quarta-feira, dezembro 14, 2011

Moscovo e Varsóvia põem fim a regime de vistos entre enclave de Kalininegrado e regiões limítrofes polacas

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Rússia e da Polónia, Serguei Lavrov e Radoslaw Sikorski, assinaram hoje, na capital russa, um acordo que prevê a livre circulação de pessoas entre o enclave russo de Kalininegrado e as regiões fronteiriças limítrofes polacas.
Este acordo abrange todos os habitantes da região de Kalininegrado, enclave russo que faz fronteira com a Polónia e a Lituânia, e os polacos residentes em dois distritos fronteiriços: Pomorski e Varminsko-Mazurski.
As pessoas abrangidas por este documento poderão permanecer até 30 dias consecutivos nos territórios nele previstos, mas num máximo de 90 durante meio ano. Elas não terão autorização de trabalho.
“”Depois de ser ratificado pelos nossos parlamentos, ele… abre novas possibilidades para os contactos de negócios, turismo e contactos humanos”, declarou Lavrov, sublinhando que “o acordo foi assinado num prazo recorde, tendo em conta os obstáculos burocráticos que foi preciso superar”.
Este é o primeiro acordo que permite a livre circulação entre a Rússia e um país da zona de Schengen.
“Esperamos que a assinatura e a entrada em vigor desse acordo se torne o prenúncio da rápida passagem para a abolição de vistos entre os nossos cidadãos e todos os cidadãos da União Europeia que fazem parte da zona de Schengen. O fim do regime de vistos é o principal objetivo para nós”, sublinhou o ministro.
Esse será um dos temas principais da ordem de dia da cimeira Rússia-União Europeia, que começa amanhã em Bruxelas.

5 comentários:

Anónimo disse...

ótimo

Zhirinovsky Iskander! disse...

Excelente notícia... Assim, agentes do Serviço Secreto russo podem se infiltrar entre a população polaca, e espionar assuntos sensíveis para Moscow!

Russófilo disse...

Os russos deram um tiro no pé. Primeiro porque varsóvia fica bem mais perto do kaliningrado que moscou, assim a referência desses russos pode começar a ser a capital polaca que a russa. Segundo, as influências democráticas da UE podem começar a contaminar a Rússia através do Kaliningrado. Assim, não dúvido que daqui uns 20-30 eles consigam a independência da Rússia. Além disso, não esqueçam que apesar das diferenças, polacos e russos são eslavos.

sergio disse...

A cidade de Gdansk está incluída nessa área? Pois é, vai ser um choque pra esses russos comparar a sua decadente cidade com a dinâmica, linda e moderna Gdansk.

Жаймэ Янтас disse...

Deixa-me feliz saber que essas duas grandes nações, irmãs, pouco a pouco vêm aparando suas arestas. Não está longe o sonho de ver a Polônia dando um chute na organização terrorista OTAN e o paulatino restabelecimento do Pacto de Varsóvia.

Alvíssaras!!!

Жаймэ Янтас