terça-feira, dezembro 20, 2011

OTSC define instalação de bases militares estrangeiras

 A Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC) acordou hoje que a instalação de bases militares estrangeiras no território dos Estados membros só será autorizada com o acordo de todos.
A cimeira da Organização do Tratado de Segurança Coletiva, constituída pela Rússia, Arménia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão, Tajiquistão e Uzbequistão, realizou-se hoje na capital russa.
O Governo de Moscovo, o principal impulsionador dessa emenda ao tratado, veio já sublinhar a sua importância. O Presidente russo, Dmitri Medvedved, considerou a decisão motivo de "consolidação" entre os Estados membros.
"Para a delegação russa o acordo sobre a instalação de bases militares por Estados exteriores à região só pode acontecer com o acordo unânime países da OTSC. Trata-se de um dos principais acordos hoje conseguidos", considerou Natália Timakova, porta-voz do Kremlin.
"A Rússia vê nisto mais um fator de estabilidade no Continente Eurasiático e uma manifestação clara do carácter de aliados nas relações entre os nossos países", frisou.
Esta decisão afeta os Estados Unidos que têm alugada até 2014 uma base aérea nos arredores de Bichkek, capital do Quirguistão. Esta base é importante para a operação norte-americana no Afeganistão.
Os dirigentes da OTSC consideraram também, num comunicado divulgado depois da reunião, que o sistema de defesa antimíssil norte-americano a instalar na Europa prejudica a segurança no "continente, e no mundo".
"Os Estados membros da OTSC assinalam que a instalação unilateral dos sistemas estratégicos de defesa antimíssil por um Estado ou grupo de Estados, sem ter em conta os interesses legítimos de outros países e sem garantias a estes últimos de garantias juridicamente válidas, prejudicará a segurança internacional e a estabilidade estratégica na Europa e no mundo", sublinha-se no comunicado.

4 comentários:

Голос революции disse...

A OTSC é a grande chance da Rússia de posicionar a sua aviação de combate de longo alcance próximo do Oriente Médio. De uma base ao sul do Cazaquistão, um TU-160 BLACKJACK poderia alcançar qualquer ponto do Oriente Médio em poucas horas!

Pippo disse...

JM, essa medida tem efeitos imediatos relativamente a situações já existentes (como a referida base de Talas) ou apenas diz respeito a instalações futuras, as quais ficarão dependentes da aprovação dos membros da OTSC?

As implicações geopolíticas de tal medida são muito importantes.

Jose Milhazes disse...

Pippo, diz respeito à criação de bases futuras. Em relação à citada, o Quirguistão já dise que o contrto terminará em 2014 e não haberá prolongamento.

PEDRO disse...

Uma decisão de facto importante e que vai no bom sentido.
É hora de por ordem nesta bagunça mundial criada pela America, sempre a incendiar e destabilizar paises e regiões inteiras como andam a fazer no Médio Oriente.

Se o mundo se move hoje só por interesses ao menos que estes estejam mais distribuidos pelo mundo e não tudo não mãos dos mesmos gangsters.