segunda-feira, agosto 01, 2011

Moscovo considera “analfabeta” resolução do congresso norte-americano sobre repúblicas separatistas

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia considerou hoje a resolução do Senado dos Estados Unidos sobre a ocupação da Abkházia e da Ossétia do Norte pela Rússia uma “manobra propagandística analfabeta”, que alimenta o revanchismo em Tbiliss.
No dia 29 de Julho, o Senado norte-americano aprovou uma resolução onde se recorda a necessidade de respeito pela integridade territorial e independência da Geórgia e condena as ações da Rússia que incentivou e apoiou a proclamação da independência da Abkházia e Ossétia do Sul, regiões separatistas da Geórgia.
A pretexto de proteger os seus cidadãos, Moscovo enviou tropas para a Ossétia do Sul a 8 Agosto de 2008, entrando em guerra com a Geórgia. No dia 1 de Setembro, essa região e a Abkházia proclamaram a independência com o apoio de Moscovo, que foi reconhecida apenas pela Venezuela, Nicarágua e Nauru, minúsculo Estado do Pacífico.
“As afirmações de que a Abkházia e a Ossétia do Sul foram supostamente ocupadas pela Rússia não têm fundamento nem em factos, nem no direito”, declarou Alexandre Lukachevitch, porta-voz da diplomacia russa, num comunicado publicado.
Segundo ele, “as declarações dos senadores americanos a esse propósito mostram ou analfabetismo na esfera do Direito Internacional, ou total desrespeito pelos factos reais. Tudo isso mostra que essa resolução não passa de um exercício de propaganda, realizado para “marcar presença” no “caso georgiano””.
“Semelhantes declarações estão longe de ser inofensivas”, sublinhou, e acrescentou: “elas alimentam as disposições revanchistas que caraterizam a política de Tbiliss, justificam e incentivam a falta de vontade da parte georgiana de conversar em pé de igualdade com Sukhumi e Tzkhinval [capitais da Abkházia e Ossétia do Sul].
“O estabelecimento desse diálogo seria precisamente a chave para a paz, a estabilidade e o bem estar na região. Seria bom que também os senadores americanos se lembrassem disso”, frisou.
Lukachevitch considerou que a resolução aprovada “faz lembrar um disco gasto”.
“Ela contém um conjunto de repetições e lugares comuns como “a violação da integridade territorial e da soberania da Geórgia”, que, durante os últimos anos, soa de Washington”, continua.
“Claro que não podia falta o tema da “ocupação”.Já explicámos várias vezes o absurdo do emprego desse termo nesse contexto”, conclui.

14 comentários:

Pedro disse...

Alguém poderá argumentar aqui que a atitude da Rússia perante a Geórgia não é a mais correcta e cujo conteúdo dos factos apenas conheço pelos Media Ocidentais e Russos.

Ou seja não defendo a posição Russa nem sou contra ela por falta de informação real.

Agora que o que é bem real é que os USA não tem nem podem ter nenhuma legitimidade, dadas as suas permanentes acções militares agressivas pelo mundo fora para darem lições de moral ou de direitos humanos a ninguém, nisso estou 100% convicto.

Os maiores instigadores de conflitos dos últimos 60 anos (ou mais...), os que me mais guerras iniciaram a mandarem recados aos demais sobre o que podem ou não podem fazer, era só o que faltava.

Hoje em dia só a Rússia e a China e talvez o Irão se estão nas tintas para o que esses trauliteiros apregoam, e espero que mantenham esta firmeza doravante.
O Resto come e cala tal como os nossos governantes(Gangsters)fazem com todo o gosto.

Anónimo disse...

Absolutamente de acordo com tudo o que acaba de dizer no seu comentário. Os USA são os maiores agressores do planeta Terra e, tudo isso para, quais aves de rapina, procederem à "limpeza" de materiais e minerais que fazem parte dos seus interesses estratégicos.
Também neste caso tinham de cagar sentenças, como sempre, sem terem os seus políticos nem sensibilidade nem conhecimento, ignaros como são, das realidades de outras regiões.
Marquis

Zhirinovsky "The Bear" disse...

Totalmente infundada esta manobra política do senado americano. Na verdade os americanos estão tentando justificar á opinião pública o motivo para a instalação do Escudo Anti-Mísseis.

Porém, o povo que mora na Abkhazia e Ossétia do Sul, incluindo seus políticos, apoiam a presença militar russa nestes territórios, porque eles não aceitam viver sobre comando da Georgia. E isto é fato.

Tanto é que este foi o motivo do ataque, por parte dos georgianos, com aqueles lançamentos de foguetes GRAD. A Geórgia queria reconquistar aqueles territórios á força, matando centenas, senão milhares de inocentes, pois lançaram deliberadamente centenas de foguetes GRAD. Estes foguetes não possuem precisão nenhuma e caem em qualquer lugar, após serem lançados!


Foi uma covardia o que fizeram com a Ossétia do Sul. Foi um massacre!!!

Jest nas Wielu disse...

2 Urso, piloto do SU

Um verdadeiro massacre, 163 pessoas...

Oblonsky disse...

2 Urso, piloto do SU

Um verdadeiro massacre, 163 pessoas..


Fosse na Ucrânia tu não dirias isso...

A propósito, já legalizou sua situação ou continua ilegal pelos guetos escuros do quintal russo?

Jest nas Wielu disse...

Oblonsky, piloto do SU

Mas não foi na Ucrânia e não foi um massacre.

A propósito, os moçambicanos não se consideram como /quintal russo/, e não gostaram do seu atrevimento colonialista.

Zhirinovsky "The Bear" disse...

Jest nas Wielu

Imigrante ilegal na Ucrânia, a lavanderia dos russos!

Zhirinovsky "The Bear" disse...

A Ucrânia é para a Rússia o que o Paraguai é para o Brasil!

Zhirinovsky "The Bear" disse...

Eu odeio a Ucrania, a Georgia, a Polonia e os traídores imúndos do Báltico, que tão se vendendo pra NATO, vendendo á NATO o Espaço-Aéreo, que agora é responsabilidade dos franceses e aquelas carroças chamadas de MIRAGE-2000!

Anónimo disse...

Zhirinovsky, você calado é um verdadeiro poeta, pois não mede o que está a escrever. Seja mais diplomático !

Jest nas Wielu disse...

2 Zhirinovsky / Oblonsky piloto do SU

Bem, eu tambêm não sou fã dos seus óculos e da sua barriguinha peluda mas não é preciso exagerar, sendo Kyiv a mãe da Rússia, odeando a Ucrânia você odeia a mãe do grande Puten e não pode ser, além disso, atenção às pulgas que podem se tornar purgas...

Jest nas Wielu disse...

Original da resolução do Senado dos EUA sobre a Geórgia:
http://shaheen.senate.gov/news/
press/release/?id=73BEE74C-31AD
-4F39-B03B-F98889B70B33

Jest nas Wielu disse...

Rectificação, não é o original, mas é um press-release publicado na página da senadora Jeanne Shaheen, original pode ser visto aqui: http://www.facebook.com/pages/
Foreign-Relations-Committee-of-the-Parliament-of-Georgia
/147785591929565?sk=wall#!/notes/
foreign-relations-committee-of-
the-parliament-of-georgia/the-us-senate-resolution-in-support-
for-georgia/240482059306665

Jest nas Wielu disse...

Forças da ocupação russas "libertam" as coisas na Geórgia :
http://www.youtube.com/watch?v=_qa4VrbxKbI