sábado, maio 12, 2012

As vítimas da fé soviética


Texto traduzido e enviado pelo leitor Jest:

"O fundador da rede social VK.com, russo Pavel Durov, escandalizou a Rússia, postando na sua conta do Twitter, sobre o dia da vitória na “Grande Guerra Patriótica”:

O povo celebra. Naturalmente – 67 anos atrás Estaline defendeu do Hitler o direito de submeter às repressões a população da URSS.

Os usuários russos do twitter se dividiram em dois grupos: a minoria apoiou Durov, a maioria o acusou de “desrespeitar o tema da guerra”. O pugilista russo com a cara intelectual, Nikolay Valuev, informou que mandou fechar as suas contas na rede VK, Durov também foi ameaçado com a violência física. Vários usuários russos prometeram encerrar as suas contas.

A situação originou a discussão sobre o verdadeiro significado do dia 9 de maio: “dia da Vitória” ou “dia da opressão comunista”. O chefe do serviço de imprensa da VK, Vladislav Tsiplukhin, explicou o sucedido de seguinte modo:

O avô do @durov passou por toda a guerra, foi ferido por duas vezes, em jeito de agradecimento sofreu a repressão sem nenhum julgamento. Ele (neto) respeita o Dia da Vitória.

Fonte:

Blogueiro

Um dos meus avós morreu em 1941 defendendo o Leninegrado, outro participou na tomada de Budapeste. Este último me dizia que Estaline não merece estar sepultado na terra, apenas em um buraco nas montanhas, enchido de m-d@... Nenhum deles lutou pelo Estaline."

24 comentários:

Fernando Negro disse...

Já aqui o recomendei, e volto a recomendar...

Se quiserem saber o quão "diferente" era o regime soviético do nazi, vejam o excelente documentário The Soviet Story.

Deixo aqui uma versão não legendada, apenas para despertar o interesse: http://www.youtube.com/watch?v=-TR_az6__Zo

Gilberto Mucio disse...

Baboseira de reacionáriozinho de 5ª categoria, essas comparações de Hitler com Stalin.

Na maioria das vezes quem o faz é um
nazista enrustido.

Ps.: E sou um anti-stalinista convicto.

SOVRENEMNY disse...

O passado só serve para uma coisa: criar datas comemorativas que geram feriados...

As pessoas tem que parar de analizar e viver o passado... O futuro quem irá brotar somos nós!!!

E o povo russo deveria agradecer algumas coisas feitas por Estaline... Se não fosse por Estaline, hoje a Rússia seria uma SERVIA, toda desmembrada em 7 pedaços.

Alias, como disse um tal de Zhrinovsk que comenta aqui nesse website, é isso que o Ocidente quer, que a Rússia se divida em 86 pedaços!!

Ricardo disse...

Isso é relativo, quando em Moscou acontecem manifestações para lembrar o aniversário e morte de Stalin, vários velhos combatentes da Segunda Guerra se apresentam e glorificam Stalin, quando pelo que lemos por aí era para todos odiarem ele.Se não fosse os milhões de mortos na URSS Hitler teria facilmente tomado toda europa ocidental e dificilmente os norte-americanos se arriscaram pela europa.

Jest nas Wielu disse...

Mais info do caso do Pavel Durov no twitter em #ДуровМолодец & #дуровмолодец !

p.s.
Sobre comparações de Hitler com Stalin - primeiro vejam “Soviet Story” e só DEPOIS emitam as opiniões sobre credibilidade das comparações entre dois ditadores...

Jest nas Wielu disse...

2 Ricardo

Usando uma símples aritmética, chegaremos a conclusão que um jovem que em 1941 tinha 18 anos, hoje tem 71 (sem contar com os níveis de mortalidade entre os soldados soviéticos em 1941). Vou lhe revelar um “segredo”, vários “veteranos” que aparecem a glorificar Stalin são veteranos da NKVD (e organismos afins), que matavam os nossos avos pelas costas: http://en.wikipedia.org/wiki/Barrier_troops

Ricardo disse...

Usar o wikipedia como fonte? Você só deve estar brincando...

Jest nas Wielu disse...

2 Ricardo

Costumas usar o que, a Britânica? lol

Vejam essa foto, e comparem as diferenças, a mesma "veterana" soviética fotografada em 2010 e em 2010:

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=217377755045824&set=a.107042812745986.9938.100003208032044&type=1&theater

Pippo disse...

De facto, que parvoíce, comemorar-se a vitória sobre a Alemanha Nazi!
Toda a gente sabe que os eslavos, sob o domínio do Hitler e seus amigos, estariam muito, mas mesmo muito melhor! Sob a sábia e humanitária liderança nazi, as raças inferiores, poupadas aos horrores do comunismo, seriam muito mais livres para poderem trabalhar em prol do Reich.

Aliás, como os nazis diziam a esses libertados, Arbeit macht frei...

Europeísta disse...

No final das contas quem apoiou quem? Foi o mundo capitalista e comunista! Ambos aliados. Tanto Stalin quanto Chruchill disseram que foi preciso se unirem contra um "mal maior", um inimigo comum... esse inimigo era o nacinal-socialismo.

Todo mundo fala numa tal similaridade entre comunismo e nacional-socialismo... mas no final das contas quem apoiou quem?

Jest nas Wielu disse...

A verdade é essa: os países tiveram comportamentos diferentes, Ucrânia, parte da Polônia e da Rússia eram os territórios mais sofridos com a II G.M., os brasileiros chegaram a combater na II G.M., já o regime português apenas fazia negócios com o 3-ro Reich...

PEDRO LOPES disse...

".. já o regime português apenas fazia negócios com o 3-ro Reich."

Jest,

Isso devia ser um grande motivo para voçê gostar dos Portugueses, e em particular do Salazar, dado que não eram hostis aos seus amigos da águia.

Pippo disse...

".. já o regime português apenas fazia negócios com o 3-ro Reich."

Afirmação de quem, obviamente, ignora a História portuguesa (a ponto de dizer que Lisboa foi fundada pelos mouros! :0D)

Jest, leia este artigo feito por historiadores para ver até que ponto Portugal "apenas fazia negócios com o 3-ro Reich".
http://neh.no.sapo.pt/documentos/portugal_na_II%20guerra%20mundial.htm

Gilberto Mucio disse...

Jest é simpatizante nazi-fascista assumido(já que glorifica o nazista Stepan Bandera).

Justifica a colaboração com os nazistas por parte de alguns ucranianos.

O que esperar que ele defenda? rsrs

Jest nas Wielu disse...

2 PEDRO LOPES
Eu gosto dos/das portugueses/sas (não confundo pessos e regime) e não vejo a necessidade de interpretar a minha crítica do comunismo soviético como elogio do regime alemão, é uma lógica absolutamente ilógica.

2 Pippo
Obrigado pelo artigo, como vê, Pippo protesta quando outros usam os clichés, mas teima em olhar a Ucrânia através dos clichés moscovitas.

2 Gilberto Mucio
Não vou aqui repetir que Stepan Bandera nunca era membro do partido nazi e que estava preso no campo de concentração nazi e que os seus irmãos foram mortos no campo de concentração nazi.

Apenas vou perguntar o seguinte: como consegue criticar a suposta colaboração por parte de alguns ucranianos e justificar e glorificar a colaboração e cooperação estatal entre URSS / Stalin e Alamenha nazi / Hitler?

PEDRO LOPES disse...

"Apenas vou perguntar o seguinte: como consegue criticar a suposta colaboração por parte de alguns ucranianos e justificar e glorificar a colaboração e cooperação estatal entre URSS / Stalin e Alamenha nazi / Hitler?"

JEST,

Não tenho dados concretos para poder julgar esses factos.
E eu não sou apoiante da URSS, embora ache que muitas coisas ditas e escritas sobre a mesma são exageradas e propagandisticas.

Em todo o caso a URSS pode ter colaborado com os NAZIS como outros colaboraram. A Alemanha Nazi, antes de iniciado as invasões de países, as pessoas não adivinhavam as suas intenções não é assim?
E no mundo de negócios ninguém olha a ideologias nem direitos humanos.

A URSS alertou várias vezes as potências ocidentais para o perigo do regime que se estava a formar, mas ninguém ligou.

Ou acha que os Soviéticos se soubessem que os Nazis se estavam a preparar para os invadir teriam colaborado com eles?

Pippo disse...

2 Jest:

Pois é, rapaz, eu uso "clichés moscovitas", tu, em compensação, usas clichés nazis, a ponto de veiculares textos em que se condena a vitória sobre a Alemanha Nazi.
Certamente prefeririam, tu e o moço que escreveu aquelas linhas, que a cruz gamada tivesse vencido a guerra, para que os SS e os seus esbirros pudessem matar as "raças inferiores" à vontade.

E no que diz respeito à História, nomeadamente a portuguesa, és ignorante, como já o demonstraste N vezes. Por isso é que continuas a usar clichés de ignorante.

Jest nas Wielu disse...

2 PEDRO LOPES

A questão não esta nos termos podia ou não podia, sabia ou não sabia. A questão é: URSS colaborou mais que ativamente com o 3-ro Reich, desde 1933 secretamente (escolas da aviação, etc.) e entre 1939 e 1941 abertamente. Não é possível desculpar este facto pela "necessidade" e "questão tática", condenando outros como "colaboradores".

2 Pippo

Se 1 ano atrás tu ainda sabias argumentar, hoje em dia estas na linha da propaganda soviética, todo e qualquer pensamento em desalinho com a sua doutrinação é "nazi", "ignorante" e "à favor da vitória da Alemanha Nazi", pareces com a programação da RT...

Pippo disse...

2 Jest,

Jovem, há um ano atrás eu sabia argumentar, e hoje, com mais um anos de experiência, ainda o faço melhor. É natural que não o tenhas reparado pois deves estar a apanhar muito solzinho tropical.

De nada te adianta portanto as tuas patéticas invectivas, que só os totós é que as papam.

Caso ainda não o tenhas reparado, com a celebração do Dia da Vitória os russos não celebram a continuação do regime soviético nem o georgiano Estaline, mas sim a vitória sobre um invasor genocida que teria exterminado TODA, repito, TODA a população eslava e judia da URSS.
Os argumentos do teu amigo Pavel Durov são, portanto, os de um ignorante, para não dizer insensível. Se ele critica a vitória sobre os nazis, então é porque talvez ele preferisse ser por eles dominado. Quem sabe se tu também.

Mais uma vez, the jest is on you... e nunca mais aprendes!

Jest nas Wielu disse...

2 Pippo

Já que sei que não falas russo, duvido que analisaste o original das postagens do Pavel Durov e como tal estas mais uma vez decidir na base da sua doutrinação ideológica. Do tipo soviético, "não li o livro do anti-soviético Grossman, mas acho" :-)

Pippo disse...

Jest, a tua argumentação rutenazi dá-me sono...

Factos: ele diz que comemorar a vitória sobre os nazis é comemorar a perpetuação do regime comunista. Logo, ou ele acha que a derrota dos nazis não é algo que se deva comemorar, ou então ele teria preferido que a URSS tivesse sido derrotada.

Se queres contradizer isto, traduz os textos que ele colocou na net e coloca-os aqui para que a malta (ops, lá vais tu apresentar queixa novamente!) que "não fala russo" possa "saber a verdade".

Se, pelo contrário, não forneceres esses elementos, então parece-me que as tuas postagens não são senão verdadeiras compostagens baseadas na tua doutrina ideológica já bem conhecida de todos nós.

Jest nas Wielu disse...

2 Pippo

Quem tem obrigação de estudar os alicerces da questão debatida são vossas excelências, eu não sou responsável pelas vossas (in)incapacidades intelectuais...

Factos: os nossos avôs esperavam que a sua vitória contra os nazis significaria a maior liberdade no país (pessoas acreditavam, por exemplo, que será abolida a escravidão dos kolkhozes), isso não aconteceu e o país por mais de 50 anos continuou a viver sob a escravidão comunista.

A linha de apelidar os dissidentes de "nazis-fascistas" já não é nova, nos anos 1970 Soljenitsin era apelidado de "vlasovista literário".

Estas ficar parecido com Múcio e o moço brasileiro que não sabia o que significa palavra "purgas"...

Pippo disse...

2 Jest

Todos nós temos a obrigação de "estudar os alicerces da questão debatida", a não ser, é claro, que te consideres acima dos outros, o que seria uma boa piada.

Como já o demonstraste bastas vezes, és um bocado nulidade a História, e além do mais aquilo que vais sabendo consegues distorcer através de uma lente politizada e, sim, chauvinista. Se ter perturba, portanto, que eu te chame rutenazi, então olha bem para o teu umbigo e vê lá se a linha que adoptas não se coaduna com a expressão.

Quanto às parecenças, olha, antes parecer-me com um Múcio do que com um "colabo" Bandera.

Jest nas Wielu disse...

2 Pippo

Para uma pessoa que comete os erros e gafes praticamente em todas as postagens sobre Ucrânia é muita piada de chamar outros de "nulidade", ainda mais na História... isso é mesmo caricato. Não vejo maior colaborador dos nazis do que Estaline e a URSS...