terça-feira, março 06, 2012

Mikhail Gorbachov descontente com resultado das presidenciais

  O antigo Presidente da União Soviética, Mikhail Gorbachov, criticou hoje a forma como decorreram as eleições presidenciais de domingo na Rússia.
"Fiquei surpreendido ao ver Moscovo cheia de autocarros que trouxeram pessoas de longe. Ainda só tinham sido anunciados resultados provisórios, mas eles (apoiantes de Vladimir Putin) já festejavam a vitória", declarou Gorbachov numa entrevista à rádio Eco de Moscovo.
O antigo líder soviético criticou a forma como o candidato vencedor tratou os seus adversários políticos.
"Fiquei surpreendido quando ele caraterizou cidadãos como traidores. Isso é uma ofensa, é preciso pedir desculpa", frisou.
O pai das reformas na URSS recusou-se a responder em quem votou, mas notou: "juntou-se um grupo tal que não fiquei satisfeito com nenhum dos candidatos".
Dmitri Muratov, diretor do jornal russo Novaya Gazeta que participou na mesma entrevista, revelou que contagens de votos realizadas por organizações independentes mostram que a votação real em Putin, que deixará o cargo de primeiro-ministro para passar a Presidente, foi menor em 13-14 por cento dos votos do que a anunciada.
Gorbachov considerou que todas as queixas de fraude devem ser investigadas.
Segundo dados oficiais, Putin venceu as presidenciais à primeira volta com cerca de 63 por cento dos votos.
O atual primeiro-ministro russo admitiu hoje que foram cometidas infrações durante o escrutínio e exigiu que fossem corrigidas.
"Claro que houve infrações e devem ser corrigidas para deixar tudo claro", declarou Putin no centro de escrutínio eleitoral.

15 comentários:

Fernando Negro disse...

Não havia de estar...
Traidor da Rússia e fantoche do Comité dos 300. ("Ups... Não digam este último termo em frente às câmaras da CNN...")
"Contagens de votos realizadas por organizações 'independentes'"... Financiadas por quem?
Boa sorte a tentar contestar as gravações de vídeo das salas de voto, fantoches do Ocidente.
Toma lá e embrulha, Gorbachev! :)
Viva a Rússia LIVRE da Nova Ordem Mundial!

PEDRO disse...

Este badameco ainda fala?

Este cidadão inglês que fale sobre a politica da Inglaterra, dos EUA e da sua propaganda goebliana.

Até ouvi dizer que tinha uma casa cá em Portugal, em Tróia. Vive á grande e á francesa, pago sabe-se lá por quem, pelo trabalho sujo que fez ao leme da URSS.

Ainda á gente que ouve este patego?

Голос революции disse...

TRAIDO DA RÚSSIA! AGENTE DA CIA!!! O RESPONSÁVEL POR LARGAR O POVO RUSSO NA FOME E NA MISÉRIA DURANTE OS ANOS 90...

ELE DESTRUIU O REGIME, AGORA O MUNDO TEM QUE ENGOLIR AS IMPOSIÇÕES OCIDENTAIS, NÃO HÁ UM CONTRA-BALANÇO...

TRAIDOR, GUILHOTINA, GUILHOTINA PARA O TRAIDOR!!!

@kosk_orr disse...

Não importa se a votação real em Putin “foi menor em 13-14 por cento dos votos do que a anunciada”, o que importa, e que o povo ira perde a esperança quando verem a reprodução da corrupção sistêmica com todas as espécies de indignidades.
"Oh, esses caras de novo ?!"

Wandard disse...

Aos 81 anos, o celebrado ex-secretário do PCUS, homem que registrou na história expressões da língua russa como "glasnost" e "perestroyka", prêmio nobel da paz em 1990 e último presidente da União Soviética, figura que se tornou a alegria dos Eua e aliados da Otan, e foi o arquiteto da quase desintegração da Rússia, o operário do processo foi o falecido etílico Ieltsin. Infelizmente ele ainda fala, mas outros também o fazem, porém todos ainda podem engolir e é o que terão de fazer, engolir a realidade do presidente eleito e a frustração de que a Rússia continuará impedindo seus plamos de expansão.

Operação cenoura de ouro disse...

13 % menos daria ou não 2ª. volta?
E se desse com quem seria?
De certeza que quem foi mais roubado foi o comunista?
Certamente foram todos, mas terá sido Prokhorov o mais afectado. Em Moscovo teria andado muito perto de Putin e no total teria tido exactamente esses 13% de votos. Foi uma lição para quem andou a flirtar com o poder, porque Medvedev é escravo de Putin, como todos os outros. Se alguém sabe disso com propriedade sou eu.
A seguir aos resultados, Putin fez constar que lhe telefonou dando autorização para a criação de um novo partido (só mesmo um sem vergonha total faz uma destas!); elogiou a toda a gente repetidamente as suas qualidades, insinuando até que deve ser ele a lideral a oposição de rua; e agora oferece-lhe um lugar no futuro governo. Só falta mesmo dar-lhe uma das filhas para casar, o que até já constou em muitos meios. Os media já falam de que será o sucessor futuro. Só falta o homem dizer YES.
------------------
Resumindo, relembrando o que disse quando soube da sua candidatura: é o mesmo que aconteceu com o partido, é deixá-lo vivo, mas pequeno, para o poderem controlar. Com 13%, e Putin apenas acima dos 50%, a coisa ia ficar um bocadinho democrática de mais para Mordor. Sauron não divide poder. Apenas dá anéis de escravidão.
-----------
Agora é que se vai ver de que metal é feito o homem dos metais, se é apenas grande de altura ou do resto também.

Europeísta disse...

Eu não entendi, vcs elogiam o Putin pq ele pode deter a volta dos comunistas e no entanto criticam o Gorbachov por ter supostamente derrubado ele?

Wandard disse...

A crítica ao Gorbatchev e Ieltsin, pelo menos da minha parte não se relaciona a ideologias políticas, não falei de desintegração da URSS e sim da Rússia. A URSS edtá morta e devidamente bem enterrada, fato histórico, passado e pronto.

Fernando Negro disse...

Eu não elogio Putin, nem sou a favor dele. Apenas digo que ele é um mal menor e fico contente, pelo povo russo, que Putin se mantenha no poder e que os fantoches laranjas do Ocidente não usurpem esse mesmo poder para - tal como diz o próprio Putin, e bem, pois também ele sabe muito bem do que está a falar - destruir a Rússia enquanto estado-nação que realmente cuida dos seus cidadãos e que visa um verdadeiro progresso, e enquanto mais poderoso contra-poder que existe que faz frente - e ainda bem - ao imperialismo hegemónico ocidental.

Tivessem os seus adversários controlados pelo Ocidente tomado o poder, não faltaria muito até que a Rússia voltasse a experienciar a fome e a miséria, como ocorreu no passado, e como começa agora a ser experienciado aqui na Europa.

Não sou a favor das políticas pró-"mercado livre" de Putin, nem sou comunista ou a favor de uma nova URSS. Não concordo sequer com todo este modelo de eleições e "democracia representativa". Mas enquanto for este modelo que os russos quiserem, é segundo estes moldes que aqui discuto. E se critico o Gorbachev e o Ieltsin é por estes serem conhecidos traidores da Rússia, que agindo segundo instruções do Ocidente, deixaram que este se apoderasse da Rússia e deram já uma boa amostra às pessoas deste país do que é a fome e a miséria, causadas por políticas propositadamente más, ditadas por esse mesmo Ocidente.

"Throughout the 1990s the United States - under an exclusive arrangement coordinated by the Harvard Endowment, Goldman Sachs and the U.S Treasury - looted some $300 billion from Russia. During the period from 1989-2001 the population of that country shrank from 165 to 145 million people. As infrastructure collapsed, as services disappeared, as unemployment skyrocketed, as the Ruble collapsed, the life expectancy for a Russian male dropped from 68 to 48 years."

"in the case of Russia, there appears to be almost a kind of collusion which FTW believes, is a part of a larger plan to turn Russia into a non-industrialized, Third World colony. It also appears that the IMF worked in collusion with key Russian leaders to loan billions of dollars, which were immediately moved to BoNY and other institutions as the Russian elites cashed in."

"any rational, non-corrupt political leader in Russia has to question whether the country's friendly relations with Washington are worth the price of continued impoverishment."


Europeísta,

Você vive na Europa? E é a favor da União Europeia?

Se é e está, há já pessoas a passar fome no seu país? Se ainda não há, prepare-se. Pois todos os governos da UE, assim como a própria UE, são controlados pelos mesmos interesses que saquearam a Rússia e que estão agora a saquear a Europa. E será uma questão de tempo até também no seu país começar a haver fome. É que aqui não há nenhum Putin ou partido nacionalista que queira fazer um trabalho minimamente decente e a maior parte da população, de tão estupidificada que está, é incapaz de avançar com alternativas decentes.

Fernando Negro disse...

E digo mais...

Eu, na altura, muito pouco sabia sobre o que se passava na Rússia. E não sei também o quão disto poderá ter sido sugerido pelos média que cobriram o acontecimento. Mas lembro-me relativamente bem das filmagens que vi da surpreendente demissão de Ieltsin e consequente sucessão de Putin. E a mim, o que sempre me pareceu, pela linguagem corporal de ambos, foi que se tratava de um golpe de estado silencioso, com recurso a ameaças. E sabendo o que sei agora sobre o que se passou na Rússia, digo que se Putin ameaçou Ieltsin para lhe suceder no poder, então fez muito bem. E foi uma grande jogada da parte de Putin. Pois o que este último fez, ao tomar o poder, foi salvar o seu país da pilhagem e destruição que ocorria. E vai ficar para a História como o homem que salvou a Rússia, resgatando-a do domínio ocidental e impedindo tais coisas de continuar a ocorrer e de modo definitivo. Desde que lá está, o que este tem feito foi recuperar, em muito, a economia desta, fazer das suas forças armadas talvez as melhores equipadas do Mundo, capazes de fazer frente ao Império Anglo-Americano, e voltar a fazer da Rússia um país de Primeiro Mundo que tem, neste momento, para mim, o mais promissor futuro no Planeta.

(Não só isto, como, o que este possivelmente fez foi também ajudar a salvar todo o mundo ocidental, ao estar a dar uma grande ajuda na campanha que visa denunciar o que realmente se passa nos bastidores da política europeia e norte-americana, contribuindo para a denúncia da "Nova Ordem Mundial", que está a ocorrer em grande força, e que é a verdadeira razão de ser de todas estas recentes leis que visam controlar o que se passa na Internet.)

O Ieltsin foi um traidor que deixou que o seu país fosse pilhado e quase destruído. E o Gorbachev também, pois foi quem abriu as portas ao Ocidente para que tudo isto pudesse acontecer. E sabendo o que sabe hoje Gorbachev que aconteceu, pelos vistos, não lhe pesa nada na consciência. Pois continua metido com as mesmas organizações internacionalistas, controladas pelo Ocidente, que quase destruíram o seu país, assim como envolvido agora com as organizações pseudo-ambientalistas, que na verdade são anti-progresso, controladas por estas mesmas elites ocidentais, a ver se reduz também, desta vez, a população do mundo inteiro, mais uma vez pela fome.

PEDRO disse...

Diz-se hoje que a Rússia em tecnologia militar convencional e civil está 20 anos atrás do Ocidente.

Este atraso tem um rosto: Mikhail Gorbatchov.
Foi ele que ordenou o cancelamento de inúmeros projectos (por motivos financeiros!!!!).
Isto foi nos anos 80. E só em 2000 (Já com Putin) é que alguns foram retomados. Portanto dai os 20 anos.

Fernando Negro disse...

A Rússia tem tecnologia militar que o Ocidente nem sequer tem. E se ficou algo atrasada, relativamente ao planeado, com a crise por que passou, actualmente está, segundo os entendidos, em melhor posição que este para uma possível guerra.

PEDRO disse...

"A Rússia tem tecnologia militar que o Ocidente nem sequer tem"

Uma alta patente do exercito Russo disse há pouco tempo que a Rússia estava 20 anos atrás do Ocidente em termos de armamento convencional(Aviões, Tanques, navios etc).

Mas esse militar a seguir disse também que em termos de tecnologia de Misseis nucleares intercontinentais a Rússia estava 20 anos á frente do Ocidente, quer de lançamento terreste quer por submarino.

Talvez que em ambos os casos estaria a exagerar um pouco.

Mas de facto é interessante analisar isso, pois mesmo no período turbulento do Ieltsin muitos avanços foram feitos nessa área.

E aparentemente a Rússia já dispõe hoje de misseis nucleares Stealth, ou seja de nada valem os escudos anti-misseis pois não os conseguem detectar.

E mesmo em relação a defesas anti-míssil também estão bem, com os sistemas S-300/S-400, e o sistema ABM instalado nos arredores de Moscovo.

Isto parece significar que a Rússia aposta tudo na retaliação Nuclear caso seja invadida. E se houver guerra nuclear quem a iniciar pode contar com a sua aniquilação total.

E por outro lado sublinha a ideia de que a Rússia não é uma nação belicista com intenções de invadir países longínquos, pois não tem meios para tal nem os quer ter pelos vistos, comparado com os Americanos e Ingleses.

Fernando Negro disse...

Obrigado pela informação extra.

Sim. Percebi que você tinha falado apenas em termos de tecnologia convencional. Sobre essa, não sabia. Mas fiquei já a saber um pouco mais, com esta sua elucidação.

É como você e os entendidos dizem. Em termos de mísseis nucleares a afins, a Rússia é claramente superior ao Ocidente. E, a haver uma guerra entre os EUA e a Rússia, no futuro próximo, esta será obviamente nuclear. O que faz da Rússia a mais provável vencedora. (E, caso haja mesmo uma guerra, espero bem que seja a Rússia a ganhar...)

É, de facto, uma questão interessante, a de que você fala, e que despertou a minha curiosidade.

Gostei muito do seu último parágrafo. :)

Anónimo disse...

O maior traidor russo de todos os tempos, um capacho a cumprir ordens do lobby sionista. Tão simples quanto isto.