quarta-feira, maio 18, 2011

Vladimir Putin diz que cooperação russo-brasileira tem sólidas perspetivas


O aumento em 28 por cento num ano das trocas entre a Rússia e o Brasil mostra as sólidas perspetivas da cooperação bilateral, declarou hoje o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, num encontro com Michel Temer, vice-presidente brasileiro.
“Temos muitos projetos interessantes no quadro da cooperação bilateral e muito boas perspetivas, sublinhou.
“O Brasil figura na lista dos nossos parceiros estratégicos não só na América Latina, mas no mundo”, acrescentou.
Putin frisou particularmente as perspetivas da cooperação bilateral na esfera da metalurgia e da energia.
“Abrem-se grandes possibilidades de cooperação na esfera da indústria metalúrgica, onde grandes companhias nossas: Mechel e Severstal tornaram-se sócios de grandes empresas brasileiras”, frisou Putin.
“Também promete muito a cooperação entre a Gazprom e a principal companhia de energia brasileira Petrobraz”, considerou.
Putin assinalou também que no econtro com o vice-presidente brasileiro foi dedicada grande atenção à esfera financeira, nomeadamente à utilização de moedas nacionais no comércio bilateral.
Moscovo e Brasília acordaram também trocar informações e experiência no campo da organização de grandes eventos desportivos. O Brasil vai organizar o Campeonato do Mundo de Futebol de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, enquanto que a Rússia vai organizar o Campeonato do Mundo de Futebol de 2018.
Dirigentes russos e brasileiros acordaram igualmente realizar dias da Cultura Brasileira na Rússia e da Cultura Russa no Brasil.
Michel Temer assinalou que para os brasileiros tem grande importância o reconhecimento dos diplomas universitários, sublinhando que se regista, presentemente, um aumento de intercâmbio de estudantes.
A Rússia e o Brasil esperam aumentar a sua representatividade nos órgãos da ONU, declarou Michel Temer, vice-presidente brasileiro depois de um encontro com Vladimir Putin.
Temer recordou que os dois países cooperam estreitamente nas Nações Unidas e espera que a Rússia ajude o Brasil a reforçar a sua representatividade no Conselho de Segurança da ONU.
“Chamo a mim a ousadia de entregar a Vladimir Putin a carta do Presidente do Brasil dirigida ao seu colega russo, Dmitri Medvedev, com o pedido de apoio à candidatura brasileira quando das eleições para o cargo de dirigente da Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO) da ONU”, declarou.
Putin mostrou-se interessado na utilização ativa pelo Brasil do sistema de navegação russo GLONASS, concorente do GPS norte-americano.
Além disso, o primeiro-ministro russo considera que a cooperação dos dois países na conquista do Espaço tem “bastante perspetivas”.
Ele recordou que especialistas russos e brasileiros trabalham na modernização do foguetão VLS-1 e do cosmódromo brasileiro em Alcântara, bem como na construção de um satélite de comunicações conjunto.
Os dirigentes russo e brasileiro assinaram uma declaração conjunta aós as conversações.
Paralelamente a este encontro, as empresas russa Inter RAO EES e brasileira ELETROBRAZ assinaram um memorando de entendimento mútuo.
“ O objetivo do memorando consiste na realização pelas companhias de estudos conjuntos no campo da produção e transporte de energia elétrica nos mercados brasileiro e internacional”, informa a Inter RAO EES num comunicado.
As trocas comerciais entre a Rúsia e o Brasil aumentaram 28,8 por cento entre 2009 e 2010, constituindo cerca de 5,9 mil milhões de dólares. As exportações russas aumentaram 65,6 por cento e as importações 17,3 por cento.

14 comentários:

PortugueseMan disse...

...“Não apoiarei resolução análoga, mesmo que me peçam os amigos”, frisou...

Interessante. Foram estas as palavras dele?

Algo mais foi falado acerca deste assunto, caro JM?

Jose Milhazes disse...

PM, citei com precisão. Ele disse também que se deve ddar ao presidente sírio possibilidade de resolver o problema interno.

Sergei Korolev disse...

Fiqui arrepiado :)
Acho que há ,ainda, mais coisas mantidas secretas nesta cooperação, o que é muito bom, alem de tudo o que foi citado, fico penssado no PAK-FA......

PortugueseMan disse...

Caro JM,

Obrigado pelo o esclarecimento.

Anónimo disse...

"Michel Temer, vice-presidente brasileiro"

Pelos vistos, o vice-presidente brasileiro (com este nome) parece ser judeu. Mais um jdeu na política dum país importante.

Jose Milhazes disse...

Anónimo, ewu não ando a medir crâneos com círculos, nem fitas métricas.

Petronius disse...

Anonimo,

muito felizmente, o Temer tem orígens libanesas e não é judeu.

Jose Milhazes disse...

Mas será que é importante a origem do vice-presidente do Brasil?

PortugueseMan disse...

Meu caro...

Você é que está dar demasiada importância ao que se diz por aqui...

Por outro lado o seu post está muito interessante e recheado de informação.

Anónimo disse...

Michel Temer é de origem libanesa, é católico-maronita, nacido no interior de SP.

E se fosse judeu, não haveria problema algum.

Anónimo disse...

Só uma pequena contribuição, Milhazes: É Petrobras e Eletrobras, com "s".

Abraço.

Jose Milhazes disse...

Anónimo, obrigado pela emenda, fui induzido em erro pela imprensa russa.

FAB FLANKER disse...

Cooperação russa para o Brasil:

a) 365 SU-35BM SUPER FLANKER
b) 270 SU-34 FULLBACK
c) 8 batalhões equipados com mísseis ISKANDER
d) 12 navios-destroyers da classe Sovrenemny
e) 12 batalhões equipados com mísseis SAM S-400
f) 500 tanques T-90
g) 10 submarinos de propulsão convencional da classe KILO
h) 8 submarinos de ataque com propulsão nuclear AKULA

Anónimo disse...

Entao, pq escreveu " muito felizmente, o temer tem origens libanesas e nao e judeu?"