quarta-feira, abril 02, 2014

Sondagens dão vantagem a Porochenko

                        Klitchko e Porochenko 

A organização social ucraniana “Iniciativas Jurídicas Avançadas” publicou hoje a primeira sondagem realizada durante a campanha eleitoral para as presidenciais de 25 de Maio.
Piotr Porochenko - 38,3%
Serguei Tiguipko - 17,9%
Iúlia Timochenko – 11,6%
Iúri Boiko - 6,9%
Oleg Tiagnibok - 3,3%
Piotr Simonenko - 3,2%
Olga Bogomoletz - 2,5%
Oleg Liachko - 2,3%
Anatoli Gritzenko - 1,7%
Dmitri Iaroch - 1,3%
Mikhail Dobkin - 1,1%
Não apoia nenhum dos candidatos – 5,1%
Não participa no escrutínio – 3,8%
N.B. Os habitantes da Crimeia não participaram na sondagem

Entretanto, Andrei Parubi, secretário do Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia, prevê que a Rússia irá realizar “muitas provocações no início de Maio para desestabilizar a situação”. Segundo ele, existe mesmo a intenção de eleger um presidente do Sul e Leste do país.
Victor Ianukovitch, Presidente da Ucrânia para alguns, reconheceu hoje numa entrevista que pediu “a intervenção militar da Rússia”, justificando esse pedido com a sua defesa em relação “a ataques de bandidos”. Além disso, anunciou que tenciona regressar ao país.
De Moscovo soam “propostas” de como deve ser feita a revisão constitucional no país vizinho, insistindo na federalização da Ucrânia, ideia recusada liminarmente pelos dirigentes ucranianos.

A Rússia está a fazer tudo para que as eleições presidenciais na Ucrânia não se realizem ou ganhe argumentos para não reconhecer a sua legitimidade.

35 comentários:

Viriatus disse...

PUTIN: O ANJO NEGRO DA RÚSSIA (1)

As coisas não estão a correr bem para a Rússia. O presidente Obama, apertado pelos Republicanos, por muitos democratas e por uma certa opinião pública que não se cansa de diariamente o chamar de “frouxo”, quis mostrar que não é assim, e que a América – sob sua administração – continua a ser um actor sem rival na cena política internacional, negando a auto-nomeação da Rússia como “potência global”. E é o próprio Obama, com uma deselegância que não lhe conhecíamos, que vem a público dizer que a Rússia não passa de «uma potência regional».

Jose Galazak disse...

PUTIN: O ANJO NEGRO DA RÚSSIA (2)
Nós nem conseguimos imaginar as forças que estão trabalhando com o governo de Kiev! Toda a diplomacia ocidental uniu esforços para combater a Rússia, na frente diplomática, mas sobretudo na frente não diplomática (tudo o que envolve serviços secretos, entenda-se). É a imagem do Ocidente (o que quer que isso seja) que está em jogo.
Indo directo ao assunto: Putin está a perder na frente diplomática, e a Crimeia, que efectivamente e afectivamente pertence à Rússia, está a ser jogada na frente diplomática sendo ignorados totalmente os resultados do referendo de 16 Março. Nem uma vitória limpa como a que tivemos oportunidade de assistir merece o reconhecimento.
A verdade é que para o “dito” Ocidente a democracia quando joga a seu favor é coisa boa, mas quando não joga já não é e o que conta é o facto de a pobre Ucrânia ver fugir-lhe essa península tão apetitosa do ponto de vista estratégico. Ninguém pergunta verdadeiramente se os habitantes da Crimeia querem ou não ficar na Ucrânia. Assim jogo o Ocidente, com dados viciados.

Viriatus disse...

PUTIN: O ANJO NEGRO DA RÚSSIA (3)
Mas volto a dizer, Putin está a perder por culpa própria este braço de ferro. O que é facto é que as populações russófonas não lhe caíram nos braços, e as manifestações a favor do “regresso à mãe pátria”, existindo, não são verdadeiramente expressivas.
E não é de admirar. Putin é um autocrata (para não lhe chamar outro nome) e um homem de curta visão. Ou não fosse ele um «silovik». Considero um acto de justiça política o regresso da Crimeia à Rússia, mas sou franco: vivesse eu no leste ou no sul da Ucrânia e falasse russo, não mexia uma palha que fosse para me juntar à Rússia. Defendia os meus interesses como russófono, mas num país democrata onde pudesse falar abertamente e onde a liberdade não estivesse cerceada.

Viriatus disse...

PUTIN: O ANJO NEGRO DA RÚSSIA (4)
A perda de Putin manifesta-se claramente nas sondagens que o José Milhazes apresenta neste post.
Piotr Porochenko apresenta uns confortáveis 38,3%.
Sergei Tigipko, do Partido das Regiões (PdR) mas a concorrer de forma autónoma, aparece com uns surpreendentes 17,9%.
Yulia Tymochenko, do partido «Pátria», a grande distância, com 11,6%;
Não deixa de ser surpreendente que o candidato oficial do PdR apareça em última lugar, com uns aflitivos 1,1%. É a derrota suprema de Putin e da política da Rússia, e em todo o lado, sobretudo entre as raposas do Ocidente, esse facto é um alívio. Tigipko defende no seu programa eleitoral, entre outras coisas, uma descentralização efectiva da Ucrânia, a paridade do russo e do ucraniano como línguas oficiais e, simultaneamente, uma visão ocidental da Ucrânia, ligada à União Europeia mas com laços económicos com a Rússia. É seguramente o homem certo não só para os russófonos, como para muitos que defendem que não se devem fechar as portas à Rússia. Para o Ocidente é uma bênção. Putin vai ter de “engoli-lo”, e o PdR vai ter de o apoiar, e talvez mais cedo do que pensava. Muito provavelmente é o homem certo para pôr o PdR no trilho do poder.

Viriatus disse...

PUTIN: O ANJO NEGRO DA RÚSSIA (5)
Sejamos claros: os Ucranianos, mesmo os russófonos, mesmo os russófilos, não querem que pertencer à Rússia de Putin. Porque a Rússia de Putin é algo de verdadeiramente assustador.
Era nesta altura que a Rússia precisava de um homem de visão. Com outro outro à frente dos destinos, com uma sociedade russa onde os direitos políticos e humanos não fossem espezinhados diariamente, tenho a certeza de que as ruas de Kharkov, de Lugansk, de Donetsk de Kherson e de Odessa estariam cheias de russos e de russófonos a gritar – como os Crimeanos gritaram – «Vamos para casa!». Assim o que vemos são alguns milhares, dignos é certo, mas poucos.
E o mais triste é que, apesar de ter conseguido que os irmãos da Crimeia voltassem a casa, por causa do déspota que a governa e que nega em casa a democracia que apregoa na casa dos outros, a Rússia, a nobre e grande Rússia, irá perder a Ucrânia para sempre.

Indo directo ao assunto: Putin está a perder na frente diplomática, e a Crimeia, que efectivamente e afectivamente pertence à Rússia, está a ser jogada na frente diplomática sendo ignorados totalmente os resultados do referendo de 16 Março. Nem uma vitória limpa como a que tivemos oportunidade de assistir merece o reconhecimento.

chukcha disse...

Se fosse eu votava na Julinha Malvada (como um comentador cá da casa lhe chama) só para ter o gozo de daqui a menos de um ano (no próximo inverno, quando for preciso pagar as despesas comunais, com salários a metade e o gás ao dobro) deliciar-me com o epílogo mussuliniano dasta revolução clepto-fascista.

Caro Viriatus,
bom texto, só é pena não ter nenhuma correspondência com realidade:
-Até eu temi, tl como todos os russos, quando vi o marechal kutuzov decapitado em Lvov, que fossemos voltar aos tempos do alcoolico-liberal-vendilhão-da-rússia, mas depois a Crimeia voltou para casa ( e Putin têm uma aprovação record, e o discurso, e o que dizem os russos, de Kaliingrad à Chukotka, do LDPR ao KPRF) é bonito - a Crimeia voltou para casa!
- a questão é que ninguém quer esse poço sem fundo em que a Urcrânia (aquela que fazia os maiores aviões do mundo,a do programa espacial, a dos porta-aviões e gigantes barcos) se trnsformou depois da queda da URSS, pelo menos para já. Acomodar 2 milhões de pessoas é uma coisas, 40 milhões é outra. O orçamento da Federação não dá para tanto, e já foi aprovado... e a Rússia é uma estado de direito).

PortugueseMan disse...

Já agora, alguém pode elucidar-me de como é que a Crimeia está a receber tanques russos, via transporte ferroviário?

Estou errado, ou a via ferroviária obriga passagem pela a Ucrânia?

Nuno Rolo disse...

Boa tarde,
Gostaria de saber o que se fala na Russia sobre as declarações do General da Nato, que diz que a Russia dentro de 3 a 5 dia poderá invadir a Ucrânia.
Já houve alguma reacção desta declarações por parte do MNE Russo?
Muito Obrigado

Dom Sebastião - Rei de Portugal disse...


"do General da Nato, que diz que a Russia dentro de 3 a 5 dia poderá invadir a Ucrânia."

Eu se me apetecer também digo que dentro de 10 dias a China pode invadir o Vietname.

Ou que Espanha pode invadir Portugal.
É á vontade do freguês.

Esta malta da Nato e da América está completamente de cabeça perdida. São uma cambada de idiotas corruptos.

Não conseguem aceitar a ideia, nem por nada deste mundo, que a Rússia seja uma nação soberana, e cujos recursos são apenas e só para o proveito desta.

Estavam habituados a que os países mais débeis se ajoelhem perante eles e as suas máfias financeiras, e não aceitam que a Rússia lhe escape ao controlo.

Estão completamente loucos.

Os EUA só tem 1000 bases militares espalhadas pelo mundo fora, mas é Rússia que nem um tiro deu na Crimeia o grande problema.

Mas ainda há idiotas e parolinhos que vão atrás desta propaganda esfarrapada anti-russa.
Tolinhos. É assim tão difícil perceber isto?


chukcha disse...

"Gostaria de saber o que se fala na Russia sobre as declarações do General da Nato, que diz que a Russia dentro de 3 a 5 dia poderá invadir a Ucrânia."

Não. o que a Nato diz é que a Rússia pode tomar toda a Ucrânie em 3 a 5 dias pois tem supostamente 40 mil soldados, tanques, aviões, submarinos nuclerares e e porta aviões na fronteira com a Ucrânia. Na Rússia (e acredito, especialmente no Kremlin) a malta deve-se estar a rir até mais não.

Então depois de aquele brilharete na Crimeia vão avisar com meses de antecedêcia???
Com esta disposição de forças é mais provável invadirem a Mongolia que a Ucrânia (e seria bem mais viável economicamente)...

Os tipos da Nato recuperaram finalmente um desígnio após anos a compartilhar com a blackwtaer o serviço de seguranças de eplorações petrolíferas com uns bisctes a bombardear habitações, pontes e combóios civis, e agora estão embriegados com a emoção: ontém era uma força (na fronteira com a Ucrâia!!!) pronta para tomar a Transdniestria (como se não tivesse lá uma base e a situação defacto não fosse favorável e se necessitasse de reforços (para quê???!!!!) não era mais simples enviar aviões militares, hoje é a Ucrânia))...

Eu procupava-me mais com a mongólia... ou com o Polo Norte!!
Acho que Putin quer reclamar o polo norte para a Rússia (ontém deu um documentário sobre as colónias no àrticoo na RTR, deve ser propaganda para prearar terreno!!!

chukcha disse...

"Já agora, alguém pode elucidar-me de como é que a Crimeia está a receber tanques russos, via transporte ferroviário?"

Onde foi buscar essa? O que vem nos meios de comunicação russos (e achi que é verdade!!!) é que a Rússia enviou pelo menos um comboio com equipamento militar ucrâniâno da crimeia para a Ucrânia por via ferróviaria (a expensas russas que a Ucrânia não têm dinheiro sequer para pagar o cómboio, diz a propaganda do kremlin)... e supostamente preparam-se também para devolver o único submarino ucrâniano.

http://www.theguardian.com/world/2014/mar/31/dmitry-medvedev-crimea-russia-army-border-withdrawal-ukraine

Se bem que agora já reparei que que o dailymail diz exactamente o contrário... deve ser da mesma "versão" dessa do repatriamento dos tanques... As imagens dão par tudo...

Anónimo disse...

Os russos,e bem,não acreditam no Ocidente nem na Nato.Nem vale a pena referir as vezes que os EUA intervieram no Iraque,na Líbia sem mandato nenhum para o fazerem semeando o caos e a miséria.Além disso foram os únicos que mataram cerca de 200.000 pessoas no Japão entre velhos,crianças,deficientes e outros completamente inocentes quando a guerra estava praticamente ganha porque a Alemanha sucumbia já.Foi,portanto, a única nação no mundo que descarregou 2 bombas atómicas em cima de inocentes.As promessas sobre Guantánamo ficaram-se pelas palavras.Acresce que a estratégia da criação do caos foi prometida ainda há bem pouco tempo com a promessa da destruição da Síria.Deve ter havido uma conversa muito séria de Putin com Obama para eles abandonarem o propósito.Estão por detrás do que se passa na Ucrânia e na Venezuela e a ver vamos o que se segue.Putin sabe tudo isto e responderá concerteza porque não vai permitir a adesão à Nato nem de parte da Ucrânia que se desenha na mente de Obama e da sua "entourage"política,militar e financeira.O que a América e a Nato estão preparando é de gente sem senso e cabeça.Porque não respeitaram o acordo que Vicktor Ianukovitich fez com a oposição na presença dos ministros dos Negócios Estrangeiros da Alemanha,da França e da Polónia?Porque a América não quiz,quiz sim a confusão que é a nova estrtégia que estão a usar (criação da confusão e caos) e que lhes fica muito mais barata.Quem não vê isto é completamente cego.Enfim os EUA são vedadeiramente o eixo do mal.E havia muito mais para dizer mas fico-me por aqui.

Miguel Dias disse...

Estas sondagens são um embuste da propaganda dos EUA/UE.

A Rússia também vai apresentar as suas sondagens, e com certeza que vão ser diferentes.

Na minha opinião nem eleições vai haver.

Porque isso também não interessa aos Rutenos e aos Húngaros da Transcarpátia que estão a ser ameaçados pelos "Galegos" do Oeste do pais.

Ou seja, para além do Sul e o Leste do pais a olhar com simpatia para a federalização do pais, temos também a Transcarpatia, e à Hungria e Roménia este cenário também interessa, porque sabem que a prazo podem ter o seu quinhão num cenário de eventual fragmentação do pais, tal como os Polacos que reaveriam Lvov e Rovno, a Galícia e a Volínia.

Com tudo isto, no fim do jogo ganha a Rússia, porque joga em casa e conhece o terreno como ninguém.

O Resto são cantigas.

Em relação à Invasão da Ucrânia, está aqui o que disse o comandante da aliança na Europa, o general Philip Breedlove.

http://noticias.terra.com.br/mundo/europa/otan-incursao-da-russia-na-ucrania-levaria-de-3-a-5-dias,db231ad74c125410VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html

Segundo ele, em cinco dias a Rússia arrumava a coisa.

Roman disse...

PortugueseMan,

O artigo é em russo, mas dá para ver pelas imagens como é que funciona:

Balsa de Kerch

Anónimo disse...

José Corvo:

Da Ucrânia temos sondagens via José Milhazes. E de Portugal e da Europa para as Europeias que se vão realizar na mesma data alguém conhece algumas sondagens? Muito grato.

Anónimo disse...


Poroshenko fez uma declaração que chocou a todos os apoiantes. Disse ele:
"Ucrânia pode aderir à União Europeia em 2025, diz candidato presidencial ucraniana, deputado Poroshenko (vnefraktsionnyh).
Realmente naquele país de hora a hora tudo muda.
José Corvo

Hugo Dionisio disse...

O que vale é que são só os Russos que farão propaganda nas eleições Ucranianas. Estou mais descansado... No Ocidente não há propaganda, só a verdade. Aquela coisa de andarem as espiar-se uns aos outros, de haver agências de inteligência e contra-inteligência e de andarem a fazer Online Covert Operations, é tudo obra dos meus sonhos. Estou masi descansado, porque estas coisas só acontecem na afastadíssima Rússia. No dia em que aqui aparecer um escrito a denunciar qualquer manobra ocidental de manipulação do poder e da informação abro uma garrafa de chamapanhe... OU, melhor, de Vodka.

Viriatus disse...

A ter em conta o facto de Odessa (até aqui adormecida para a "causa russa") estar a despertar. De recordar que Odessa tem para a Rússia um simbolismo quase semelhante ao de Sebastopol, e de que a sua população é esmagadoramente russófona, mais que em Kharkov. No fim de semana, sem que ninguém o relatasse, houve grandes manifestações de um movimento pro-russo que dá pelo nome de «Kulikovo», retirado do nome de uma grande batalha onde os Russos derrotaram os Mongóis em 1380. Cerca de 20.000 pessoas (a maior manifestação que teve lugar em qualquer das cidades russófonas da Ucrâmia) reclamou a união com a Rússia. A acrescentar a tudo isto há ainda o facto de o jovem presidente da câmara de Odessa, Oleg Bryndak, ser um defensor do regresso de Odessa à «Mãe-Rússia». Como resultado: o Sektor de Direita já está na cidade. Por fim devo lembrar que o "Odessa Oblast" faz fronteira com a Transnístria, onde a Rússia tem tropas estacionadas e onde não há fronteiras orográficas ou demográficas a separar as duas regiões. A ter atenção a esta realidade. Muito provavelmente não é o leste da Ucrânia «o elo mais fraco» na unidade territorial deste pseudo-país...

Nuno Rolo disse...


A Final quem tem razão vocês ou o jornal.
A Rússia tem tudo preparado para invadir a Ucrânia nos próximos cinco dias, avisa o comandante da NATO na Europa.
Philip Breedlove descreveu a situação na fronteira entre os dois países como sendo “incrivelmente preocupante”. O comandante afirma que ontem à noite a NATO detectou movimentações das tropas russas que considerou suspeitas.

“ [A Rússia] é uma força muito poderosa, capaz e preparada”, disse ao Wall Street Journal.

As tropas russas têm ainda o apoio de um avião e um helicóptero, de hospitais de campanha e de material bélico electrónico – “tudo o que é necessário para realizar uma incursão bem-sucedida”, avisou o comandante.

“Achamos que estão prontos para avançar e que vão alcançar os seus objectivos dentro de três a cinco dias”, acrescentou.

“Agora temos que ver como é que a nossa aliança está preparada para este novo paradigma… Vamos ter que repensar a nossa atitude, o nosso posicionamento, o nosso abastecimento, a nossa prontidão, etc.”, concluiu.

A Rússia acusou esta quarta-feira a NATO de regressar aos tempos da Guerra Fria ao suspender todas as cooperações com Moscovo como forma de protesto contra a anexação da Crimeia.

A NATO já ordenou que seja feito um planeamento militar, de forma a reforçar as defesas e, ao mesmo tempo, tranquilizar os restantes países do leste da Europa
Fonte" O jornal o SOL"

Anónimo disse...

-Atenção não se trata de anedota.
"No hemos pagado por el gas ruso porque Rusia no nos da el dinero'. No es una broma cínica. Ucrania considera que su incumplimiento de los compromisos asumidos en el contrato de suministro de gas ruso se debe a que Rusia no le subvenciona"

Texto completo en: http://actualidad.rt.com/economia/view/124314-ucrania-gas-rusia-prestamo

aferreira

Anónimo disse...

-Os Ucranianos poderão contar com os gases da UE/USA - em especial os do Obama & Angela Merkel ... Burroso e companhia .

AFERREIRA

El Rei Dom Sebastião disse...



Vou lançar aqui um desafio:

Alguém que tente explicar bem explicadinho, quais as diferenças entre a reunificação da Rússia com a Crimeia e a Reunificação da Alemanha.

Tentem lá explicar as diferenças.

chukcha disse...

"A Final quem tem razão vocês ou o jornal."

Nós, onde é que está a dúvida até porque o jornalista do sol limitou-se a papaguear, e mal, as afirmações do General da Nato. O que ele disse foi:

"We think that it is ready to go, and we think it could accomplish its objectives in between three and five days, if it was directed to make the actions,"

"General Philip M. Breedlove warned in an interview with the New York Times that the potent mix of warplanes, helicopter units, artillery, infantry and commandos could move with just 12 hours notice and achieve Russia’s military objectives just a few days."

http://time.com/47759/nato-chief-says-russia-could-attack-ukraine-without-warning/

Logo o que ele disse é que tomada a decisão, em 12 horas o plano operacionaliza-se (qual?) e em 3 a 5 dias concretiza-se (o quê??).

Logo a afirmação do jornalista de que "A Rússia tem tudo preparado para invadir a Ucrânia nos próximos cinco dias, avisa o comandante da NATO na Europa." é falsa.

Segundo o tipo da Nato a Rússia tem tudo preparado para invadir a Ucrânia em 12 horas e em 3 a 5 dias a concluir as operações (o que não especificou foi quais as operações que demoram 3 a 5 dias a cumprir, o Donbass?, Kharkov? A Urcrânia? Berlim? Lisboa?)

chukcha disse...

"A Final quem tem razão vocês ou o jornal."

Nós, onde é que está a dúvida até porque o jornalista do sol limitou-se a papaguear, e mal, as afirmações do General da Nato. O que ele disse foi:

"We think that it is ready to go, and we think it could accomplish its objectives in between three and five days, if it was directed to make the actions,"

"General Philip M. Breedlove warned in an interview with the New York Times that the potent mix of warplanes, helicopter units, artillery, infantry and commandos could move with just 12 hours notice and achieve Russia’s military objectives just a few days."

http://time.com/47759/nato-chief-says-russia-could-attack-ukraine-without-warning/

Logo o que ele disse é que tomada a decisão, em 12 horas o plano operacionaliza-se (qual?) e em 3 a 5 dias concretiza-se (o quê??).

Logo a afirmação do jornalista de que "A Rússia tem tudo preparado para invadir a Ucrânia nos próximos cinco dias, avisa o comandante da NATO na Europa." é falsa.

Segundo o tipo da Nato a Rússia tem tudo preparado para invadir a Ucrânia em 12 horas e em 3 a 5 dias a concluir as operações (o que não especificou foi quais as operações que demoram 3 a 5 dias a cumprir, o Donbass?, Kharkov? A Urcrânia? Berlim? Lisboa?)

chukcha disse...

E, caro Nuno, não se procupe muito com isso que a Nato diz.

Ainda não há muito tempo (23 de Março, se não estou em erro)o sr BreedLove (raio de nome para um general) afirmou que os 40 mil "russian troops massed in the western border" estavam prontissimos para tomar a Transdniestria (a sério, foi numa conf. imprensa, está filmado).

Felizmente passado 2 semanas alguém lhe facultou um mapa e o discurso foi aperfeiçoado :)

PortugueseMan disse...

Caro Roman,

Uma imagem vale mil palavras.

Deixou-me completamente esclarecido, desconhecia este pormenor de que podiam fazer este tipo de transporte.

PortugueseMan disse...

chukcha,

Na Crimeia existiu as duas situações.

A Rússia devolveu os tanques ucranianos que estavam na Crimeia.

A Rússia enviou tanques russos para a Crimeia.

Tudo via transporte ferroviário.

Scan disse...

Os idiotas deveriam votar diretamente no George Soros ou em alguém do NED para "presidente" da Ucrânia.
Para que votar nos cabeças de bagre ucranianos que recebem dinheiro dele e o representam?
Que votem diretamente no patrão.
Imbecis...

Anónimo disse...

Dizem por aí que a Ucrânia ainda se vai transformar num bom negócio para a Rússia.

O Gás aumentou 100%. A União Europeia liderada por Durão Barroso devia pagar à Ucrânia essa diferença porque é deles essa responsabilidade.

Meteram-se em sarilhos agora que paguem a brincadeira.


PortugueseMan disse...

Mais uma pérola:

Russia Helped Ukraine, But Now Ukraine Needs More, IMF's Lagarde Says

Russia wasn’t all bad for Ukraine. A 45% reduction in the price of natural gas and what was supposed to be an additional $15 billion in aid was a necessary “lifeline”, the International Monetary Fund’s Christine Lagarde said on Wednesday.

“The economy of Ukraine was against the wall and heading for disaster...

...Without the lifeline it was getting from Russia a few months ago, Ukraine was heading nowhere.”

...IMF managing director Christine Lagarde says Ukraine’s economy was held together by Russian support, primarily through a massive natural gas subsidy. With that
gone, Ukraine needs the international community to keep it going...

...Reforms for Ukraine “means dealing with the right price of energy,” says Lagarde...


www.forbes.com/sites/kenrapoza/2014/04/03/russia-helped-ukraine-but-now-ukraine-needs-more-imfs-lagarde-says/

É verdadeiramente fantástico.

O que se falou aqui acerca do gás subsidiado durante anos. Um gesto completamente desvalorizado. Por todo o lado sempre se falou das dificuldades da economia russa e no entanto enterravam dinheiro na Ucrânia.

Nunca vi em lado nenhum referências à quantidade de dinheiro que a Rússia enterrava na
Ucrânia, haveria de ser pouca coisa, afinal a economia russa dependente dos recursos naturais para sobreviver e pobreza por todo o lado, onde aviões caiem, satélites explodem, o lastimável estado das suas forças militares, se nem têm dinheiro para eles
quanto mais para os outros...

Mas, supresa das supresas, nquanto os EUA gastavam milhões e milhões para equipar e treinar as forças militares georgianas, para fazerem a asneira que fizeram, Um país de
com METADE da população de Portugal, a Rússia SUBSIDIAVA a energia a um país com 10 vezes mais população.

Coisa de somenos importância.

E agora quando a pobre e pré-colapsada economia russa, decide que chega de enterrar dinheiro num país que só os lixa, o mundo descobre que afinal a Rússia enterrava lá tanto dinheiro, que agora ninguém sabe como vai ser passado o(s) cheque(s), nem por quem.

É tanto o dinheiro que a Rússia vai poupar, que vai dar para cobrir as assustadoras sanções que aí vêm e ainda se calhar sobra para investir na Rússia para melhorar a vida dos seus.

Lagarde já descobriu, vamos a ver quantos mais se apercebem onde os ucranianos se enfiaram e quantos vão arrastar com eles. Sim, porque vai haver muitos sorrisos amarelos, é tanto o dinheiro que precisam, que não vai dar para ser de empréstimo, vai ter que haver muitas doações... de euros...

Chatice, e logo a seguir a termos enfiado dentro da própria Europa, austeridade por todos os lados, vamos oferecer dinheiro a quem nem governo eleito tem.

PortugueseMan disse...

Pérolas por todos os lados...

NASA suspende contactos com a Rússia por causa da anexação da Crimeia

Agência espacial norte-americana depende de Moscovo para chegar à Estação Espacial Internacional, e essa é a única relação que quer manter.

...a NASA anunciou que ia suspender a maior parte dos seus contactos com a Agência Espacial Russa, embora não no que toca às operações relativas à Estação Espacial Internacional. Para lá chegar, aliás, os norte-americanos precisam da boleia dos russos, depois de terem enterrado de vez os seus vaivéns...

...A NASA paga à Roscomos, a agência espacial russa, 71 milhões de dólares (51 milhões de euros) por cada lugar na Soyuz...


http://www.publico.pt/mundo/noticia/nasa-suspende-contactos-com-a-russia-por-situacao-na-ucrania-1630861

É no mínimo anedótico.

A pressão para fazer soltar qualquer tipo de sanção para não se dizer que não se faz nada, os EUA expoêm-se ao ridículo de fazer com que a NASA também participe nas sanções e como esta está DEPENDENTE dos russos para colocar os seus astronautas no espaço,
mostram exactamente esta DEPENDÊNCIA ao mundo.

De recordar que no ano passado, a Rússia já tinha aumentado o preço dos "bilhetes", o que tinha irritado imenso os americanos.

NASA vai pagar 322 ME à Rússia por 'boleia' a astronautas

...O acordo com a Rússia abrange a formação e transporte de seis astronautas para a Estação Espacial Internacional em 2016 e na primeira metade de 2017 a bordo da nave especial russa Soyuz.

A NASA pagará 70,6 milhões de dólares (54 milhões de euros) por cada lugar que ocupar na Soyuz, o que representa um aumento de 5,6 milhões de dólares (4,2 milhões de euros) face ao preço inicial..


http://www.dn.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=3195189

Afinal para quem andou a dizer que a NASA andava a ajudar a paupérrima agência espacial
russa, sem dinheiro para nada, deve andar a engolir uns valentes sapos.

Anónimo disse...

O jornalista espanhol,Rodrigo Fernandez,enviado do "El País" a Moscovo refere na crónica de 4 de Março de 2014 com o título "Putin não descarta uma intervenção se o caos se apoderar da Ucrânia" a conferência de imprensa que o líder russo deu em 1 de abril passado.E nessa conferência entre vários aspectos importantes ressalta o seguinte,cito, "se a Rússia se vir obrigada a usar e utilizar o seu exército está seguro de que os soldados ucranianos e russos estarão numa mesma trincheira como aconteceu na Crimeia"(sic).
Fica claro que os russos não vão permitir manobras da Nato em território ucraniano.Fica claro também que,como eu disse noutro espaço,Putin acredita que a Ucrânia vai entrar no caos económico e político para onde a levaram intencionalmente os americanos (não falo em europeus porque são uns criados dos EUA)com a leviandade de criar um golpe de estado quando esta questão da Ucrânia podia ter sido resolvida muito provavelmente depois do acordo que Ianucovitch assinou com a oposição na presença de ministros europeus dos Negócios Estrangeiros da Alemanha,França e Polónia.Só que os americanos,como se estão mais ou menos a rir dos europeus,não quiseram aceitar esse acordo e continuaram a provocar a revolta de Maidan que todos conhecemos,com o apoio de ultra-nacionalistas anti-semitas e mesmo nazis,mas de que eles se socorrem quando querem atingir os seus objectivos desestabilizadores,veja-se a título de exemplo,o que se passou no Chile de Allende, deposto pela revolta militar de Pinochet apoiada pelos EUA.
E como na Ucrânia já foram postas de lado "ab initio" as regras democráticas e constitucionais, agora vai valer tudo porque se está num estado de pré-guerra que a Rússia não começou.Esta é a verdade que aconteceu sem culpa nenhuma da Rússia.
Num outro espaço,a certa altura, acabei por referir que não sabia bem como a Rússia iria actuar porque estaria a preparar uma acção ao pormenor, mas que hoje admito que possa passar por um golpe de estado militar ucrniano,quando a maçâ estiver deveras podre,com o apoio militar russo na justa medida do essencial se fôr caso disso.É uma hipótese que não devemos descartar.Ainda por cima,chegados a uma situação destas,em que já vai valer quase tudo,é bem possível que a Rússia manobre tudo no sentido de ajudar a criar uma situação de insustentabilidade de eleições para 25 de Maio.É mais do que possível,é mesmo provável.

Pippo disse...

AAAAAHAHAHAH!

PM, é de chorar a rir!!!

O próprio FMI a vir dizer que a bandida da Rússia, esse país ditatorial, essa autocracia, andava a financiar, digo, sustentar a Ucrânia...

E agora que a fonte secou (e eu acho bem que tenha secado, pois a pobre Rússia tem de sustentar a Crimeia e combater as adversidades que advieram com as sanções), a malta aqui do burgo vai ter de se desenrascar para sustentar os ucranianos.

Ainda bem que ocorreu esta revolução! Agora a Ucrânia (versão reduzida, e se calhar ainda a reduzir mais) está muito mais livre e democrática, a economia promete altos voos, e finalmente os ucranianos - os verdadeiros ucranianos! - ficarão livres da Rússia, e todos viveremos em paz.

O pequeno "senão" é que alguém irá pagar tudo isto. E a Rússia já fechou as torneiras.

PS - Roman, não sabia da ligação ferrovia-ferry em Kerch. Já aprendi mais uma coisa hoje!

Viriatus disse...

A democracia na Ucrânia recomenda-se. Os Americanos, que estão a dar assessoria aos Ucranianos e a tentar salvar a face do Sr. Obama, desenterraram os manuais do macartismo.
Mais um líder dos russófonos que foi detido, desta vez Dmitry Kuzmenko, de Mariupol, também ele levado sob custódia para Kiev, acusado de atentar contra a integridade territorial da Ucrânia.
Por este andar pouco deve faltar para lotar as cadeias de Kiev e dos arredores.
Já não é seguro falar russo na Ucrânia. Qualquer dia basta falar russo para qualquer um, mesmo que nunca tenha falado outra língua na sua vida, ser acusado de atentar contra a integridade territorial da Ucrânia. Começou a caça às bruxas nas terras da «Fronteira». Os Americanos estão a trabalhar bem...

Anónimo disse...

Oh Sr.Milhazes,então os americanos apoiaram e estiveram por trás dos acontecimentos de Maidan,estupidamente aliás, contra a constituição e a lei.Que é que quer agora? Quem semeou vai agora colhê-las.Nem Cuba os americanos conseguiram tomar,nem a Coreia,nem ganhar a guerra do Vietename,nem mesmo a do Iraque e da Líbia,nestas últimas semearam apenas a guerra civil para ver se no meio da confusão conseguiam apanhar alguma coisa.No Afeganistao têm que se vir embora e depressa porque já moorreram muitos.Na segunda guerra mundial se não fossem os russos não sei o que aconteceria porque os americanos vieram só às sobras.Semearam os acontecimentos da Venezuela e da Ucrânia.Mas afinal quem são os terroristas? O povo que se levanta ou aqueles que provocam os acontecimentos.O pseudo presidente interino da Ucrânia é mas é doido ao chamar terroristas ao povo ucraniano.Repito,semearam,agora vão colhê-las.E não se esqueça que agora vale quase tudo.Assim quiseram os americanos,assim vão tê-las.E se houver um conflito mundial,como sabe,o próximo será feito com paus e pedras como disse Einstein.Os americanos que se deixem mas é de "cowboyadas" e que ganhem juízo porque as coisas,se correrem mal,vão-lhes bater à porta.