terça-feira, abril 08, 2014

A secreta ucraniana desmantela rede separatista em Luhansk


Texto enviado por Dmytro Yatsyuk: 
"A secreta ucraniana SBU deteve um cidadão da Federação Russa, o coordenador das ações separatistas na região de Luhansk. A detenção do Roman S. Bannykh, se deu no dia 5 de abril de 2014 no posto fronteiriço “Krasna Talovka”.

por: Dmytro Yatsyuk, jornalista e blogueiro

Roman Bannykh (1985), com domicílio registado na unidade militar № 13204, parte da GRU das FA da Federação Russa organizava e coordenava as atividades de grupos subversivos na Ucrânia. Estes grupos de conspiradores tinham a intenção de derrubar a ordem constitucional da Ucrânia, derrubar o governo, cometer atos terroristas, incitar o separatismo e desestabilizar a situação nas regiões orientais do país.

Não é pela primeira vez que a SBU detém os cidadãos russos afetos às atividades separatistas na Ucrânia. Assim no início de março de 2014 um outro cidadão russo, V. Nehriienko e três cidadãos ucranianos foram detidos pela SBU em Donetsk pelo seu envolvimento nas actividades como a organização de eventos de massa à fim de derrubar a ordem constitucional, divulgação da propaganda anti-estatal, desencadeamento das ações radicais e tomada de assalto dos edifícios governamentais. Todos os quatro estão sob a custódia do SBU.

O SBU investiga os preparativos da Nehriienko para fazer explosões em lugares públicos, pois durante a sua detenção em 10 de março de 2014 foram achados explosivos com estilhaços e detonadores elétricos.
De acordo com as informações disponíveis, a tentativa de Roman Bannykh de entrar na Ucrânia está conectada com os planos subversivos na região de Luhansk, em especial, a organização de protestos em massa em 6 de abril de 2014.

Ler mais:

5 comentários:

Anónimo disse...

- Cidadãos russos na Ucrania, são aos milhares!
NB: Gostei em especial aquela da ordem constitucional - Está de gritos ....ahahahh - Falar em ordem constitucional na Ucrânia é como falar de virgens em casa de passe.

aferreira

Pippo disse...

Propaganda, fixe!!!

Este foi o mesmo SBU que travou os snipers da Maidan que trabalhavam para os grupos oposicionistas, não é verdade?
E é o mesmo que deteve esses mesmos oposicionistas quando estes assaltaram os edifícios governamentais, não é assim?

Gosto especialmente das acusações de "derrubar a ordem constitucional", "espoletar acções radicais" e "tomar de assalto edifícios públicos"! Ahahah!

É só rir!!! :0D

A Crimeia já se foi, resta ver o que se segue :)

Tuga disse...

Nada de novo, muito parecido com o que se passou em Kiev.

Em Kiev, o que não faltava lá eram membros dos serviços secretos ocidentais e agitadores de várias nacionalidades patrocinados pela trupe dos EUA/UE.

http://www.thenews.pl/1/10/Artykul/164084,Kiev-agitators-trained-in-Poland-claims-Putin

http://www.voltairenet.org/article182901.html

Só quem em Kiev o Dr. Milhazes nada dizia, aqui critica os Russos por interposta pessoa fazendo uso deste blogueiro Yatsuk que ainda deve ser primo do Yatseniuk.

Dualidade de citérios e falta de imparcialidade.

Carlos Caseiro disse...

Dmytro Yatsyuk existe mesmo. Só que como todos nós não está na Ucrânia para saber em primeira mão o que se passa realmente.
A todos nós aplica-se um ditado que eu herdei do meu pai: "Verdade é aquilo em que acreditamos"

Pippo disse...

O Dmytro Yatsyuk esteve na Ucrânia em Janeiro, mas vive em Moçambique. O seu nível de isenção é tão diametralmente baixo quanto a sua russofobia.

Já agora, na passada quinta feira o FSB anunciou a captura e detenção de 25 agentes do SBU na Rússia, agentes esses que planeavam atentados um pouco por todo o país.