terça-feira, agosto 16, 2011

Cerca de 850 empresas participam no Salão Internacional Aeroespacial de Moscovo (MAKS-2011)



Cerca de 850 empresas de 40 países participam no Salão Internacional Aeroespacial MAKS-2011, cuja décima edição começa hoje no Aeródromo de Jukovski, nos arredores da capital russa.
Os organizadores esperam mais de 600 mil visitantes durante a exposição que se prolonga até 21 de Agosto. A exposição é constituída por 241 aeronaves, entre elas o mais moderno caça russo de quinta geração Sukhoi PAK FA (T-50). Este aparelho irá realizar o seu primeiro voo público e será o “prato forte” no campo da aviação militar.
O T-50 é um avião militar criado por especialistas russos e indianos que irá equipar não só a Força Aérea dos dois países em 2016, mas será também exportado para terceiros países.
As grandes empresas de aeronáutica Airbus e Boeing mostrarão no MAKS-2011 os seus últimos êxitos: o A380, o maior avião comercial do mundo, e o Boeing-787 Dreamliner, que tem um alcance de voo até cerca de 16 mil quilómetros.
O grupo russo Sukhoi apresentará também em Jukovski o caça multifuncional Su-35, o seu derivado Su-35MK2, bem como o bombardeio de primeira linha Su-34.
A empresa MiG, outro gigante da indústria aeronáutica russa, apresenta o caça MiG-29K, que vai ser exportado para a Índia, o caça multifuncional MiG-35 e o caça MiG-29M OVT.
Outras novidades, apresentadas pelo grupo Veja, serão o Luch, primeiro aparelho aéreo não tripulado russo de médio alcance, e uma modificação do Tupolev-214ON, desenvolvida para missões de vigilância aérea no quadro do Tratado dos Céus Abertos.
A Força Aérea dos Estados Unidos estará representada na MAKS-2011 por 12 aparelhos de combate, nomeadamente os caças F-15E e F-16C, o bombardeiro B-52, os aviões de transporte C-130J e C-5 Galaxy, o avião de transporte KC-135, o avião de assalto A-10 e o avião espia P-3C.
O grupo empresarial Helicópteros da Rússia apresentará os modelos de combate Ka-52 (“Alligator”) e Mi-28N (“Caçador Noturno”), bem como o modelo multifuncional Mi-17 e vários aparelhos comerciais: Mi-34Ci, Ka-226T com módulo médico.
27 empresas russas irão também apresentar nesta exposição maquetas de naves espaciais.
Denis Manturov, vice-ministro da Indústria e Comércio da Rússia, calcula que, nesta edição da MAKS, serão assinados contratos no valor de cerca de 3 mil milhões de euros.
Porém, Vladimir Borissov, diretor da empresa Aviasalon, que organiza a exposição, considera que o valor dos contratos assinados deverá ser superior a 7,5 mil milhões de euros.

3 comentários:

Zhirinovsky "The Bear" disse...

O PAK FA não foi uma criação de russos e indianos... Foi uma criação dos russos!

Os indianos não desenvolveram 1 milímetro do PAK FA, apenas chegaram tarde, para financiar o resto do projeto!!! Eles querem uma versão biplace do PAK-FA, e essa é a unica participação deles no projeto.

O PAK-FA é a prova material da capacidade tecnológica russa. É um soco no estômago dos que criticam as capacidades e inovações tecnológicas russas!

O PAK-FA é um projeto 100% pós-URSS. Foi um projeto desenvolvido á partir de 2000, o que vem comprovar que as capacidades russas não se perderam com o fim da União Soviética.

Vários projetos se iniciaram após a URSS, entre eles os helicópteros de ataque KA-50 e KA-52, o míssil balístico ISKANDER, os sistemas de defesa-aérea S-400 e S-500, os submarinos da classe BOREY e LADA entre outros projetos!

Nada na Europa Ocidental se compara com os projetos militares russos! Na Europa Ocidental, 4 países tiveram que se unir pra criar aquela porcaria chamado EUROFIGHTER TYPHOON!!!

A Rússia, sozinha e soberana, criou o PAK-FA, o que mostra que a Rússia está á anos luz á frente de qualquer país da Europa Ocidental ( França, Alemanha, Itália, Reino Unido e Espanha)! Nem o Japão não consegue projetar um caça de 5ª geração...

A Rùssia é uma potencia tecnológica!

Zhirinovsky "The Bear" disse...

É inadmissível a presença da Força-Aérea Americana nesse evento!

Como pode-se permitir uma coisa destas? Quem permitiu a presença de militares americanos neste evento?

Isto é algo para ser investigado! Porque não é possível alguem permitir que um B-52 Stratofortress possa sobrevoar o espaço-aéreo russo!

Isso é uma vergonha!

Jest nas Wielu disse...

O caça russo da 5ª geração T-50 sentiu as dificuldades técnicas e não conseguiu levantar o voo: http://korrespondent.net/russia
/1252793-na-zakrytii-aviasalona-rossijskij
-istrebitel-pyatogo-pokolenya-ne-smog-vzletet
(nos comentários sugerem que caça é um tanque e nem deve voar, outros sugerem o uso de uma lima)...