tempo e começar pro Ivan, o terrível.

Soturno.

Soturno disse...

Melhor retroceder mais no tempo e começar por Ivan, o terrível.

Soturno.

anónimo_russo disse...

"Blogger Soturno disse...

Melhor retroceder mais no tempo e começar pro Ivan, o terrível.

Soturno."

Se não sabe, Ivan IV tambem tinha relações com Caucaso, nomeadamente com Kabarda, então aínda não islamisada. Ou você é mais um internet-amigo do Jest?
Se realmente não sabe, a maioria dos soldados russos que participaram nas guerras na Tchetchenia tinham a volta dos vinte anos de idade. E houve casos quando, sendo cativos, foram utilizados como escudo vivo pelos tchetchenos.
Mas, para compreender melhor o tema, é preciso mesmo começar a estudar os factos desde o início do sec XIX, ou aínda mais cedo.

Soturno disse...

A história dos crimes russos não terminam no século passado. Não enquanto o ex funcionário da "KGB" estiver no poder.

Soturno disse...

Os POGRONS e o HOLOMODOR se inserem neste contexto, não?

Anónimo disse...

Se formos passar a tratar da questão de crimes, encarando a situação chechena como tal teremos que voltar na história de várias nações como os EUA, Inglaterra..... e poderemos discutir Vietnam, India, Filipinas, Coreia, Cuba, Nicarágua etc.....

Antes de atirar pedras na Rússia tem muito telhado de vidro

anónimo_russo disse...

"Blogger Soturno disse...

A história dos crimes russos não terminam no século passado. Não enquanto o ex funcionário da "KGB" estiver no poder."


Não entendo de que estã a falar. Antes de dizer alguma coisa, é preciso estudar os factos, ler algumas fontes etc. Eu li alguma coisa. E você? Julga-se bastante competente sem estudar o tema previamente?

anónimo_russo disse...

"Blogger Soturno disse...

Os POGRONS e o HOLOMODOR se inserem neste contexto, não?"

O tal "Golodomor" é uma ficção não-cientifica de autoria de alguns politicos ucranianos. A fome dos anos 20-30 atingiu tambem a Rússia e alguns outros países. Mas por alguma razão ninguem alem de alguns politicos ucranianos não grita de algum "golodomor" ou "holodomor" (tortura pelo frio?).

anónimo_russo disse...

"Anónimo Anónimo disse...

Se formos passar a tratar da questão de crimes, encarando a situação chechena como tal teremos que voltar na história de várias nações como os EUA, Inglaterra..... e poderemos discutir Vietnam, India, Filipinas, Coreia, Cuba, Nicarágua etc.....

Antes de atirar pedras na Rússia tem muito telhado de vidro

17:52"

Por mais estranho que possa parecer, toda a "colonização" no sec XIX do Caucaso Norte foi, no fundo, um gesto de defesa por parte da Rússia. De defeza das pilhagens constantes que alguns povos caucasianos efectuavam. A única culpa do Imperio Rússo foi que as povoações russas (kozakas) se instalaram nas fronteiras com terras do Caucaso de norte e as terras do Caucaso do sul ficaram parte do imperio. A atual capital da tchetchenia, por exemplo, a cidade Groznii (antigamente a fortaleza) foi fundada pelos russos para... conter os tchetchenos e defender povoações russas. As terras pequenas dos povos de Caucaso de Norte (que, como no caso da Tchetchenia, nem sempre davam para alimentar sequer a gente que la vivia) não apresentavam nenhum interesse para o imperio enorme.

Neste contexto Vietnam e outros casos da ingerencia na vida dos outros não se pode comparar com o Caucaso.