quarta-feira, setembro 19, 2012

Dirigente comunista russo considera que embaixador americano na Líbia mereceu “morte de cão”



Guennadi Ziuganov, dirigente do Partido Comunista da Federação da Rússia, considerou que o embaixador americano na Líbia, Christopher Stevens, teve a morte que devia e utilizou uma velha palavra de ordem estalinista para a descrever.
“O embaixador americano na Líbia foi fuzilado como o último dos cães. Era o principal especialista da “revolução” líbia”. Ele recebeu o que semeou”, escreveu Ziuganov na sua conta no Twitter a 17 de setembro.
A palavra de ordem “os cães merecem morte de cão” fazia parte das sentenças ditadas pelos tribunais soviéticos contra os adversários reais e imaginários do ditador José Estaline.
Uma fonte do diário russo Kommersant no Departamento de Estado norte-americano prometeu uma “reação dura” a essas declarações, “independentemente de quem vencer as próximas eleições presidenciais”.
Hoje, Guennadi Ziuganov, dirigente do segundo maior partido representado no Parlamento da Rússia, afirmou, em declarações à rádio Eco de Moscovo, que “realmente considero a morte do embaixador um resultado da política dos Estados Unidos na Líbia”, mas não reconheceu ter sido ele a escreve as declarações na sua conta no Twitter.
“Escreve-se coisas diferentes no Twitter. Na minha conta escrevem os meus assessores… A citação não é minha. Vou ver o que se passou, mas você estão a tentar esconder o conteúdo da questão com a forma”, justificou-se ele.
Porém, Denis Parfionov, chefe do serviço de imprensa do Partido Comunista, declarou à agência Ria-Novosti que os assessores de Ziuganov “transmitem palavra a palavra o que o dirigente do partido dita”.
O embaixador norte-americano na Líbia foi assassinado em Benghazi no dia 11 de setembro, durante um ataque contra o edifício da embaixada dos EUA.

16 comentários:

Pippo disse...

Ainda dão crédito ao que diz esse sujeito?

Em todo o caso, o diplomata norte-americano acabou por colher os frutos da política do seu país na Líbia, isso é incontestável. Com o fim de instaurar uma democracia liberal no país, o Ocidente acabou por abrir a Caixa de Pandora dos tribalismos e do extremismo religioso.

Marshall Zhukov disse...

Deviam era explodir o Capitólio com todos os senadores americanos lá dentro! Americanos fascistas, desrespeitam a religião, crença e fé dos outros...

Esse filme foi patrocinado pela CIA e o MOSSAD, que são orgãos responsáveis por essas operações psicológicas!

PEDRO LOPES disse...


Pois é, mas ninguém condenou a postura da Senhora Clinton quando lhe disseram que estava morto fazendo um sorrizinho cínico de orelha a orelha.

O Ziuganov calado era um poeta, mas esteve ao nível de alguns homologos da politiquiçe americana.

Anónimo disse...

Este Pippo é muito ingénuo... ainda bem!
A revolta anti-Kadaffi foi feita com o fim de instaurar uma democracia liberal na Líbia? Era bom, era.

Foi feita para acabar com "ideias" de vender petróleo a troco de ouro em vez de dólares (coincidentemente, ou talvez não, o Saddam também foi apeado só depois de ter começado a vender petróleo em euros), e oferecer a exploração petrolífera líbia que ainda era pública aos "privados ocidentais do costume"...

Sergei Korolev disse...

Concordo com ele

Жаймэ Янтас disse...

Eu particularmente estou a procurar a conta do Camarada Guennadi Ziuganov no twitter. Quero integrar o rol dos seguidores dele. Estou com dificuldades. Talvez em cirílico esteja. Senhor Milhazes, podes me ajudar?

RockyBalbino disse...

É uma pena que os que aqui se pronunciam contra o Mundo Livre ea favor do terrorismo árabe não vão para os países árabes e nos deixem em paz de uma vez. Cospem no prato da Liberdade e da Democracia. Onde estão as PROVAS de que o filme foi «patrocinado» pela CIA e pela MOSSAD? Gente perigosa, estes comunistas/socialistas, que não hesitariam em reabrir os Gulagues todos que pudessem e em fuzilar quem não é da cor deles.

Abraço ao grande José Milhazes, exemplo de carácter e profissionalismo,

RB

Europeísta disse...

Justifica-se até a morte de um ser humano! Matar uma pessoa em prol do comunismo/socialismo é um ato tão banal entre esses comunas que eu não me espanto com mais nada. Eles não tem o mínimo de apreço pela vida humana! Por isso eu sou contra o comunismo/socialiesmo, esses regimes são a barbárie. Quando postos em prática nada mais são que uma máquina de matar, matar e matar!

Europeísta disse...

Eu não vejo nada de mais no que ele disse, o lema de todo o comuna é MATAR, MATAR E MATAR!

Anónimo disse...

Tem razão Europeista. São uns assassinos. Temos de os matar a todos. Viva a liberdade e a democracia.

PEDRO LOPES disse...

Este blog está a transformar-se num amontoado de sabujiçe a comentar.
Agora apareceu ai um novo que parece querer bater recordes de boçalidade jamais imaginados.

Já nem publicam os meus pois ás vezes podem ser para maiores de 18, mas o EuroZionista por mais boçalidades que deslargue tem sempre direito a tempo de antena.

Anónimo disse...

«««Europeísta disse...
Eu não vejo nada de mais no que ele disse, o lema de todo o comuna é MATAR, MATAR E MATAR!»»»


Os Americanos e seus lacaios o que têm feito no Iraque, Afeganistão e agora na Libia e na Siria. Acha que é dar vida?
Encontra alguma justificação para tamanha carnificina e tanta destruição?


O Pipo consegue dizer onde foi que os Americanos já levaram a liberdade e a prosperidade? (não me venha com a lenga lenga da Europa e do Japão, porque isso já é outra conversa).

Se sabe de algum país onde isso tenha acontecido diga, fico-lhe grato.

Anónimo disse...


«««Dirigente comunista russo considera que embaixador americano na Líbia mereceu “morte de cão”»»»

Também não era preciso exagerar tanto. Qual era o louco capaz de empregar uma tão grande quantidade de material bélico para matar um cão, um tiro bastava.

Que os seus ultimos momentos foram iguais aos de muitos milhares de Libios inocentes não tenha-mos duvidas. Por isso teve a morte que merecia.

Com quem ferros mata?

Foi ele o conselheiro do CNT em Benghazi desde a primeira hora.




Anónimo disse...

Que aconteceu à miuda de 18 anos presa por causa da posse do Putin? Já foi solta?

antónio m p disse...

Há na crítica à URSS duas atitudes - a do historiador e dos cães de Pavlov. A crítica do historiador ou investigador é demolidora; a crítica daqueles que espumam como cães sempre que ouvem falar em comunismo, desacredita-os quer tenham razão ou não.

Sergei Korolev disse...

anonimo disse?
"Que os seus ultimos momentos foram iguais aos de muitos milhares de Libios inocentes não tenha-mos duvidas. Por isso teve a morte que merecia."

mais alguma duvida?