terça-feira, março 25, 2014

Autoridades ucranianas declaram “guerra” ao Sector de Direita



O Ministério do Interior da Ucrânia preveniu o Sector de Direita, organização de extrema-direita que participou activamente no derrube do presidente Victor Ianukovitch, que ela já deveria ter entregue todo o armamento que possui e promete medidas duras se as ordens não forem cumpridas.
Quero dizer ao Sector de Direita que já terminou o prazo para o desarmamento... Qualquer organização armada e com objectivos ilegais será por nós considerada como ilegalmente existente e todas as nossas acções serão realizadas nesse quadro. Elas serão duras e decididas”, declarou o vice-ministro Vladimir Evdokimov.
Estas declarações foram feitas depois de ter sido anunciada a morte de Alexandre Muzytchko (Sacha Branco), dirigente do Sector de Direita na Ucrânia Ocidental. Segundo as autoridades, ele teriam sido abatido a tiro depois de ter aberto fogo contra um agente da polícia perto da cidade de Rovno.
Muzytchko ficou conhecido por, durante e depois das manifestações na Praça da Independência, se passear ostentando uma metralhadora Kalashnikov, ter dito que matou soldados russos na Chechénia e ter humilhado em público um procurador ucraniano. Além disso, eram bem conhecidas as suas ligações ao mundo do crime organizado.
Dmitri Iarosh, líder do Sector de Direita, já veio acusar o ministro do Interior, Arsen Avakov, de estar por detrás da morte do seu camarada de partido e exigiu a sua demissão, mas Avakov respondeu: “Se alguns bandidos ameaçam o ministro, eu aceito o desafio e estou pronto a aceitar qualquer desafio, porque esse é o meu cargo. A inha posição continuará a ser bastante dura para com os bandidos, para com os que violam a ordem com armas na mão”.
Aumentam também as divergências entre aqueles que estiveram unidos na luta contra Victor Ianukovitch. Vitali Klitchko, dirigente do Partido UDAR, não excluiu hoje a possibilidade de exigir a demissão do actual Presidente interino, acusando-o, nomeadamente, de não ter tomado medidas para impedir a ocupação russa da Crimeia. Estas divergências certamente irão aumentar à medida que se aproximar a data das eleições presidenciais: 25 de Maio.
Entretanto, Moscovo continua a fazer tudo para desacreditar as autoridades ucranianas, recorrendo a desinformação descarada. Por exemplo, hoje, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia acusou o Partido Nacional-Socialista da Ucrânia de ameaçar de morte o sacerdote Alexandre Chirokov da Igreja Ortodoxa Autocéfala Ucraniana, bem como membros da sua família. Ele foi acusado de alegada “propaganda inimiga pró-Moscovo”.
Ora a imprensa ucraniana descobriu que no país não existe nenhum partido com esse nome, que a Igreja Ortodoxa Autocéfala nunca escondeu as suas simpatias pelos novos poderes e tem uma atitude muito crítica face à Igreja Ortodoxa Russa. Realmente existe um clérigo chamado Chirokov, mas trata-se de um monge que, nas igrejas ortodoxas, não podem ter mulheres e filhos. Só os sacerdotes paroquiais se podem casar.

Nestas condições, é previsível uma nova e perigosa agudização da crise na Ucrânia, com consequências imprevisíveis.

21 comentários:

Pippo disse...

"Qualquer organização armada e com objectivos ilegais será por nós considerada como ilegalmente existente e todas as nossas acções serão realizadas nesse quadro. Elas serão duras e decididas”

É só rir!!! Quer dizer, quando foi para expulsar o presidente democrática e legitimamente eleito, os golpistas não se chatearam nada com as armas na posse dos seus "camaradas de luta", mas agora que o poder mudou de mãos, das legítimas para "as mãos certas", a presença de grupos armados autónomos já é considerado algo de ilegal!

Já que falamos em armas... então mas os manifestantes não eram todos pacíficos e a polícia é que era tudo uma cambada de assassinos?

E aqueles mortos na Maidan, já se sabe quem é que disparou, ou a identidade dos autores dos disparos continuará, convenientemente, no segredos dos deuses?

Miguel Dias disse...

Anarquia no Oeste da Ucrania, Pravy Sector invade tribunais, ameaça policia, montam guarda a edifícios com AK-47 nas mãos.

http://www.youtube.com/watch?v=vvSXtgx_gJQ

Vai ser bonito agora quando Kiev quiser por estes tipos na linha.

Não tarda nada está tudo á batatada, Kiev e os do Oeste.

Miguel Dias disse...

Entretanto a Leste, o Srs que tomaram o poder em Kiev num acto de "grande inteligência" pelos vistos querem recorrer a mercenários para eliminar os lideres pró-russos.

Ukrainian leadership to hire US mercenaries to suppress eastern regions - source

Private military company will be in charge of suppressing protest movements in Eastern Ukraine, said a source in the country's Security Service. According to him, the name of the company is Greystone Limited.

According to a source cited by ITAR-TASS, Ukrainian authorities believe that the Security Service is not able to suppress the protest mood and neutralize the leaders and activists of the pro-Russian movement in the eastern regions. In particular, the source said, the acting president Alexander Turchinov shares this opinion. "Therefore it was decided to attract foreign mercenaries, who will serve as political police and state security protection, " said the representative of the Security Service.

He informed that the initiative to attract mercenaries belongs to oligarchs Igor Kolomoisky and Sergei Taruta, appointed governors of Dnepropetrovsk and Donetsk regions.

Not so long ago, during a meeting with Turchinov, a plan to stop the protest movements in the eastern regions was discussed. Kolomoysky noted: "why reinvent the wheel if there are real people who understand how and how much to pay," said the source.

According to publicly available information Greystone Limited is a structural part of Blackwater, that was later renamed into Academi. According to military experts, the company is associated with the CIA and the US Defense Department. Its employees participated in the war in Afghanistan after the fall of Saddam Hussein's regime in 2003, the company has appeared in Iraq and became involved in training the new Iraqi armed forces and police, as well as support of the occupation forces.


É exactamente disto que o Putin está à espera para poder legitimar a ocupação do Leste e Sul da Ucrânia.

Anónimo disse...

Hey Pippo eu costumo acompanhar os seus comentários e queria saber pq vc não falou nada a respeito desse texto aqui:

http://darussia.blogspot.com.br/2014/03/extrema-direita-esta-influenciando-as.html

Carlos Caseiro disse...

Vão pensando noutro tema, porque o tema da Ucrânia está-se a esgotar.
Sonhei que a Europa e os E.U.A. vão manter umas sançoesitas à Rússia. Depois vão todos dizer que a Rússia não invadiu o resto da Ucrânia porque eles tomaram essa decisão. A Rússia perdoa parte da dívida da Ucrânia. A Ucrânia reconhece a Crimeia como parte integrante da Rússia e depois encontram-se todos em Yalta e ficam todos amigos.
O mundo é belo!

Hugo Dionisio disse...

Como sempre
Primeiro, EUA e EU, usaram o sector direita para limpar o governo, espancar o secretario geral do partido comunista Ucraniano, e sanear uma infinidade de cidadãos pró-russos, com tanto direito à Ucrânia como os pró germânicos, nazis e polacos. Agora, depois do trabalho sujo realizado, toca a limpá-los, afinal Roma não paga a traidores. Ah...e se houver uma lógica, a seguir é o Svoboda. É assim a ética imperial do Ocidente. É como a sua lembrança, repentina, de que existe direito internacional. Existirá?

Viriatus disse...

Vamos ver como reagirá o Pravy Sektor, quando verdadeiramente sentir que, por ordens da América, os estão a marginalizar (e a eliminá-los fisicamente). Muito provavelmente a resposta poderá ser dura, de um grupo que se encontra de possa de armas e que recentemente assaltou alguns arsenais ucranianos. Todos na sociedade civil ucraniana interiorizaram já (até a Julinha Tomochenko, embora a bruxinha ainda tenha uns ataques de raiva) de que a Crimeia está perdida para sempre. Agora começa verdadeiramente a luta pelo poder, mesmo que todos apontem o papão russo. Porochenko, o barão do chocolate, está melhor posocionado para ganhar, mas a Julinha Malvada não vai deixar que o poder lhe fuja outra vez. O "Pugilista" é um pobre diabo. Os socos na cabeça que levou deixaram-no a leste, e a Alemanha já percebeu que não pode apostar nele. Resta saber o que vai acontecer com os "cacos" do Partido das Regiões. Finalmente começam a despertar. Vão ter o congresso em Kiev no próximo sábado, para confirmar que Mikhail Dobkin (sob prisão domiciliária em Kiev por defender a federalização da Ucrânia, iou seja, um preso de consciência) é o candidato oficial. Sergei Tigipko, oligarca, desde sempre ligado ao Partido das Regiões, concorre como independente. Se Dobkin não puder concorrer, será ele o herói dos Russófonos. Talvez ainda tenhamos alguma surpresa no dia 25 de Maio. Uma certeza temos: será mais interessante acompanhar as eleições presidenciais na Ucrânia que as Europeias em Portugal. De longe...

PortugueseMan disse...

Uma pérola, uma verdadeira pérola.

Ukraine Starts Talks With Slovakia for Importing Gas From EU

Ukraine began talks on importing natural gas from the European Union via Slovakia, in an effort to decrease reliance on supplies from Russia...

...The price of EU gas would be about $400 per 1,000 cubic meters, he said yesterday in Kiev.

The country has 7 billion to 8 billion cubic meters of gas in storage and its oil product reserves will last less than a month. Gas prices for households will have to rise about 40 percent, the minister said.


http://www.bloomberg.com/news/2014-03-26/ukraine-starts-talks-with-slovakia-for-importing-gas-from-eu.html


Ora isto é absolutamente incrível, como não têm dinheiro para pagar preços de mercado à Rússia, (nem têm para pagar o valor subsidiado), vai pagar o preço de mercado a outro!!

Só me faz lembrar os rios de conversas que foram feitos aqui, sobre os valores de preços de mercado. A Rússia não devia praticar preços de mercado na Ucrânia. A Rússia deveria ser a Santa Casa.

Agora pelos os vistos a Ucrânia, vai provar da solidariedade europeia. Caso a Rússia corte o fornecimento por falta de pagamento, arranjamos maneira de entregar o gás russo. a preço de mercado, uns "míseros" 400 dólares e para ajudar à festa um aumento de 40% na factura do gás para os ucranianos.

E ainda nem temos um governo eleito.

A Ucrânia transformou-se num depósito de munições a explodir. De vez em quando rebenta mais uma e muitas mais estão à espera de explodir.

Eco Anti-NOM disse...

Concordo com o pippo, quando era conveniente, usaram estes extremistas para fomentar o caos.

Olá amigos, gostaria de recomendar este detalhado texto sobre o que realmente há por trás dos protestos na Ucrânia:

Ucrânia, Autópsia de um Golpe de Estado
http://www.anovaordemmundial.com/2014/03/ucrania-autopsia-de-um-golpe-de-estado.html

Basicamente, houve uma enorme ingerência do ocidente nos supostos protestos, que vieram a colocar as mesmas cabeças que perderam as últimas eleições, e que estavam por trás da falsa revolução laranja. Vale a pena ler e compartilhar.

Anónimo disse...


Eu diria que:
"Autoridades" ucranianas declaram guerra ao povo ucraniano e à sua economia.



"Ucrânia aumenta preço do gás em 50%

RTP 26 Mar, 2014, 16:50
Ucrânia aumenta preço do gás em 50%
legenda da imagem
Reuters
A partir do dia um de maio, o preço do gás natural vai aumentar 50% na Ucrânia para os consumidores domésticos, uma medida exigida pelo FMI para conceder auxílio financeiro a Kiev, anunciou o operador de gás nacional Naftogaz. Iouri Kolbouchine, um dos responsáveis da companhia, sublinha que, para a indústria, o aumento será de 40% a partir de um de junho."

AFerreira

PortugueseMan disse...

Relativamente a essa notícia da RTP2, deixo o link e mais uns excertos:

...O aumento deverá ser ainda agravado progressivamente até 2018, de acordo com uma taxa fixa.

A medida deverá provocar a revolta entre os ucranianos, cujos salários e pensões são já na maioria demasiado baixos para pagar os preços subsidiados...


http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=726234&tm=7&layout=121&visual=49


Pois, o aumento doméstico ainda é pior, 50% só para começar! porque é para aumentar ainda mais!

Mas há mais, isto são exigências do FMI para avançar com o dinheiro, SEMPRE o foram.

Agora o próprio artigo já constata que os ucranianos já têm dificuldade para pagar os preços SUBSIDIADOS, devido aos baixos salários/pensões.

Então deixo ainda mais uma que em breve vamos ver nas notícias: O FMI exige baixa de salários, CORTES nas pensões e despedimento de milhares de funcionários públicos!

Agora quando os ucranianos começarem a fazer as contas à vida, DESDE que correram com o presidente, vão finalmente ver o preço que vão pagar pelas opções tomadas.

Já perderam a integridade territorial, vão pagar MUITISSIMO mais pela energia, aos reformados vai ser cortado as reformas, e muitas mais "supresas" à espera.

Portanto as eleições ucranianas vão ser algo de muito interessante. Com as medidas que aí vêm, o que vai acontecer às regiões pró-russas, que já desejam afastar-se de KIEV, ainda mesmo antes das medidas que aí vêm...

PortugueseMan disse...

Obama diz-se contrário à entrada da Ucrânia na NATO

O presidente norte-americano, Barack Obama, declarou hoje em Bruxelas que nem a Ucrânia nem a Geórgia deverão tornar-se países membros da NATO num futuro previsível.

Numa cimeira da NATO realizada em 2008, a Aliança prometera à Geórgia e à Ucrânia que lhes abriria as portas para se tornarem membros de pleno direito...


http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=726242&tm=7&layout=121&visual=49

Pois é. A realidade bate à porta. A Rússia tem um dos seus principais objectivos atingido. A não expansão da NATO para dentro da Ucrânia e Geórgia.

Pippo disse...

Pois é, PM, mas em compensação 0 presidente do Bundesbank disse hoje em Berlim que a aplicação de sanções económicas recíprocas entre a União Europeia e a Rússia irá prejudicar muito mais a economia de Moscovo porque "a dependência comercial russa em relação à União Europeia é "maior" do que o contrário".

Daí talvez de explique a ameaça da UE em agravar as sanções económicas e políticas à Rússia.

Veremos agora qual será a reacção desta. Poderá agravar os preços do gás e/ou poderá voltar-se ainda mais para a China.

Em todo o caso, o amigo Obama já está aí a propor um tratado comercial com a UE... que servirá mesmo bem para ele impingir o gás de xisto que os EUA começaram agora a produzir.

Rodrigo Silva Barros disse...

Eu tenho a impressão que este Blog é anti-russo porque o dono é Católico Romano e espera pela "conversão" da Rússia. Mas enfim...

Eu não vejo como o Ministério Exterior Russo tenha mentido. Primeiro, como o próprio dono informou, existe um abade com esse nome na diocese em questão. Segundo, por ser um monge casto, não quer dizer que o ameaçado não tenha família. Pais e irmãos também são família e monges (como quaisquer pessoas) costumam visitá-los. Terceiro, o Setor Direito veio realmente de um ex-Partido Nazista da Ucrânia, que agora se chama Svoboda.

Se o Ministério Exterior Russo usou o termo "nazista", ele estava se referindo ao Setor Direito e não a um partido formalmente constituído. Estilo de linguagem requer um pouco de inteligência e sutileza. Não é para qualquer um.

PortugueseMan disse...

Caro Pippo,

A questão é QUAIS são exactamente as sansões que a UE vai aplicar. Falar, fala-se muito, mas o facto é que ainda não se sabe o que exactamente serão as sanções.

E cheira-me que a UE não está com vontade nenhuma de enveredar por aí. Já tem o problema da Ucrânia á porta, pois agora não tem como fugir, a UE ainda nem se chegou à frente com dinheiro para manter a Ucrânia à tona e nem sabe como o vai fazer, porque se internamente é austeridade, como é que agora vão desviar dinheiro para um país daquela dimensão e completamente falido.

Teremos que esperar primeiro pelas acções concretas, porque conversa a UE tem muita.

Quanto ao gás de xisto, eu sou bastante cauteloso. Existe muita conversa, muito entusiasmo e grandes expectativas.

Há ainda há muito a ver quanto a isso. Neste momento anda a imprensa a badalar que os EUA vão fornecer gás de xisto à Europa. Eu tenho sérias dúvidas que a situação seja assim tão simples. Pode simbolicamente haver alguma exportação nesta altura como afirmação política e dizer que se faz algo contra a Rússia.

Mas neste momento não acredito em gás de xisto vindo dos EUA. Duvido da capacidade de fornecer quantidade significativas, duvido da capacidade de fornecimento a longo prazo e ainda de mais algumas situações que ainda aguardo para perceber o que vai acontecer.

Resumindo, neste momento na minha óptica o gas de xisto vindo dos EUA é algo que não serve para os interesses energéticos europeus, dado que estes têm que ser vistos a longo prazo.

Жайме Янтас disse...

Isso tudo é uma grande mentira. Autoridades ucranianas??? Não existe autoridade ocupando o poder na Ucrânia. A Ucrânia sofreu um golpe de estado. Golpistas ucranianos, jamais declarariam guerra ao "Setor de Direita". São todos de direita. São todos nazistas. Todos querem restaurar a memória do genocida tirano Bandera. Eles não negam que o tirano Bandera participou do holocausto. Que suas mão, sujas de sangue, soram responsáveis pelo extermínio de milhares de judeus. Eles não negam isso. Além de não negarem, sentem muito orgulho. Chamar aquela corja de golpistas de "Autoridades", como se diz em Curitiba: É o fim da picada!

Anónimo disse...

"Ucrânia: PM apresenta orçamento de importantes cortes e aumento de impostos
Publicado há 26 mins
O primeiro-ministro da Ucrânia, Arseni Iatseniuk, apresentou hoje a proposta de Orçamento do Estado para 2014, que inclui importantes cortes na despesa social e aumentos de impostos, e advertiu que uma não-aprovação pode implicar a falência da economia.

«A economia ucraniana vai cair este ano cerca de 3%, mas isso no caso de aprovarmos o pacote de leis apresentado pelo governo. Caso contrário, prevemos a falência e uma queda de 10%» do Produto Interno Bruto (PIB), disse Iatseniuk aos deputados da Rada Suprema (parlamento).

O país, que sofreu uma forte desvalorização da moeda nos últimos meses, vai ter uma inflação entre os 12% e os 14%, «consoante as medidas tomadas», acrescentou o primeiro-ministro interino, citado pela agência EFE.

«Se aprovarmos estas medidas, dentro de um mês vamos receber fundos de estabilidade do Fundo Monetário Internacional (FMI), do Banco Central Europeu (BCE), do Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento (BERD) e do Banco Mundial (BM)», disse Iatseniuk.

O FMI anunciou hoje que nos próximos dois anos a comunidade internacional pode emprestar à Ucrânia até 19,6 mil milhões de euros, condicionados a um duro programa de ajustamento e de reformas estruturais."

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Internacional/Interior.aspx?content_id=3781527&utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook

- Ucrânia a caminho do desastre pela mão dos seus governo de bandidos & fascistas
com a ajuda preciosa dos Vampiros do FMI e Hienas da UE...

aferreira

Pippo disse...

Não houve qualquer erro ao designar Partido Nacional Socialista. O nome antigo era Partido Social-Nacional da Ucrânia, agora chama-se Svoboda

Anónimo disse...

Sr.Milhazes,já reparou que a montagem deste quadro que se montou na Ucrânia vai acabar mal.Este governo interino,anti-constitucional,vai apodrecer por dentro,como é evidente.O sector direito não vai depôr armas nenhumas.Vão-se matar uns aos outros e a Rússia deliciada a ver e na altura própria actuará e nós não sabemos bem como vai ser,mas a situação do lado da Rússia deve estar a ser estudada ao pormenor.E a estúpida América vai vê-las passar com a sua nova arma,muito mais barata,e de que maneira,de provocar o caos onde julga interessar-lhe.Não vão ganhar nada com isso,porque até o povo americano está a começar a perceber bem a estratégia de "cowboyada"do seu governo.

Anónimo disse...

Sr.Milhazes,já reparou que a montagem deste quadro que se montou na Ucrânia vai acabar mal.Este governo interino,anti-constitucional,vai apodrecer por dentro,como é evidente.O sector direito não vai depôr armas nenhumas.Vão-se matar uns aos outros e a Rússia deliciada a ver e na altura própria actuará e nós não sabemos bem como vai ser,mas a situação do lado da Rússia deve estar a ser estudada ao pormenor.E a estúpida América vai vê-las passar com a sua nova arma,muito mais barata,e de que maneira,de provocar o caos onde julga interessar-lhe.Não vão ganhar nada com isso,porque até o povo americano está a começar a perceber bem a estratégia de "cowboyada"do seu governo.

Anónimo disse...

Sr.Milhazes,já reparou que a montagem deste quadro que se montou na Ucrânia vai acabar mal.Este governo interino,anti-constitucional,vai apodrecer por dentro,como é evidente.O sector direito não vai depôr armas nenhumas.Vão-se matar uns aos outros e a Rússia deliciada a ver e na altura própria actuará e nós não sabemos bem como vai ser,mas a situação do lado da Rússia deve estar a ser estudada ao pormenor.E a estúpida América vai vê-las passar com a sua nova arma,muito mais barata,e de que maneira,de provocar o caos onde julga interessar-lhe.Não vão ganhar nada com isso,porque até o povo americano está a começar a perceber bem a estratégia de "cowboyada"do seu governo.