segunda-feira, julho 09, 2012

Bandidos russos estudam português!

Ao ler um artigo sobre as mudanças na direção da região de Moscovo, conhecida pelo alto nível de corrupção e banditismo, deparei com um documento curioso.
O jornal russo Novaya Gazeta publica um documento da polícia russa que investiga a criminalidade nos arredores de Moscovo e, nele, pode-se ler as declarações de um dos seus informadores sobre as apreensões do mundo do crime face à nomeação de Serguei Choigu, ex-ministro para Situações de Emergência da Rússia, governador da região de Moscovo.
O informador comunica: "Nos encontros em casa de L. [um dos padrinhos do mundo do crime], foi decido não investir dinheiro em projectos de longo prazo e um dos presentes declarou que "já está a estudar língua portuguesa"". 
Eu sabia que o estudo da língua portuguesa gozava de grande procura, mas não imaginava que até entre os bandidos russos ela é popular!

5 comentários:

PEDRO LOPES disse...

Dr Milhazes,

Como você viveu ai em Moscovo na era Soviética, lembra-se se nessa altura existia esse tipo de banditismo? Ou era mais controlado?
Havia insegurança nas ruas? Criminalidade violenta?

A minha questão nem é provocatória, nem pró-isto nem pró-aquilo, é apenas e só uma curiosidade minha.

Gilberto Mucio disse...

Interessante.

Para que diabos eles querem aprender português?

Pippo disse...

Pedro, segundo as minhas professoras de russo, actualmente há mais liberdade mas antigamente havia mais ordem e menos banditismo.

Jose Milhazes disse...

Pedro, na era soviética existia crime organizado e banditismo. A questão é que como a informação era limitada e as estatísticas falsificadas, não se pode reconstruir um quadro real da situação.
Aparentemente, havia mais segurança.

PEDRO LOPES disse...

José Milhazes e Pippo,

Obrigado pelas vossas respostas.
Acho que percebi o enquadramento. Havia criminalidade mas em menor escala e não era noticiada ou era falseada.