quarta-feira, dezembro 07, 2011

Polícia fez numerosas dezenas de detenções em São Petersburgo e Moscovo

A polícia fez várias dezenas de pessoas que tentaram manifestar-se contra os resultados eleitorais parlamentares de domingo em São Petersburgo e Moscovo.
Segundo fonte oficial, citada pela imprensa local, a polícia deteve em São Petersburgo mais de 70 pessoas.
O correspondente do jornal eletrónico Fontanka.ru escreve que as detenções continuam e são feitas quando os manifestantes começam a gritar palavras de ordem contra o poder.
Na manifestação, não autorizada pelos poderes locais, participam cerca de mil pessoas que consideram que os resultados das eleições foram “falsificados”.
Na capital russa, um grupo pouco numeroso de jovens tentou manifestar-se na Praça Triunfalnaia, mas foram rapidamente cercados por um grande número de polícias que se encontravam no local.
Entre os cerca de dez detidos encontrava-se o fotógrafo da revista russa Itogui, não obstante ele se ter identificado à polícia.
O canal de televisão Rossia foi o único canal controlado pelo Kremlin que mostrou imagens das manifestações que tiveram lugar na segunda e terça-feira.
As imagens das manifestações em Moscovo hoje difundidas são acompanhadas do comentário de que as ações contra o governo podem ser “funestas para o país”.
Depois, seguem-se imagens de confrontos entre polícias e manifestantes na Grécia com o comentário “por isso são duramente reprimidas na maioria dos países do mundo”.
As eleições legislativas de domingo ficaram marcadas por uma perda significativa de votos da parte do Partido Rússia Unida, dirigido por Vladimir Putin e Dmitri Medvedev, bem como por numerosas infrações, denunciadas pela oposição e observadores internacionais.

8 comentários:

Zhirinovsky Iskander! disse...

Cadeia para esses baderneiros. Eles jogam contra a Rùssia, são pessoas desocupadas...

Anónimo disse...

É absolutamente necessário denunciar sem parar esta fraude e os seus nojentos benificiários em todas as instancias internacionais. Se os russos não se mexem e não seguem Gorbatchov, p. ex., estão condenados a ser a escumalha do planeta.
Mandem o Putinmedvedev para a putinamedvedeva que o pariu!

Luis Carlos de Cordeiro disse...

Bem, o jogo mudo de lado como sempre. Agora a futura primavera arabe chega dentro da Russia, na forma de protestos contra uma possivel sacanagem nas eleições. Vamos supor, apenas suposição, de que a policia russa faça uma forte repressão que venha a trazer algumas mortes e feridos. Seria os EUA capaz de pedir um corredor humanitário ou sugestionar uma intervenção da OTAN na Russia. Pago pra ver qual pais será o primeiro a arriscar seu pescoço.

Pippo disse...

JM, na Rússia, que todos dizem ser um país "ditatorial", há detenções;

Em Portugal, que parece ser um país livre e democrático, as autoridades infiltram polícias nas manifestações para operarem como agentes provocadores e depois efectuarem detenções.

Não estou a debitar de cor, pode verifica-lo aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=8mrlu_tasRc

Qual é então a diferença entre os dois países?

Europeísta disse...

Engraçado! As manifestações em favor do partido de Putin ao lado do Kremlin não foram reprimidas.

É fácil roubar e ter uma legião de defensores justificando plenamente seus atos. Faça o que vc fizer de errado esses defensores incondicionais desprovidos de qualquer juízo moral jamais se colocarão contra vc, não tem o menor senso crítico.

A Rússia se intromete nas eleições dos países da antiga URSS quando quer e agora quer dizer quem pode e quem não pode se meter em seus assuntos.

Sem desonestidades ou mau caratistmo, os russófilos devem admitir que houve fraudes gritantes. Negar isso ou é cegueira ou desonestidades (talvez os 2?). O mais justo a se fazer é anular essas eleições e convocar novas eleições parlamentares. O próprio Mikail Gorbatchev admitiu isso.

No próximo sábado haverá uma grande manifestação contra a fraude eleitoral. Certamente o Kremlin orgazinará uma outra manifestação paralela em seu favor. Essa não será reprimida mas a primeira...

O que mais me choca é a total parcialidade dos meios de comunicação. A grande maioria ignora por completo os acontecimentos da primavera russa. Na versão portuguesa do site da Voz da Rússia, apenas as manifestações pró-Kremlin tiveram cobertura.

Anónimo disse...

Para aqueles que dizem que a Rússia nunca invadiu ninguém:

http://noticiasdaucrania.blogspot.com/2011/12/belicismo-russo.html

Todas as invasões guerras em que a Rússia estve envolvida ao longo de sua história.

Wandard disse...

"Qual é então a diferença entre os dois países?"

Pippo,

A diferença não está entre os dois países, pois isso não acontece somente em Portugal, acontece nos demais países do mundo. No Brasil, por exemplo paradas gay, disturbios em campus universitário em defesa da maconha e brigas em virtude de decisões de campeonatos de futebol são as reais manifestações espontâneas da população, arrastam milhares de pessoas. Mas manifestações contra a corrupção, como a que tivemos há pouco mais de dois meses reuniu meia dúzia de gatos pingados. Protestos como os que estão ocorrendo na Rússia, aqui neste país, só ocorrem quando parte da própria força política interessada, disfarçados através de "ongs" e escondendo sua verdadeira face, que são os interêsses estrangeiros; e como já virou lugar comum no país comandado pela conjuntura política atual, corrupção, roubo, desvios de verbas, impunidade............ e por parte do povo "inércia" ou "ignorância", não por não terem conhecimento ou discernimento pois existe uma camada da população bem esclarecida mas sim pela absoluta falta de politização e total descaso, mais ou menos seguindo a lei "que o mundo termine em barranco, para eu morrer encostado", esta é a verdadeira face do povo brasileiro desde sua origem. E os referidos protestos russos também são organizados por forças políticas e a maior parte delas financiadas por "organizações disfarçadas" cujo dinheiro vem das nações da Otan, não preciso dizer quais são, pois os senhores que aqui frequentam, a não ser que sofram de paralisia mental sabem muito bem quais são. As fraudes podem realmente ter ocorrido, quero saber aonde não ocorre, ocorreu na pérola da colonização europeia, caso contrário Al Gore teria sido presidente, mas não vimos protestos e intromissão dos países europeus, da Rússia, nem muito menos a persistência de jornalistas tendenciosos se esforçando em publicar as notícias devidamente recortadas e incisivas sobre o assunto, a mídia não gastou tempo em horários nobres falando sobre o assunto de forma sensacionalista. Mas como se trata do único país que se opõe de forma clara ao expansionismo americano e europeu, oooohhhh.

Wandard disse...

"Qual é então a diferença entre os dois países?"

Pippo,

A diferença não está entre os dois países, pois isso não acontece somente em Portugal, acontece nos demais países do mundo. No Brasil, por exemplo paradas gay, disturbios em campus universitário em defesa da maconha e brigas em virtude de decisões de campeonatos de futebol são as reais manifestações espontâneas da população, arrastam milhares de pessoas. Mas manifestações contra a corrupção, como a que tivemos há pouco mais de dois meses reuniu meia dúzia de gatos pingados. Protestos como os que estão ocorrendo na Rússia, aqui neste país, só ocorrem quando parte da própria força política interessada, disfarçados através de "ongs" e escondendo sua verdadeira face, que são os interêsses estrangeiros; e como já virou lugar comum no país comandado pela conjuntura política atual, corrupção, roubo, desvios de verbas, impunidade............ e por parte do povo "inércia" ou "ignorância", não por não terem conhecimento ou discernimento pois existe uma camada da população bem esclarecida mas sim pela absoluta falta de politização e total descaso, mais ou menos seguindo a lei "que o mundo termine em barranco, para eu morrer encostado", esta é a verdadeira face do povo brasileiro desde sua origem. E os referidos protestos russos também são organizados por forças políticas e a maior parte delas financiadas por "organizações disfarçadas" cujo dinheiro vem das nações da Otan, não preciso dizer quais são, pois os senhores que aqui frequentam, a não ser que sofram de paralisia mental sabem muito bem quais são. As fraudes podem realmente ter ocorrido, quero saber aonde não ocorre, ocorreu na pérola da colonização europeia, caso contrário Al Gore teria sido presidente, mas não vimos protestos e intromissão dos países europeus, da Rússia, nem muito menos a persistência de jornalistas tendenciosos se esforçando em publicar as notícias devidamente recortadas e incisivas sobre o assunto, a mídia não gastou tempo em horários nobres falando sobre o assunto de forma sensacionalista. Mas como se trata do único país que se opõe de forma clara ao expansionismo americano e europeu, oooohhhh.