sexta-feira, dezembro 04, 2009

Presidente russo e norte-americano prometem continuar desarmamento nuclear


O Presidente russo, Dmitri Medvedev, e o seu homólogo norte-americano, Barack Obama, publicaram hoje uma declaração conjunta a propósito da expiração da vigência do tratado de redução de armamentos estratégicos ofensivos (START), no dia o5 de Dezembro, informou o serviço de imprensa do Kremlin.
“Reconhecendo a nossa intenção comum de manter a estabilidade estratégica entre a Federação da Rússia e os Estados Unidos, declaramos que continuaremos a cooperar no espírito do Tratado START depois da sua expiração, bem como assegurar a entrada em vigor de um novo tratado sobre armamentos estratégicos”, lê-.se num comunicado publicado pelo centro de imprensa de Dmitri Medvedev.
Durante a visita de Barack Obama à Rússia, realizada em Julho passado, foi assinado um acordo-marco de redução das armas nucleares estratégicas. As partes acordaram reduzir as cargas nucleares até níveis situados entre as 1.500 e as 1.675 unidades para cada país e os vectores até 500-1000 unidades para cada lado.
O tratado russo-americano expira amanhã, 05 de Dezembro, mas ambas as partes continuarão em Genebra as consultas para a assinatura de um novo acordo nessa matéria, informou hoje uma fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros, citado pelas agências russas.
“As negociações vão continuar e prolongar-se-ão por vários dias, provavelmente também na próxima semana”, precisou a fonte.
O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Riabkov, e a sub-secretária de Estado norte-americana, encontrar-se-ão na próxima segunda-feira em Moscovo, durante uma reunião do grupo de trabalho conjunto para o controlo de armamentos, e debaterão provavelmente o tema das futuras reduções de arsenais estratégicos ofensivos.
O Tratado START-1, assinado em 1991 entre a União Soviética e os Estados Unidos, obrigou Moscovo e Washington a reduzir as suas ogivas nucleares até 6.000 unidades para cada lado.
Segundo as últimas estimativas, a Rússia possui 3.909 ogivas nucleares e 814 portadores, enquanto que os Estados Unidos possuem 5.576 ogivas e 1.198 portadores.

6 comentários:

Jest nas Wielu disse...

Um trabalho fundamental sobre a Talvisota (Guerra de Inverno), em russo:
http://aleksandr-kommari.narod.ru/talvisota_1.htm

Ítalo Tavares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

já não vinha cá ha uns largos meses, em tempos admito que vinha para aqui ler os debates extrema-esquerda vs extrema direita com muita curiosidade, durante algum tempo decorreram com algum nivel, até que chegaram aqueles que nós sabemos e estragaram tudo.

deixo um abraço ao

Pippo, MSantos, Wandard e A.Henriques, ao Muccio com reticencias porque às vezes perdia-se com os nervos...

Bruno.

MSantos disse...

Bruno

Agradeço o seu cumprimento e retribuo com cordialidade.

Abraço
Manuel Santos

Pippo disse...

Bruno, em lugar de apenas deixar saudações (as quais agradeço e retribuo), seria melhor se participasse nas discussões, que é para isso que cá estamos :o)

Ab,

Wandard disse...

Bruno,

Retribuo e agradeço o abraço, e faço coro com o Pippo, não só apareça para deixar lembranças e saudações, participe também.

Grande abraço,