sexta-feira, fevereiro 03, 2012

Regressa Gobbels, estás perdoado!


Caros leitores, não pretendo reabilitar o nazismo ou o seu famigerado porta-voz, mas recorri a essa frase para mostrar o baixo nível a que chegou a propaganda oficial russa para impingir a candidatura de Vladimir Putin ao cargo de Presidente da Rússia.
Sim, sim, trata-se de impingir, tão baixas são essas formas de propaganda.
Começo por reconhecer que, desta vez, as televisões russas controladas pelo Kremlin dão algum tempo de antena aos candidatos da oposição e até dedicam alguns minutos à cobertura das manifestações da oposição. Mas, em contra partida, aumentou bruscamente o tempo de antena dedicada a difamar essa mesma oposição.
Por exemplo, as televisões controladas por Vladimir Putin, pois o Presidente Dmitri Medvedev há muito desapareceu do campo informativo, dedicam programas inteiros a mostrar como é que militantes da oposição foram à Embaixada dos Estados Unidos encontrar-se com o novo embaixador norte-americano, sublinhando, claro está, que se trata de um crime de lesa-majestade. Como se isso fosse um crime!
Os putinistas não duvidam que se trata de uma traição, pois os militantes da oposição foram receber instruções, dinheiro, etc., etc.
A seguir, esses canais passaram a mostrar onde é que os dirigentes da oposição passaram o Ano Novo, e claro que os foram encontrar nas paragens mais longínquas, no meio de Sol e de luxo. Putin e companhia, pelo contrário, devem ter passado as festas entre os milhares de sem-abrigo que existem por essa Rússia a fora.
À medida que se aproxima o início da campanha eleitoral (dia 04 de Fevereiro), o "bombardeamento ideológico" aumenta e torna-se cada vez mais primitivo. O canal televisivo ORT prendou os espectadores com o documentário "Política Fria", dedicado à política externa russa.
Grosso modo, a política externa russa reduz-se ao seguinte: Mikhail Gorbatchov vendeu a URSS ao imperialismo americano, Boris Ieltsin estava disposto a vender a Rússia, mas chegou Vladimir Putin, travou o processo no limiar do precipício e, actualmente, já mostra aos americanos "qual é o lugar deles".
A Rússia dos anos 90 é comparada às regiões mais pobres de África. A descrição da "situação tenebrosa" no país era acompanhada de imagens de mulheres e crianças negras esqueléticas, cobertas de moscas!
Não faltaram também desenhos animados completamente primitivos, onde Putin aparece como um político simples e acaba num super-homem, nem comentadores políticos norte-americanos que confirmam que realmente foi Vladimir Putin que salvou a Rússia do domínio norte-americano, que a Rússia é uma fortaleza cercada de inimigos e que Obama não dorme descansado porque a Rússia voltou a ser o principal rival!
A China, essa, não aparece no mapa, para já não falar da União Europeia! A bipolaridade da guerra fria!!!
Eu já assisti a muitos tipos de propaganda, mas a actual ultrapassa todos os limites do sensato e razoável. Não receio mesmo dizer: mete nojo! Provoca vómitos!
Não sou cidadão russo e, por conseguinte, não tenho direito a voto, mas, se tivesse, votaria em qualquer dos candidatos para me ver livre deste pesadelo.
A propaganda oficial russa certamente está convencida de que a maioria dos cidadãos engole este tipo de isco, mas pode-se enganar, pois trata-se de um produto completamente intragável.
Nessa propaganda, Putin começa a assemelhar-se cada vez mais a um déspota oriental tipo Kim Jong-Il ou Kadhafi, omnipotente, omnipresente...
Vladimir Putin afirma que quer vencer eleições limpas e transparentes, mas, a julgar pela campanha pré-eleitoral, elas não serão nem uma coisa, nem outra. O escrutínio não se resume apenas ao dia das eleições, mas também à igualdade de possibilidades dos candidatos durante a campanha eleitoral e à contagem de votos depois do encerramento das urnas.
A julgar pelo ataque propagandístico lançado por Putin e companhia, a vitória vai ser conseguida com o emprego dos métodos mais sujos e à primeira volta para que "não restem dúvidas".
Mas depois? O que vai acontecer depois? Isso já não interessa aos actuais líderes, pois estes nunca esperam o pior. É pena...

26 comentários:

PEDRO disse...

Apesar de algumas decepções ainda acho o Putin o melhor dos candidatos.
em relação á propaganda é evidente que existe e sempre existiu em todo o lado.
Vejam como na América os média lidam com o candidato republicano Ron Paul.

Em relação á questão dos anos 90, é evidente que os promotores da campanha de Putin tem de aproveitar o facto de ter sido Putin que reverteu (embora ainda pudesse ter feito melhor) a situação de calamidade.
Ou estariam á espera que o Putin e seus muchachos fizessem campanha contra eles próprios?

Jose Milhazes disse...

Caro Pedro, a pouca vergonha devia ter limites. Não se pode considerar eternamente um povo um bando de idiotas e atrasados mentais. Nem na Rússia, nem em parte alguma.

PEDRO disse...

José Milhazes,

Eu concordo em absoluto com o que diz. Só que eu não acho, embora não conheça bem o que se passa na Rússia, seja um fenómeno exclusivo desse pais.

Nós por cá somos constantemente aldrabados e também querem fazer de nós parvos constantemente.

E já agora a própria oposição controlada acho que foi uma ideia que os Russos importaram de fora. Tal como o comunismo veio de fora.

E nós nem oposição temos, porque aqui a oposição(PS ou PSD) é exactamente igual ao Governo (PS ou PSD). E os restantes são cassetes ambulantes.

Não me lembro de nenhum sistema politico justo e preocupado com os cidadãos. Exceptuando talvez o governo verde (Jhamaria) de Kaddafi na Líbia.

Anónimo disse...

Putin não pode largar o poder, porque o nível de monstrosidade a que chegou não lhe permite sobreviver fora dele. Os russos nem sonham as barbaridades cometidas pela corja do Kremlin. Aliás. alguns já sabem e estão horrorizados.Digamos que Stalin ao pé disto era um aprendiz. Pensem no mais horrível e estarão perto. Da Rússia nunca veio nada de bom. Primeiro eram escravos dos czares, depois dos comunistas, e agora dos satânicos. Para bom entendedor...

PEDRO disse...

"agora dos satânicos. Para bom entendedor".

Não me diga que pertencem á Maçonaria!.
Ou ao "Skul And Bones", por onde passaram grande parte dos presidentes americanos.

Ou ainda ao "Bohemian Grove", onde Poderosos, Banqueiros, magnatas da comunicação social e gentes da Casa Branca incluindo Presidentes se divertem com rituais de sacrifícios humanos (Reais ou com um boneco) em amena cavaqueira.

Existe um video que um individuo fez com um câmara oculta no youtube e que mostra estes grandes democratas a gozarem os prazeres da vida. Não vejam o video se forem muito sensíveis.

E podíamos ainda falar do Clube Bilderberg ou o CFR. E estes clubes são só para países ocidentais.

Se assim for digamos que os políticos russos são iguais aos Ocidentais. E se for verdade é uma grande porcaria.

Mas ainda que acredite que todos os políticos são uma corja de corruptos, nunca poderemos comparar a desumanidade dos Russos, Iranianos, ou Chineses ou Sirios, com Americanos, Ingleses e outros cães de fila, que ao longo de vários anos tem levado a destruição e submissão a milhões de pessoas e a todos os cantos do mundo.

Se calhar os políticos Russos fazem maldades ao seu próprio povo, mas os governos ocidentais fazem mal aos próprios povos e ainda lhes sobra tempo para matarem ao milhões pelo mundo fora para depois poderem controlar os seus governos.

Entenda-se que quando falo em Russos, Americanos ou outros refiro-me obviamente aos governos e máfias financeiras que os rodeiam e não aos respectivos povos, estes respeito todos por igual.

Fernando Negro disse...

"Não se pode considerar eternamente um povo um bando de idiotas e atrasados mentais. Nem na Rússia, nem em parte alguma."

Diga isso aos políticos portugueses...

Que dizem que esta crise se vai resolver com pastéis-de-nata, que a facilitação dos despedimentos e a destruição dos direitos laborais são para aumentar o número de empregos e para melhorar as condições de vida, que a facilitação dos despejos é para aumentar o número de pessoas com habitação arrendada, que dizem que querem aumentar a produtividade, enquanto destroem o tecido industrial do país, e que a melhor maneira de resolver os vários problemas talvez seja "suspender a Democracia" (temporariamente, claro)...

E diga-o também a quem neles vota...

O povo português que, na sua infinita sabedoria e inteligência, de quem levou quase o mesmo tempo que os russos a adoptar a Democracia (que, de qualquer modo, no nosso caso, já não deverá durar muito tempo), vai nestas cantigas todas...

O Putin, com todos os seus defeitos - que acredito que tenha muitos e que trate os seus súbditos como descreve neste blogue - é, ainda assim, a única coisa que impede a Rússia de cair nas mãos da chamada "Nova Ordem Mundial" e de ser destruída, enquanto estado-nação que realmente cuida dos seus cidadãos. E o que é dito pela propaganda oficial sobre o facto dos anteriores presidentes terem sido fantoches do imperialismo americano - instrumento dessa "Nova Ordem Mundial" - é verdade. Ainda que essa mesma propaganda exagere nas descrições.

O Putin pode ser mau. Mas é, neste momento, melhor que todos os líderes ocidentais combinados. Porque aí, ainda é na melhoria das condições de vida que se pensa. Enquanto que, por aqui, já há quem avise que vai passar fome.

Tratar os cidadãos como estúpidos é o que todos os políticos fazem. Pois é dessa maneira que estes últimos querem ser tratados e é isso que repetidamente admitem ser.

A "democracia representativa" (para mim, uma contradição em termos...) pouco mais é do que a repetida afirmação e reconhecimento, nas cabines de voto, por parte dos cidadãos, da sua própria estupidez - de quem ainda se considera uma criança e que é incapaz de se informar, pensar por si próprio/a e decidir sobre o que é realmente importante - da qual as pessoas mais inteligentes se aproveitam.

"Votem carneiros..." é o que penso de cada vez que oiço falar em eleições.
E "Dêem cabo disto tudo..." é o que penso de cada vez que oiço falar delas em Portugal, sabendo já que a maioria das pessoas irá votar nessa mesma "Nova Ordem Mundial", que esta sociedade irá destruir e que um grande número de pessoas que dela fazem parte irá exterminar.

Bem gostava eu de saber falar russo e estar, neste momento, bem estabelecido por aí. Você nem imagina a sorte que tem.
Não sei se sabe o quão más estão a ficar as coisas por cá, mas garanto-lhe que na Rússia está-se, neste momento, muito melhor do que aqui.
E tivesse eu aí emprego, era bem capaz de me mudar.

(Perdoem-me o politicamente incorrecto. Não quero insultar ninguém. Mas a revolta que tudo isto me gera, não me faz querer muito comportar segundo os padrões de quem, à minha volta, destrói o meu futuro...)

Wandard disse...

"Não se pode considerar eternamente um povo um bando de idiotas e atrasados mentais. Nem na Rússia, nem em parte alguma."

Plenamente de acordo, e acima de tudo a imprensa deveria ser a maior contribuinte para que isso não ocorresse, mas segue exatamente o caminho contrário e se torna a relações públicas dos interesses governamentais como acontece com a mídia europeia, americana, brasileira.......

As ONG's, fazem o mesmo papel da mídia e também viram agentes das campanhas governamentais(UE/EUA)contra os seus opositores.

Até a ONU, divulga e torna factíveis relatórios montados com depoimentos de supostos dicidentes, ongs de direitos humanos, sem comprovação e a imprensa divulga como se fosse verdade comprovada, ou seja.

FACTÓIDES

Realmente não se pode considerar o povo com idiotas, mas todos continuam tratando o povo como débeis mentais a a mídia, principalmente a ocidental possui know how técnico insuperável.

Anónimo disse...

Neste blog, infelizmente já se perdeu totalmente o sentido da realidade, a começar nos artigos de ódio do dono até aos comentadores delirantes.

PEDRO disse...

Fernando Negro.

Não tenha medo. Nem vergonha.
Aquilo que você disse há muita gente que pensa mas encolhe-se porque não é conveniente ir contra o sistema.

Os nossos média espezinham-se todos para nos fazer crer que somos os melhores e mais democráticos, e que é prudente bombardear países islâmicos que nunca nos fizeram qualquer mal porque um dia podem vir a fazer-nos mal. Que lógica ein!.

Por irónico que pareça isto é igual ao que se fazia na idade média, em que os índios das amaricas eram considerados satânicos, pois não seguiam os ditames da igreja.
Coitados, que culpa tiveram eles de Jesus Cristo não os ter visitado e lhes passar a boa nova.

Não temos de ter medo de ignorantes broncos e casmurros, como aparecem aqui muitos. Eles são fraquinhos. São insignificantes.

Eles são arrogantes porque talvez sintam as costas quentes. O sistema está do lado destes ignorantes (e anónimos).

Dos que acreditam em tudo que venha da América, de Holyhood, da CNN, da obesidade e do Deus mercado é bom. Há mentecaptos que todos os dias vão ver como está a bolsa.

E também é cómico ouvir associar o Rotulo de ciência e de progresso tecnológico ás democracias do ocidente. Foi a URSS que enviou um homem ao espaço pela primeira vez. Ou não sabiam disso?

Mas no fundo esta cultura tecnológica é apenas algo que serve para vender e vender mais,sempre mais. A Tecnologia mais avançada sempre foi censurada pelos poderosos. Pesquisem Tesla.

E ainda para imporem ás pessoas que comam porcarias GMO, da grandiosa Monsanto que até já recorre a exercitos privados(blakwater) para defender os seus interesses. E em consequência milhares de agricultores da Índia cometeram suicídio porque não conseguiram produzir o que a Monsanto lhe prometeu e se afundaram em dividas.


Se alguém parar um pouco e ignorar as TV's para pensar será que consegue descortinar diferenças entre PSD e PS, ou Democratas e Republicanos nos EUA, verá que ficam baralhados.

Esta nojeira da dialéctica esquerda/Direita tornam qualquer pessoa que lhes adere como Zombies. Deixam de poder ver a realidade como é mas sim de acordo com certos preconceitos dessa dialetica esquerda/direita.
A mim mete-me nojo o tal referencial erquerda-direita. Só leva a caminhos sem destino.
Este referencial, foi inventado precisamente para isso, para engaiolar mentalmente as pessoas.

Agora vamos a factos estonteantes:

O Comunismo, uma ideologia tenebrosa que os Heróis, Tetcher, Reagan e J.Paulo II supostamente venceram.
Mas essa ideologia foi apoiada pela CIA no Cambodja, ou seja os Kmer Vermelhos eram amigos do tio Sam e mataram milhões de pessoas.

Ou então a AL-Quaeda supostamente o maior inimigo dos EUA que agora é apoiada pelo ocidente na Líbia e na Siria. E que antes o fora no afeganistão contra a URSS.
Ou seja a Al-Quaeda é e sempre foi algo originado na CIA e pelos poderes Ocidentais. E que brilhantemente usam para nos enganar em relação ao terrorismo, este que só existe porque os poderes imundos assim o querem. Ou seja os monarcas da finança privada.

Anónimo disse...

Ó Pedro, quando lhe torturarem e matarem a família porque Putin quer a vida eterna, depois falamos. Até lá cale-se, porque não sabe do que fala. Felizmente, quem interessa no mundo vai sabendo...

Jose Milhazes disse...

Leitor anónimo, não nos quer fazer voltar à realidade? Escreva a sua opinião e envie. Mostre-nos a verdade.

@kosk_orr disse...

«Pra não dizer que não falei das flores» : Acho que devemos olhar com atenção para a história da Ditadura Militar No Brasil em ligação com os atos criminosos praticados por agentes policiais no Cazaquistão.

Gilberto Mucio disse...

A culpa é da oposição que não existe.

E não existe porque nefastos politicamente, além de cretinos. Mais isso do que o controle do governo sobre as mídias.

Quem o povo vai ouvir? Os Nemtsovs da vida? Faz-me rir... Não adianta. O povo não gosta deles. Todo mundo sabe(até quem vota neles) que são imorais, corruptos e vendidos.

O único partido que existe é o PCFR, que tem patrimônio político, mas seus líderes são uns burocratas caquéticos e covardões.

O povo é órfão de política na Rússia.

Não tem jeito.

Fernando Negro disse...

Pedro:

Medo, nunca tive.
E não foi por isso que desisti de lutar neste país.
O que já não tenho é paciência para este país de broncos e cobardes.
Que, por pior que estejam as coisas, só sabem é falar de futebol, engolir mentiras e encolher os ombros.
(Não me orgulho é do que escrevi na parte final do meu anterior comentário... Mas foi o que me saiu...)

É tal como você diz...
Esta falsa dicotomia da "esquerda-direita", com a qual se tenta camuflar o Bloco Central é, de facto, planeada. O historiador Carroll Quigley, que teve acesso a documentos bem guardados de um dos grupos que governa nos bastidores, responsável também pela construção desta falsa realidade, com que nos tentam lavar ao cérebro, denunciou-o num livro que foi alvo de uma tentativa de sabotagem.
Mas nem é preciso saber da existência deste livro, para ter conhecimento disto. Qualquer pessoa que, tal como você diz, pare para pensar um pouco, repara nisso. E já eu próprio o dizia, antes de saber o quão feitos estão os políticos do Bloco Central com os interesses económicos.

O Comunismo (ou o Socialismo, segundo Marx e Engels), acreditem ou não (e esta parte deverá interessar muito ao autor deste blogue), foi mais do que apoiado, em certos países, pelos grandes interesses económicos.
O Comunismo - e eu sei o quão difícil será de acreditar nisto, para um iniciado nesta história (mas, se tiverem dúvidas, é só se informarem sobre o que falo) - foi uma invenção desses mesmos interesses económicos. Que nunca quiseram implementar esta ideologia na sua totalidade. Mas sim, usá-la como antítese ao Capitalismo, para, conjuntamente com este último, no bom uso da chamada "Dialéctica Hegeliana", criar a síntese desejada por quem inventou a ideologia comunista, que é uma mistura de Capitalismo com Comunismo. Uma sociedade Fascista, semelhante ao Nazismo.
(Se quiserem saber a história toda, podem começar por aqui.)

A al-Qaeda foi, e ainda é, mais do que apoiada pela CIA. A al-Qaeda é a CIA. (Há até quem faça a piada "al-CIAda"...)
Este conhecido suposto grupo terrorista não existe, enquanto organização independente. E é tal com o inimigo imaginário da conhecida obra de Orwell. Serve, entre outras coisas, para justificar esta nova "Guerra Contra o Terrorismo" que é também, na verdade, uma guerra contra a população em geral e contra os mais fundamentais direitos que fazem a diferença entre viver numa sociedade verdadeiramente Livre e viver subjugado a uma nova forma de Tirania.
(Consultem estas colocações.)

Mais...
Você nem imagina o quão certo está em usar o termos "monarcas".
As principais famílias envolvidas nisto tudo, nem são os multimilionários que aparecem na revista Forbes e afins.
Os verdadeiros ricos são as velhas famílias reais, e restantes membros da dita "nobreza", que andam há séculos a acumular riqueza, de forma discreta, e que preferem manter-se na sombra.
E os supostos ricos, que são conhecidos e falados pela populaçao em geral, são meros lacaios destes verdadeiros ricos, que têm fortunas imensas, que a maior parte das pessoas nem imagina.
(Leiam isto.)

(Mas este última parte talvez já seja estar a avançar demasiado nesta história... Quem quiser saber do que falo, dê uma espreitadela no meu blogue.)

Fernando Negro disse...

Mas já que é de reescrever a História, recente e não só, que falamos - e por ter constatado que o autor deste blogue é, também ele, um historiador - aproveito para deixar aqui algumas recomendações para boas fontes, que falam sobre a verdadeira História, ainda desconhecida por muitos.

O historiador Carrol Quigley, estava feito com os interesses, e fazia parte dos círculos elitistas, de que falei. Por isso é que teve acesso aos mencionados documentos. E por isso é que a denúncia que fez no seu livro também não é nada por aí além. (Além de que o livro que escreveu, por ser muito volumoso, foi claramente escrito para as elites políticas.)

Mas se quiserem ler obras de historiadores que denunciam a sério o que realmente se passa, e passou, o historiador Webster Tarpley - frequente convidado para comentar notícias na RT ("Russia Today") - tem, por exemplo, um livro gratuito no seu blogue, em que fala da relação entre as famílias da dita "nobreza" e o Império Anglo-Americano que tenta governar o mundo, de modo visível e também na sombra.

Para quem se der mal com a língua inglesa, algumas das obras do investigador Antony Sutton - incluindo a que fala sobre quem financiou a Revolução Bolchevique - de tão importantes que obviamente são, foram traduzidas para russo. Consultem as hiperligações no final da sua página na Wikipedia.

Caso fiquem interessados, preparam-se para uma experiência alucinante, que irá mudar, de modo considerável, a vossa percepção de realidade.

Anónimo disse...

Fernando Negro, que grandes investigações, hein? Com que então Al-CIAda? Pois eu só ouvi falar em Al-Kremlin. Já agora vá à procura de ver quem manda nos terroristas do Cáucaso, inclusive nas viuvas dos atentados de Moscovo. Olha que coincidência:também é a Al-Kremlin. Quem diria que era o Putin que manda no mundo, hein? E fiquemo-nos por aqui, que o mundo é grande e hoje não estou para mais Al-listas.

Fernando Negro disse...

Nos terroristas do Cáucaso manda também a CIA e afins.
Os terroristas chechenos eram, tal como os terroristas do UÇK que deram origem à Guerra do Kosovo, treinados em campos da Al-CIAda no Afeganistão. E o verdadeiro objectivo da campanha chechena era, ou ainda é, claramente, impedir o acesso russo às reservas de hidrocarbonetos da Ásia Central.
Procurem por um mapa que mostre as regiões predominantemente islâmicas na Ásia Central e procurem depois por um mapa que mostre os oleodutos e gasodutos existentes nessa mesma Ásia Central. Vão poder constatar a muito interessante e curiosa situação em que se encontra o território checheno.
Trata-se de um método conhecido como "racismo estratégico". Que consiste, no caso da Ásia Central, em radicalizar e lavar ao cérebro as populações islâmicas locais para que estas travem guerras de independência e religiosas contra os russos, convencidas de que se trata de uma "guerra santa" ou para melhorar as suas condições de vida.
(Pesquisem sobre os termos-chave do que falo em, ou consultem, este sítio e este.)

Jest nas Wielu disse...

Tudo isso (e muito mais) foi previsto pelo George Orwell no seu romance “1984”, deveriam lê-lo e relê-lo!

Fernando Negro disse...

George Orwell não "previu", propriamente, o que hoje em dia vemos acontecer.
Ele foi mais um que teve acesso a documentos que a maioria das pessoas desconhece...
O que ele descrevia, era sim o que as elites, na altura, estavam já a planear implementar, nesta época que estamos agora a viver.
(http://blackfernando.blogspot.com/2011/06/leiam-leiam-enquanto-podem.html?showComment=1309266934091#c7219418418426359068)

PEDRO disse...

Fernando Negro,

O seu blogue é muito interessante.
Eu conheço muitos blogs e sites que abordam essas temáticas, mas é tudo em inglês.
Parabéns.

Anónimo disse...

Ó Negro, basta ver o seu avatar para ver que é cobra com o rabo na boca.
É Putin que controla o terrorismo internacional, inclusivé o 11 de Setembro. Quem deitou a baixo a Torre 7 foi o querido KGB, a sua maior obra prima, a vingança por causa da guerra fria. Felizmente, há muitos americanos importantes que sabem disto. A coisa já teve para ter resposta, e terá de a ter, até porque Putin não vai nunca abandonar o poder. Só sai de lá morto. E já tentaram, mas não conseguiram. Cheira-me que será para a próxima, porque provou-se que têm razão e não haverá ninguém a impedi-los desta vez.
E agora dê mais uma voltinha, porque não tem outro remédio, cada um come do que gosta...

PEDRO disse...

"Quem deitou a baixo a Torre 7 foi o querido KGB"

Foi só a Torre 7 ?
Caramba, isto está a ficar confuso.
E então quem deitou as outras duas?
Terá sido o Amedinejado? Ou o Kaddafi?

Mas os americanos sabem que foi o Putin que amandou as torres abaixo e portanto para se vingarem do Putin atacam o Afeganistão e o Iraque.
Estes estrategas Americanos estão muito á frente.

Anónimo disse...

Grande inteligência, Pedro, sem informação mais uma vez a mandar postas de pescadas. As duas torres ( 1 e 2) as grandes cairam devido ao fogo, a 5 também foi atingida, mas a 7 não; caiu por implosão. Era suposto ser um dos edifícios mais seguros do país, com todos os serviços de segurança lá dentro. Claro que foram americanos, traidores, mafiosos, que dinamitaram a coisa, só que trabalham todos para o mesmo. O 11 de setembro foi organizado na alemanha, com gente recrutada pelo KGB, gente islâmica claro. O Bim Laden era um fantoche, como outros, aquele DuKu, que até o nome parece ter sido tirado da Guerra das Estrelas de uma figura em tudo semelhante. Que os americanos só muito depois tenham vindo a saber disto e o tenham tapado é óbvio. Vão atacar a Rússia? Temos a destruição do planeta numa guerra nuclear. A solução tem de ser outra e quem a ferros mata, a ferros terá de morrer.E por aqui ficamos, que de tanto falar de trampa, já cheira mal.

PEDRO disse...

"Que os americanos só muito depois tenham vindo a saber disto e o tenham tapado é óbvio. Vão atacar a Rússia? Temos a destruição do planeta numa guerra nuclear."

Eu sei que este anónimo anda aqui apenas para provocar. Para mandar umas bocas e ver a reacção do resto do pessoal. Eu sei o que é isso. Eu também fiz coisas semelhantes quando era mais jovem e nos primórdios da Internet.


E Portanto os amaricanos sabendo que o 11/Set foi congeminado pelos Russos do KGB para disfarçar e evitar uma guerra nuclear toca a bombardear o Afeganistão e o Iraque.
Eu já o disse os Amaricanos estão 30 anos á frente em estratégia militar. Nunca os Russos maquiavélicos como são iriam rever tal movimentação.

Europeísta disse...

Éu acho muito mais adequado ele ser comparado com outros personagens ditatorias da nossa história. Esses são muito mais próximos dele que estes aí da passeata, esses são "fichinha" perto de Putin.

Wagner disse...

Cara

A propaganda oficial da Rússia ESTÁ ABSOLUTAMENTE CORRETA.

Vc sabe disso.

Sem Putin, o país será entregue novamebte a caras como Gorbatchev e Yeltsin, esses liberais de emrda que vc tanto gosta.

E tudo será destruído novamente.

reclame o quanto quiser, a KGB está no poder novamente e a Rússia será grande mais uma vez !

BABACA !!