sábado, agosto 20, 2011

Grande líder norte-coreano entra secretamente na Rússia em comboio blindado


A visita surpresa de Kim Jong Il, dirigente da Coreia do Norte, à Rússia foi recebida de forma diferente pelos analistas russos.
Fiodor Lukianov, redator-chefe da revista “Rússia no mundo global” considera que Kim Jong Il irá discutir com o seu homólogo russo, Dmitri Medvedev, a construção de um gasoduto através de toda a Península da Coreia, que atravessará os territórios das duas Coreias.
Segundo ele, “as conversações podem levar à abertura económica da Coreia do Norte, que tradicionalmente se encontra numa situação complicada”.
O perito russo considera mesmo que a realização do projeto conjunto das duas Coreias, com a participação da Rússia enquanto parte neutra, pode contribuir para “tirar o conflito entre elas do beco sem saída”.
Konstantin Asmolov, analista do Instituto da Coreia da Academia de Ciências da Rússia, tem uma posição oposta, sublinhando que “não há razões evidentes para o encontro”.
“Tudo o que poder ser analisado na cimeira Rússia/Correia do Norte não poderá arrancar a situação do ponto morto, isso diz respeito às conversações no campo do “sexteto”, porque aí nada depende da posição da Coreia do Norte, mas dos Estados Unidos e dos seus aliados, em primeiro lugar da Coreia do Sul”, declarou ele à rádio Eco de Moscovo.
O “sexteto”, constituído pelas Coreias do Norte e Sul, Estados Unidos, Rússia e China, tem como objetivo resolver o problema do programa nuclear de Pyongyang de forma às autoridades comunistas  renunciarem às armas nucleares.
“Ou serão discutidos projetos a longo prazo, como a ideia da Gazprom de fornecer à Coreia gás, mas ainda é preciso criar as infraestruturas”, acrescentou.
O dirigente supremo  norte-coreano, Kim Jong Il, atravessou a fronteira da Rússia de madrugada, no maior dos segredos e no seu comboio blindado.
Kim Jong Il não viaja de avião, pois não acredita muito na segurança dos aparelhos voadores.
O itinerário do dirigente do regime político mais fechado do mundo continua a ser segredo. O Kremlin revelou apenas que ele irá visitar os Círculos Federais da Sibéria e do Extremo Oriente russo.
Não foi revelado o lugar onde Kim Jong Il irá encontrar-se com o seu homólogo russo, Dmitri Medvedev, mas a imprensa russa avança como lugar provável a cidade de Ulan-Udé, no sudeste da Sibéria.

5 comentários:

Anónimo disse...

Este Kim parece um jogador de ping pong.

Francisco Lucrécio disse...

«««««««O “sexteto”, constituído pelas Coreias do Norte e Sul, Estados Unidos, Rússia e China, tem como objetivo resolver o problema do programa nuclear de Pyongyang de forma às autoridades comunistas renunciarem às armas nucleares»»»»»»».

Doutor Milhazes não pretendo dar o meu parecer sobre o sistema politico da Coreia do Norte. Concedo-lhe a liberdade que o faça por mim, sei que o Senhor tem bastante capacidade para pensar por si e pela cabeça dos outros.

Sobre o artigo que está aqui publicado, é quase identico ao que ouvi no relato que fez para a RDP 1. O sentido e a forma são semelhantes procuram alcançar os mesmos objetivos, desinformar.

Entendo que o dever de qualquer jornalista é acima de tudo publicar a verdade.

Ora não é isso que o Senhor está a fazer sobre a desnuclearização da Peninsula Coreana.
Consta no memorando de entendimento do sexteto a irradicação de todas as armas nucleres existentes na peninsula Coreana.

Sabe melhor que todos aqui que na Coreia do Sul estão estacionadas armas nucleares desde os finais dos anos 50. A par de um forte dispositivo militar instalado em terra e no mar, mais de 150 000 militares dos EUA encontram-se nas proximidades exercendo pressão, ameaças e provocações permanentes.

Conhece o caso navio espião Puebla?

A Coreia do Norte frente a esse perigo iminente, decidiu também produzir as suas próprias armas nucleres há menos de uma década, porque tem todo o direito de se proteger.


Por favor não venha divagar com tiranias e coisas do género.

Anónimo disse...

Está a Rússia querendo aderir ao Eixo do Mal?

Zhirinovsky "The Bear" disse...

Um jogador de PING-PONG que vai varrer do mapa SEOUL, TOQUIO e a ilha de GUAM!!!

Anónimo disse...

'Está a Rússia querendo aderir ao Eixo do Mal?"


Já é parte dele.