terça-feira, agosto 09, 2011

Estudantes são-tomenses em dificuldades financeiras podem ser expulsos de universidade em Moscovo

Cinco estudantes são-tomenses da Universidade de Amizade dos Povos da Rússia, na capital russa, correm o risco de serem expulsos desse estabelecimento de ensino, pois as bolsas de estudo são pagas com atraso e não têm meios pagar seguro médico e residência.
“Até ao fim de setembro, temos de pagar oito mil rublos (cerca de 200 euros) pelo seguro médico, residência e registo anual na polícia. Se não o fizermos, seremos excluídos da universidade e teremos de abandonar a Rússia”, declarou à Lusa Ruslan Martins dos Ramos, estudante do 2º ano de Agronomia.
“Quando partimos de São Tomé, o Governo prometeu transferir-nos 250 dólares americanos por mês. Mas as transferências estão com três meses de atraso e estamos a passar por dificuldades”, explica o estudante.
Segundo ele, “a bolsa é pequena, mal dá para alimentação, mas dá para sobreviver quando o dinheiro chega a tempo”.
“Se não pusermos a contas em dia com a universidade, poderemos ser expulsos até fim de setembro, o que é lamentável, pois todos os alunos são-tomenses têm bons resultados académicos”, acrescentou.
“Alguns têm melhores notas do que outros, mas, em geral, os resultados são bons”, frisou.
Ruslan Martins queixou-se de os estudantes são-tomenses não terem um canal de ligação com as autoridades do seu país.
“Nós enviamos mensagens para o Ministério de Educação de São Tomé, mas ninguém nos responde e não temos qualquer outro apoio em Moscovo”, lamenta ele.
São Tomé não tem nem embaixada, nem consulado na capital russa.

11 comentários:

Anónimo disse...

Eu nao entendo tanto preconceito racial na Rússia com tanta diversidade étnica desse país. A Rússia nem mesmo pode ser considerada "eslava" como a Ucrânia, Polônia etc..., a Rússia é tártara, mongol... A Rússia é uma Grande Turquia e ao mesmo tempo a Mongólia moderna do Gengis Kan! O país que tem grande população budista e ainda mais de muçulmanos. O maior número de muçumanos está justamente na Rússia, não durará muito e a Rússia será "islamizada". Séra uma país muçulmano, será a maior nação muçulmana do mundo talvez.

Jose Milhazes disse...

Leitor, quero chamar a atenção para o facto de as autoridades russas nada terem a ver com este caso, pois em falta estão as são-tomenses.

Anónimo disse...

Caro anónimo das 03:58. Acerca dos muçulmanos na Rússia, está errado. A Rússia está muito longe de ter uma grande população muçulmana, e ainda mais longe de ser o maior país muçulmano. Mesmo que 100% dos cerca de 140 milhões de habitantes da Rússia fossem muçulmanos, seria muito menos que a maior nação muçulmana, a Indonésia, com quase 240 milhões. Ou até que o Paquistão, com mais de 170 milhões.

jlopes disse...

/off-topic
É de fabrico original ucraniano mas nunca ficou concluído por causa do colapso da União Soviética em 1991. A China acabou por comprá-lo e esta quarta-feira entrou oficialmente em testes em alto mar.
http://pt.euronews.net/2011/08/10/primeiro-porta-avies-chines-ja-navega/

Anónimo disse...

o comentário do primeiro anónimo refelete bem o sucesso de décadas de levagem cerebral que os brancos levaram em cima!

a culpa do fracasso dos africanos é dos brancos...

vejam bem até onde chega a hipocrisia desta gente

eu sugeria que aqui os portugueses que gastam tanta energia preocupados com os problemas da Rússia, se preocupassem mais com Portugal

Só um aparte, não deixa de ser ironico que um tal individuo com um nick de PortugueseMan dedique a sua triste existência a defender os interesses da Rússia...

VASCO

Anónimo disse...

Vasco,

Eu acho que o que une alguns Ocidentais em torno da Rússia é uma forte descrença no modelo civilizacional ocidental. Os defensores da Rússia são neofascistas, estalinistas, militarista e até nazistas (isso mesmo, isso não é irônico, muitos nazistas são simpáticos a Rússia hoje em dia, Putin tem o apoio deles.). São defensores de um modelo social que reijeita a modernidade, o multiculturalismo, a globzlização e etc., exatamente como é a Rússia atual. Um país exatamente assim - isolado e antidemocrático. A Rússia se preservou muito como socidade desde o fim da segunda guerra mundial. Ela é um "fóssil", um extrato mumificado daquela época, uma espécie de "vintage" totalitária que alegra os corações esperançosos dos entusiastas desse tipo de regime. Defensores da Rússia são antiocidentais, antieuropeus e antidemocratas. Igual a Rússia de hoje.

Anónimo disse...

Anonimo das 08:10, há 15 milhões de muçulmanos na Rússia. Algumas regiões, onde se encontram as cidades de Kazan (inclusive tem uma mesquita no Kremilin) e Samara são amplamente habitadas por maioria muçulmana. Sem falar no Cáucaso.

Jest nas Wielu disse...

Interessante, oficialmente foi comprado, salvo erro em 1997, por um empresário de Macau para fazer a discoteca flutuante...

Anónimo disse...

Caro anónimo, a Rússia é admirada e odiada por muitos pelo simples facto de ser um país que não é(ainda) controlado pelos diversos poderes internacionais(maçonaria, alto capital, zionismo etc etc)

A U.E é uma entidade burocratica construida sem legitimidade popular, ser antiUE, não significa ser anti-europeu

apelidar os outros de anti-democráticos,neofascistas, estalinistas, militarista e até nazistas revela desespero, isso é descriminação, algo que os "democratas" deviam ter aversão.

No Reino Unido estão a ser criadas milicias populares para combater o terrorismo urbano em londres, mas o que é curioso é que nas cidades Escocesas não há estes disturbios.. não será isto porque na Escócia há menos imigrantes e menos esclaves étnicos?

Aqui em Portugal, num chamado "pais democratico" ainda não houve 1 unico comentador/politico que tivesse a coragem de dizer que o que se está a passar é um conflito racial/etnico. É dito a população que são jovens revoltados hehe.. é obvio que estes pseudo-comentadores/politicos se disserem a verdade são automaticamente apelidados de racistas e anti-democratas

A cartada do racismo é muito forte e está criada na europa uma inteira geração de covardes


Vasco

Anónimo disse...

Vasco,

## Nazism detected ##

Que bonito, me diz então: como os imigrantes foram responsáveis pelo desiquilíbrio fiscal do país?

Roubado pelo Estado disse...

É o típico: os brancos deixam de cobrar impostos aos brancos ricos, e depois a culpa do défice é dos imigrantes que "vivem à conta do Estado Social". Como se näo os houvessem o triplo de brancos também na mesma situaçäo.

Parece-me é que as tais "milícias populares" säo organizadas pelos hooligans, os "chavs" que säo os tais brancos encostados ao rendimento mínimo. Idiotas, e bem úteis, ao sistema.

Terrorismo urbano? O saque é promovido pelo Estado, os bancos recebem ajudas multimilionárias para näo falirem e depois näo pagam um chavelho dos lucros obscenos, a classe média a pagar o triplo dos impostos que antes para tapar os buracos, e a culpa é dos imigrantes... Vêem porque racista é idiota mesmo?